Tipologia de construções mediais em português: uma proposta cognitivo-funcional

Maria Claudete Lima

Resumo


Este ensaio propõe uma tipologia das construções médias em português, baseada no Modelo Cognitivo Idealizado de Causalidade de Langacker (1991a), chamado “bola de bilhar”, e na noção de transitividade proposta por Hopper e Thompson (1980). Para tanto, discutem-se as características centrais da voz média e analisam-se, quanto à forma de codificação, à expressão da causa, ao tipo de evento, à motivação pragmática e à saliência das entidades, ocorrências retiradas do Corpus do Português NOW (DAVIES; FERREIRA, 2018), que abrange textos escritos do Brasil e de Portugal, de 2012 a 2019. Partindo da noção de construto absoluto de Langacker (1991a), propõe-se uma tipologia das construções médias em português, que se manifestam de forma lexical, sintática e perifrástica. Os resultados sugerem que as construções de voz inseridas no domínio medial são expressões distintas do mesmo construto de não atribuição de causalidade, o qual inclui ainda as construções passivas e impessoais


Palavras-chave


Voz média. Causalidade. Construto absoluto

Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.12957/soletras.2021.56164

Licença Creative Commons

SOLETRAS online - ISSN 2316 8838

Revista do Departamento de Letras

Faculdade de Formação de Professores da UERJ

Rua Dr. Francisco Portela, 1470 - Patronato - São Gonçalo - RJ

Cep: 24435-005 - e-mail: soletrasonline@yahoo.com.br