Manuel Bandeira: o poeta da reconstrução

Yudith Rosenbaum

Resumo


O ensaio se propõe a analisar o poema “Gesso”, de Manuel Bandeira,compreendendo-o como matriz poética de uma atitude reparadora frente à destruição dosobjetos do mundo interior e exterior. Ao lado do instrumental da estilística, convocou-se aabordagem psicanalítica kleiniana para ampliação de significações do poema e da trajetóriamaior do poeta e de sua obra. DOI 10.12957/soletras.2013.7315

Palavras-chave


Manuel Bandeira. Melanie Klein. Poesia. Reparação.

Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.12957/soletras.2013.7315

Licença Creative Commons

SOLETRAS online - ISSN 2316 8838

Revista do Departamento de Letras

Faculdade de Formação de Professores da UERJ

Rua Dr. Francisco Portela, 1470 - Patronato - São Gonçalo - RJ

Cep: 24435-005 - e-mail: soletrasonline@yahoo.com.br