Uma analise critica sobre “Vida de Empreguete” e a inserção da mulher no mercado de trabalho

Autores

  • Filipe Lins Santos Graduando em Ciências Jurídicas pela Universidade Federal da Paraíba

DOI:

https://doi.org/10.12957/dep.2013.5349

Palavras-chave:

Direitos da mulher, identidade de gênero, feminismo e preconceito / Women's rights, gender identity, feminism and prejudice

Resumo

DOI: 10.12957/dep.2013.5349

Resumo: O objetivo do trabalho é analisar a inserção da mulher no mercado de trabalho e entender como isso se relaciona com as estruturas simbólicas da sociedade acerca do sexo feminino e suas consequências. Isso é relevante em face da tripla jornada de trabalho, níveis de stress e problemas de saúde que o sexo feminino passa a vivenciar em decorrência dessa conquista jurídica, logo se percebe a necessidade de políticas públicas que permitam as mulheres exerçam seus direitos sem prejudicar a sua saúde e viabilizem sua inserção e reconhecimento social. Assim para essa análise se utilizará da música Vida de Empreguete, para demonstrar que a conquistas sociais podem representar uma inversão social e não um reconhecimento, logo galgar posições não significa mudança de identidades sobre o sujeito. Para isso se recorrerá a vertente jurídico-sociologica, mediante levantamento bibliográfico e estatístico sobre a relação empregatícia da mulher e se terá como marco teórico o simbolismo de Pierre de Bourdieu para demonstrar as relações simbólicas e consequentemente o preconceito implícito ainda no mercado de trabalho feminino.

Palavra-chave: Direitos da mulher, identidade de gênero, feminismo e preconceito

 

Abstract: The objective is to analyze the integration of women into the labor market and understand how it relates to the symbolic structures of society about women and their consequences. This is relevant in the face of triple workload, stress levels and health problems that the female starts to experience as a result of this achievement legal, one soon realizes the need for public policies that enable women to exercise their rights without undermining their health and make possible their integration and social recognition. So for this analysis is the use of music Vida de Empreguete, to show that the social achievements may represent a reversal and not a social recognition, not just climb positions, changing identities on the subject. For it will resort to legal and sociological aspects, through literature and statistics on the employment relationship and the woman will be the theoretical framework of Pierre Bourdieu's symbolism to demonstrate the symbolic relations and consequently the implicit prejudice still in the female labor market.

Keyword: Women's rights, gender identity, feminism and prejudice

 

Publicado

2013-07-25

Como Citar

Santos, F. L. (2013). Uma analise critica sobre “Vida de Empreguete” e a inserção da mulher no mercado de trabalho. Revista Direito E Práxis, 4(1), 68–87. https://doi.org/10.12957/dep.2013.5349