O projeto educacional da união católica militar e o seu papel de aparelho privado de hegemonia na difusão de um pensamento conservador teocrático

Autores

DOI:

https://doi.org/10.12957/riae.2019.44853

Palavras-chave:

Laicidade, Hegemonia, Intelectuais

Resumo

Através da Revista O Centurião e do intelectual conservador católico Jackson de Figueiredo, analisou-se o projeto educacional da União Católica Militar (UCM), uma associação de militares católicos, surgida na década de 1920, com o propósito maior de combater o movimento tenentista, através da difusão de valores morais católicos entre os membros das forças armadas. Almejava-se um maior grau de disciplina e coesão. A UCM recebeu apoio da cúpula do exército, assim como de altas autoridades eclesiásticas da Igreja Católica, atuando como um aparelho privado de hegemonia (GRAMSCI,1978) que difundiu uma escala de ideais conservadores por todo o país e colocou em perigo a laicidade do Estado Brasileiro.

Biografia do Autor

Pedro Henrique Lessa Torres, Universidade Federal Fluminense

Professor de História na Faetec, Mestre em História Política pela UERJ e Doutorando em educação pela UFF.

Referências

ABREU, Lousi Storni Vasconcelos. Educação Moral e Cívica: para além de um projeto educacional, um projeto de nação. XXVIII Simpósio Nacional de História, Florianópolis, 2015. P.10-20.

ALVES, Claudia Maria Costa. Cultura e política no século XIX: o exército como campo de constituição de sujeitos políticos no Império. Bragança Paulista: EDUSF, 2002.

ARMSTRONG, Karen. Em Nome de Deus: o fundamentalismo no judaísmo, no cristianismo e no islamismo. Rio de Janeiro: Companhia das Letras. 2001.

AZZI, Riolando. O início da restauração católica no Brasil, 1920-30 (I-II). In:¬¬ Síntese política e econômica. n. 10 - 11, SP, 1977. P.70-79

BOURDIEU, Pierre. A economia das trocas simbólicas. 6ªEdição São Paulo: Perspectiva, 2007.

BURKE, Edmund. Reflexões sobre a Revolução na França; SOARES, José Miguel Nanni. (Trad.)- 1ª ed.- São Paulo: EDIPRO, 2014.

CARVALHO, Marta Maria Chagas de. Pelo ensino público, leigo e gratuito. Revista da Universidade de São Paulo. São Paulo, n°6: 71-83, Jul./set.1987.

CUNHA, Luís Antônio. Sintonia oscilante: religião, moral e civismo: 1931-1997, cadernos de pesquisa. SP, n° 131, maio/agosto, 2007.

FIGUEIREDO, Jackson. A reação do bom senso. Edição do anuário do Brasil. Rio de Janeiro. 1922.

GRAMSCI, Antônio. Os intelectuais e a organização da cultura. Rio de Janeiro: Ed. Civilização Brasileira, 1978.

MAISTRE, Joseph. Considerações sobre a França. Biblioteca Nacional de Portugal.

MANNHEIM, Karl. Ideologia e Utopia. Rio de Janeiro: Zahar Editores, 1972.

MESQUIDA, Peri. A educação na Restauração Lemista da Igreja: a missão de Tristão de Athayde e Stella de Faro no ministério da educação e saúde pública: 1934-1945. Revista Diálogos educacionais. Curitiba, 2009.

HORTA, José Silvério Baía. O hino, o sermão e a ordem do dia: regime autoritário e a educação no Brasil (1930-1945). Rio de Janeiro, Editora UFRJ, 1994.

O BOM SOLDADO: Boletim de Informações da União Católica dos Militares. Rio de Janeiro, Biblioteca Nacional, 1938, nº 1, Julho, 42p.

O CENTURIÃO: Órgão da União Catholica Militar. Rio de Janeiro: Biblioteca Nacional, 1928a, nº 2, julho, 40 p.

O CENTURIÃO: Órgão da União Catholica Militar. Rio de Janeiro: Biblioteca Nacional, 1928b, nº 5, Setembro, 36 p.

O CENTURIÃO: Órgão da União Catholica Militar. Rio de Janeiro: Biblioteca Nacional, 1928c, nº 9, mês Dezembro, 38p.

O CENTURIÃO: Órgão da União Catholica Militar. Rio de Janeiro: Biblioteca Nacional, 1929, nº 12, Abril, 42 p.

PELEGRINI, Thiago. Criação e funcionamento da comissão nacional de moral e cívica. Revista espaço acadêmico, n° 202, 2018.

PLÁCIDO, Gilmara Duarte. Educação, Civismo e religiosidade durante a ditadura civil-militar (1964-1985). X ANPED, 2014.P.23-29

PRESTES, Anita Leocádia. Os militares e Reação Republicana. Rio de Janeiro: Ed.Vozes,1994.

ROUSSEAU, Jean-Jacques. Do contrato social: princípios de direito político. Machado, Antônio P. (Trad.) – Rio de Janeiro: Nova Fronteira, 2016.

SEMERARO, Giovanni. Gramsci e a sociedade civil: cultura e educação para a democracia. Petrópolis, RJ: Vozes, 1999.

SEPÚLVEDA, José Antônio. O papel da escola superior de guerra na projeção do campo militar sobre o campo educacional. 2010. 233 f. Tese (Doutorado em Educação) UFRJ, Rio de Janeiro.

Downloads

Publicado

29-08-2019

Como Citar

TORRES, Pedro Henrique Lessa. O projeto educacional da união católica militar e o seu papel de aparelho privado de hegemonia na difusão de um pensamento conservador teocrático. Revista Interinstitucional Artes de Educar, [S. l.], v. 5, n. 2, p. 276–292, 2019. DOI: 10.12957/riae.2019.44853. Disponível em: https://www.e-publicacoes.uerj.br/riae/article/view/44853. Acesso em: 22 jul. 2024.