ENTRE A ANCESTRALIDADE E A CIBERCULTURA: UM ESTUDO DE REVISÃO SOBRE TECNOLOGIAS DIGITAIS E POVOS INDÍGENAS

Autores

  • Afonso Dos Santos Lima Universidade Federal do Oeste do Pará
  • Gilson Cruz Junior Universidade Federal do Oeste do Pará

DOI:

https://doi.org/10.12957/redoc.2023.70621

Palavras-chave:

Educação. Indígenas. Tecnologias Digitais. Estudo de Revisão. Interculturalidade.

Resumo

Este trabalho tem o objetivo de compreender as relações existentes entre povos indígenas e tecnologias digitais no âmbito da produção científica brasileira. Trata-se de uma investigação vinculada ao campo de conhecimento das tecnologias educacionais, caracterizando-se como uma pesquisa qualitativa de caráter exploratório, do tipo revisão sistemática de literatura, que reuniu e analisou o total de 11 trabalhos sobre a temática. Como resultado, aponta que a popularização crescente de tecnologias digitais nos territórios indígenas tem oportunizado novas formas de participação e expressão aos povos tradicionais no ciberespaço. Por outro lado, essa interação também tem gerado debates acerca do suposto enfraquecimento de tradições ancestrais em decorrência da crescente imersão de diferentes etnias na cultura digital.

Biografia do Autor

Afonso Dos Santos Lima, Universidade Federal do Oeste do Pará

Licenciado em Informática Educacional pela Universidade Federal do Oeste do Pará.

Gilson Cruz Junior, Universidade Federal do Oeste do Pará

Professor Adjunto do Instituto de Ciências da Educação (ICED/UFOPA) e docente permanente Programa de Pós Graduação em Educação da Universidade Federal do Oeste do Pará (PPGE/UFOPA). Licenciado em Educação Física pela Universidade Federal do Espírito Santo (UFES), Mestre e doutor em educação pela Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC). Lider do grupo Laboratório Interdisciplinas de Estudos em Educação Comunicação e Cultura (LINCCE/UFOPA/CNPQ).

Referências

AGRA, Saleta de Salvador; SUÁREZ, Yolanda Martínez. Tecnologias caracol e culturas na era da mobilidade: comunicação móvel e identidades no tempo/espaço Shuar. Comunicação e Sociedade, São Paulo, n. 28, n. 46, p. 309-321, 2015.

BANIWA, Gersen. Educação escolar indígena no século XXI: encantos e desencantos. Rio de Janeiro: Mórula, Laced, 2019.

BUCKINGHAM, David. Aprendizagem e Cultura Digital. Revista Pátio, [S. L.], Ano XI, No. 44, p. 1-5, 2008

CANCLINI. Néstor Garcia. Diferentes, Desiguais e Desconectados. Rio de Janeiro: Editora da UFRJ, 2009.

CARDOSO, Denise Machado. Identidades Indígenas no ciberespaço. Revista Brasileira de Ciências Sociais, São Paulo, v. 29, n. 86, p. 146-149, 2014.

GUIMARÃES, Larissa Maria de Almeida; FERREIRA JÚNIOR. Amarildo. Lutas políticas por populações indígenas em Roraima (Brasil) e o enfrentamento à pandemia Covid-19. Mundo Amazónico, v. 11, n. 2, p. 223-243, 2020.

HUI, Yuk. Tecnodiversidade. São Paulo: Ubu Editora, 2020.

MARTINS, Alice Fátima. As hiper mulheres Kuikuro: apontamentos sobre cinema e performance. Revista Sociedade e Estado, Brasília, v. 29, n. 3, p. 747-766, 2014.

MONSALVE. James León Parra. A cidadania em questão: organizações indígenas e Tics na Pan-Amazônia. Revista Observatório, Palmas, v. 3, n. 5, p. 251-273, 2017.

OKOLI, Chitu. Guia para realizar uma revisão sistemática da literatura. EaD em Foco, Rio de Janeiro, v. 1, n. 9, 2019.

OLIVEIRA, Assis da Costa. Juventudes, Estado e Povos Indígenas no Brasil do Século XXI. Revista Latinoamericana de Ciencias Sociales, v. 18, n. 1, p. 1-25, 2020.

PEREIRA, Eliete. A ecologia digital da participação indígena brasileira. Lumina, Juiz de Fora, v. 12, n. 3, p. 93–112, 2018.

PINTO, Alejandra Aguilar. Identidade/diversidade cultural no ciberespaço: práticas informacionais e de inclusão digital nas comunidades indígenas, o caso dos kariri-xocó e pankararu no Brasil. Revista Iberoamericana de Ciência da Informação, Brasília, v. 5, n. 1, p. 92-93, 2010.

SELWYN, Neil. Education and Technology: Key Issues and Debates. Londres: Bloomsbury, 2011.

SOUZA, Alexandre Aniceto; DIAS JR, Carlos Machado. “O celular é o avô dos WaiWai”: Tecnologias e domesticação das redes e mídias sociais entre os WaiWai. Mundo Amazónico, [S.L.], v. 10, n. 1, p. 39-40, 2019.

TAVARES. Joana Brandão. Ciber-informações indígenas no Brasil: um mapeamento e análise da comunicação de povos indígenas brasileiros na internet a partir das potencia¬lidades das novas mídias e do aporte da comunicação comunitária. Revista Vozes e Diálogos, Itajaí, v. 11, n. 1, p. 82-93, 2012.

VILLELA. Alice. Imagem, imitação, presentificação, ambiguidade e agência das imagens produzidas pelas tecnologias dos brancos. Horizontes Antropológicos, Porto Alegre, v. 26, n. 56, p. 139-164, jan./abr. 2020.

Downloads

Publicado

2023-08-04

Como Citar

LIMA, Afonso Dos Santos; CRUZ JUNIOR, Gilson. ENTRE A ANCESTRALIDADE E A CIBERCULTURA: UM ESTUDO DE REVISÃO SOBRE TECNOLOGIAS DIGITAIS E POVOS INDÍGENAS. Revista Docência e Cibercultura, [S. l.], v. 7, n. 3, p. 55–76, 2023. DOI: 10.12957/redoc.2023.70621. Disponível em: https://www.e-publicacoes.uerj.br/re-doc/article/view/70621. Acesso em: 21 fev. 2024.

Edição

Seção

Artigo Seção Temática