TECNOLOGIAS DE INFORMAÇÃO E COMUNICAÇÃO COMO ALTERNATIVAS PARA O ENSINO DE GEOGRAFIA: MEMÓRIAS E RELATOS DOCENTES

Autores

DOI:

https://doi.org/10.12957/riae.2021.51841

Palavras-chave:

TICs. Narrativas. Ensino de Geografia. Prática docente

Resumo

As tecnologias de informação e comunicação (TICs) fazem parte do cotidiano dos jovens estudantes da Educação Básica. Nesse sentido, o presente artigo objetiva socializar reflexões acerca de saberes e fazeres de professores de Geografia na busca pela incorporação das TICs  como alternativa para o ensino. Para tanto, apoiados na história oral, buscou-se narrativas de professores atuantes na Educação Básica nas redes pública municipal e estadual de ensino no município de Cariacica-ES, dando visibilidade aos saberes e fazeres de profissionais na incorporação das TICs como alternativa de ensino. A pesquisa revela que para além das dificuldades impostas pela realidade social e da escola pública, as TICs apresentam-se como potentes alternativas de ensino e de inclusão social.

Biografia do Autor

Thiago Barcelos Pereira, Secretaria Estado da Educação - SEDU-ES


Licenciado em Geografia pela Universidade Federal do Espírito Santo e em Pedagogia pela Faculdade Capixaba da Serra. Especialista em Educação de Jovens e Adultos e em Educação Especial e Mestrando em Educação pelo Programa de Pós-Graduação Mestrado Profissional em Educação da Universidade Federal do Espírito Santo.

Vilmar José Borges, Universidade Federal do Espírito Santo

Professor Adjunto, Doutor em Educação, lotado no Departamento de Educação, Política e Sociedade do Centro de Educação e Professor Permanente do Programa de Pós-Graduação Mestrado Profissional em Educação da Univesidade Federal do Espírito Santo. Área: formação de professores, estágio supervisionado, ensino e aprendizagem, história oral, memórias e narrativas docentes.

Referências

FONTES BIBLIOGRÁFICAS

ALMEIDA, Maria Elisabeth Bianconcini de. ProInfo: Informática e Formação de Professores. vol. 1. Série de Estudos Educação a Distância. Brasília: Ministério da Educação, Seed, 2000b

ALARCÃO, I. Professores reflexivos em uma escola reflexiva. 3ª. ed. São Paulo: Cortez, 2004.

ANDRADE, R. B.; SACRAMENTO, A. C; SOUZA, M. S. P. S. de. Educopédia: Uma forma de ensinar geografia. Anais da I Jornada Ibero-Americana de Pesquisas em Políticas

BRASIL. Base Nacional Comum Curricular (BNCC). Brasília: MEC. 2017. Disponível em:<http://basenacionalcomum.mec.gov.br/images/BNCC_20dez_site.pdf

BOM MEIHY, José Carlos S. Manual de História Oral. São Paulo: Loyola, 1996.

BRASIL. Secretaria de Educação Fundamental. Parâmetros curriculares nacionais: geografia / Secretaria de Educação Fundamental. – Brasília : MEC/ SEF, 1998. 156 p.

CARVALHO, Ednéa Nascimento e VLACH, Vânia R. F. Vivenciando a Geografia no Ensino Fundamental: a construção da cidadania. In: IX ENCONTRO DE PRÁTICA DEENSINO DE GEOGRAFIA: Mundo contemporâneo, práxis educativa e ensino de Geografia, 2007, Niterói-RJ. Anais... Niterói-RJ: Universidade Federal Fluminense, 2007. CD-ROM.

DELGADO, Lucília de Almeida Neves. História oral, memória, identidades. In: História oral, memória, tempo, identidades. Belo Horizonte: Autêntica, 2006

HOWE, N.; STRAUSS, W. Generations. New York: Harper Perennial, 1992.

______. Millennials rising, the next great generation. New York: Vintage.

KENSKI, Vani Moreira. Sobre o conceito de memória. In: FAZENDA, Ivani (org) A pesquisa em educação e as transformações do conhecimento. Campinas: Papirus, 1997,

MORAN. J. M. MASETTO. M. T. BEHRENS. M. A. Novas tecnologias e mediação pedagógica. Campinas – SP. Papirus, 2000.

MORAN, J. M.. A educação que desejamos: Novos desafios e como chegar lá. 4. ed. São Paulo: Papirus, 2009.MORIAS, G.M.S. As tecnologias no contexto escolar: dois quadro e um desafio. Revista Tecnologia educacional, n.149, 2000. p. 38.

NOGUEIRA, Valdir. Educação e cidadania na educação geográfica: os saberesdiscentes e a formação da consciência espacial-cidadã. In: IX ENCONTRO DEPRÁTICA DE ENSINO DE GEOGRAFIA: Mundo contemporâneo, práxis educativa e ensino de Geografia, 2007, Niterói-RJ. Anais... Niterói-RJ: Universidade Federal Fluminense, 2007. CD-ROM

PALFREY, John e GASSER, Urs. Nascidos na era digital: entendendo a primeira geração de nativos digitais. Porto Alegre: Artmed, 2011.

PESSOA, J. D. O ensino de geografia e as tecnologias da informação ecomunicação: Uma Proposta de Formação Docente na Modalidade de Ensino à Distância.Universidade Federal Do Paraná. 2011.

PRADO, M. E. B. B. O uso do computador na formação do professor: um enfoquereflexivo da prática pedagógica. MEC/PROINFO, (Coleção Informática

SAMPAIO, M. N.; LEITE, L. S. Alfabetização tecnológica do professor. 6ª.ed. Petrópolis - RJ: Vozes, 2008.para mudança naEducação). Disponível em: http://www.unirevista.unisinos.br/_pdf/UNIrev_Vianna.pdf

SERRANO, D. P. (2011): “Geração X, Geração Y, Geração Z”, IFDBlog. Disponível em http://www.ifd.com.br/blog/marketing/geracao-x-geracao-y-geracao-z-%E2%80%A6/. Acesso em 17 de dezembro de 2011.

FONTES ORAIS:

FARIA, S,F. Entrevista oral gravada. [set.2019]. Entrevistador: Thiago Barcelos Pereira. Cariacica- ES, 2019

SANTOS,F,S. Entrevista oral gravada. [set.2019]. Entrevistador: Thiago Barcelos Pereira. Cariacica- ES, 2019

Downloads

Publicado

20-12-2021

Como Citar

PEREIRA, Thiago Barcelos; BORGES, Vilmar José. TECNOLOGIAS DE INFORMAÇÃO E COMUNICAÇÃO COMO ALTERNATIVAS PARA O ENSINO DE GEOGRAFIA: MEMÓRIAS E RELATOS DOCENTES. Revista Interinstitucional Artes de Educar, [S. l.], v. 7, n. 3, p. 1418–1433, 2021. DOI: 10.12957/riae.2021.51841. Disponível em: https://www.e-publicacoes.uerj.br/riae/article/view/51841. Acesso em: 13 jun. 2024.