LETRAMENTO ACADÊMICO: A CONSTRUÇÃO DE PARÁFRASES EM RESENHAS

Victoria Wilson, Adriana Rodrigues Abreu

Resumo


Essa pesquisa insere-se nos estudos sobre letramento especificamenteo letramento acadêmico. Privilegia-se a visão de modeloideológico de letramento defendida por Street (2003) e Britto (2007).Esse modelo compreende o letramento como um conjunto de práticassocialmente construídas que envolvem a leitura e a escrita, ou seja,as habilidades de leitura e escrita consideradas em termos das práticassociais, no que toca à inserção social das pessoas seja em suasexperiências no cotidiano, seja no mercado de trabalho.O foco da pesquisa está centrado na análise de resenhas produzidaspor alunos de graduação em Letras de uma Faculdade deFormação de Professores, em aulas de produção textual, com vistasao modo como os alunos se apropriam de outros textos (vozes) paraassim (re)comporem a sua escrita, por meio da paráfrase. Toma-secomo pressuposto o argumento de que há diferentes modos de ser letrado(GOULART, 2005). Mesmo em contextos, altamente ritualizadoscomo o acadêmico (WILSON, 2005), que preveem uma escritahomogênea e mais padronizada de acordo com os princípios pautadosna racionalidade, objetividade e cientificidade, entende-se a escritacomo heterogeneamente constituída e permeada por diferentesvozes (BAKHTIN, 2003, 1993 e CORRÊA, 2004).

Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.12957/soletras.2010.5166

Licença Creative Commons

SOLETRAS online - ISSN 2316 8838

Revista do Departamento de Letras

Faculdade de Formação de Professores da UERJ

Rua Dr. Francisco Portela, 1470 - Patronato - São Gonçalo - RJ

Cep: 24435-005 - e-mail: soletrasonline@yahoo.com.br