MOVIMENTOS (AUTO) BIOGRÁFICOS (COM) TEXTOS NARRATIVOS

Autores

DOI:

https://doi.org/10.12957/redoc.2023.77652

Palavras-chave:

(Auto)biografia. Narrativas em Educação. Literatura indígena.

Resumo

O artigo apresenta as abordagens narrativas em educação e discute os processos que sustentam o ato de narrar a si mesmo, articulando constantemente esse ato a produção de efeitos de identidades/identificações. Reflete ainda sobre os diferentes níveis que constroem as dimensões da subjetividade, apresentando a aposta do sujeito (auto)biográfico defendida por Passeggi  e Souza (2017) e Passeggi  (2020). A partir dessas abordagens, analisa o livro “Canumã: a travessia” de Ytanajé Coelho Cardoso por meio da noção de acontecimento proposta por Barros (2016) e sujeito autobiográfico Passeggi (2020), pontuando que na medida em que o narrador relata suas memórias no tempo da narração, rememora o passado adormecido e materializa as lembranças desse passado no texto.

Biografia do Autor

Adria Simone Duarte de Souza, Universidade do Estado do Amazonas (UEA)

Doutora em Educação pelo Programa de Pós-Graduação em Educação pela Universidade do Estado do Rio de Janeiro PROPED/UERJ. Graduada em Pedagogia e Mestrado em Educação pela Universidade Federal do Amazonas. Atua como Professora na Universidade do Estado do Amazonas desde 2008 até a atualidade. Membro do Fórum de Educação Escolar Indígena do Amazonas (FOREEIA). Possui experiência na área de Educação Escolar indígena, Currículo, Políticas Curriculares, Produções Curriculares nas Escolas Indígenas

Referências

BARROS, Mariana Luz Pessoa de. A memória do acontecido e a memória do acontecimento: um estudo semiótico dos gêneros autobiográficos. Alfa, São Paulo, 60 (2): 355-383, 2016. https://doi.org/10.1590/1981-5794-1608-6

CARDOSO, Ytanajé Coelho. Canumã: a travessia. Manaus: Editora Valer, 2019.

DELORY-MOMBERGER, Christine. Abordagens metodológicas na pesquisa biográfica. Tradução: Anne-Marie Milon Oliveira. Revista Brasileira de Educação. v.7, n. 51, setembro-dezembro, 2012, p. 523-536.

FERRAROTTI, Franco. História e histórias de vida: o método biográfico nas ciências sociais. Trad. Maria Passeggi, Carlos Braga. Brasil, Natal, Edufrn, 2014.

GABRIEL, Carmen Teresa. Narrativas autobiográficas e a questão do sujeito: articulações no campo do currículo. REVISTA PRÁXIS EDUCACIONAL v. 17, n. 44, p. 1-21, jan./mar. Vitória da Conquista, Bahia, Brasil, 2021.

HONORATO, Suene. O caderno e o lápis, armas indígenas contemporâneas: uma leitura de Canumã, de Ytanajé Coelho Cardoso. Aletria, Belo Horizonte, v. 31, n. 3, p. 35-53, 2021.

JOSSO, Marie-Christine. Experiências de vida e formação. São Paulo: Cortez, 2004.

LAROSSA, Jorge. Tremores: escritos sobre experiência. Tradução: Cristina Antunes, João Wanderlei Geraldi. 1.ed.; 5reimp. Belo Horizonte: Autêntica, 2021. (Coleção Educação: Experiência e sentido)

LEMOS, Guilherme Augusto Rezende. currículo, conhecimento e discurso: uma experiência estética. Revista Geo UERJ. Rio de Janeiro, n. 27, 2015, p. 309-32.

LIRA, André Augusto Diniz; PASSEGGI, Maria da Conceição. Aprendizagens do “tornar-se”, das experiências formadoras e da visibilidade: aproximações entre autobiografias e educação. DOSSIÊ - A dimensão biográfica como processo de formação e de compreensão de si e do mundo. Educar em Revista, Curitiba, v. 37, e75688, 2021

MACEDO, Elizabeth. Currículo, Identidade e Diferença: Articulações em torno das DCN para o Ensino Fundamental. Relatório de Projeto de Pesquisa. Universidade do Estado do Rio De Janeiro, 2014.

NÓVOA, António (Org.). Profissão professor. Porto: Porto Editora, 1991.

NÓVOA, António (Org.). Os professores e suas histórias de vida. In: NÓVOA, A.(org.) Vidas de professores. Portugal: Porto Editora, 1992, p. 11-30.

PASSEGGI, Maria da Conceição; SOUZA, Elizeu Clementino de; VICENTINI, Paula Perin. Entre a vida e a formação: pesquisa (auto) biográfica, docência e profissionalização. Educação em Revista, Belo Horizonte. v.27, n.01, p.369-386, abr. 2011.

PESSEGGI, Maria da Conceição. Abordagens Narrativas na Pesquisa Educacional Brasileira. Revista Paradigma (Edición Cuadragésimo Aniversario: 1980-2020), Vol. XLI, junio de 2020 / 57 – 79

PASSEGGI, Maria da Conceição; SOUZA, Elizeu Clementino de. O Movimento (Auto)biográfico no Brasil: Esboço de suas Configurações no Campo Educacional. Investigación Cualitativa, 2(1) pp. 6-26. 2017. DOI: http://dx.doi.org/10.23935/2016/01032

SILVA, Patrícia Petitinga Silva; OLIVEIRA, Andréia Maria Pereira de Oliveira; SOUZA, Elizeu Clementino de. “Mais parece um saca-rolha que um caminho!”:* identidades contingentes de pesquisadora em ciências biológicas a pesquisadora em ciências humanas. Revista Brasileira de Educação v. 23, e230092, 2018.

SOUZA, Adria Simone Duarte de; BETTIOL, Celia Aparecida; CARDOSO, Ytanajé Coelho. Discutindo a literatura indígena a partir do curso de formação de professores indígenas. Revista Cátedra Digital, Rio de Janeiro, n. 5, 2019. Disponível em: https://revista.catedra.puc-rio.br/ index.php/discutindo-literatura-indigena-partir-do-curso-de-formacaode-professores-indigenas/. Acesso em: 04 abr. 2020

Downloads

Publicado

2023-08-04

Como Citar

DUARTE DE SOUZA, Adria Simone. MOVIMENTOS (AUTO) BIOGRÁFICOS (COM) TEXTOS NARRATIVOS. Revista Docência e Cibercultura, [S. l.], v. 7, n. 3, p. 220–232, 2023. DOI: 10.12957/redoc.2023.77652. Disponível em: https://www.e-publicacoes.uerj.br/re-doc/article/view/77652. Acesso em: 21 fev. 2024.

Edição

Seção

Artigo Seção Temática