O folhetim e o romance-revista no Rio de Janeiro de 1890

Leonardo Mendes, Nathalia Gorni

Resumo


O objetivo deste trabalho é fazer um estudo do pouco conhecido romance-revista,que será tratado como um novo gênero de prosa de ficção praticado nos jornais cariocas dofinal do século XIX, valendo-se do espaço do folhetim nos rodapés das primeiras páginas dosperiódicos. O romance-revista era um gênero satírico em prosa, estruturado ao modo dasburletas de Artur Azevedo. O enredo apresentava aos leitores uma sequência de cenasdescosidas. Para tentar dar a ideia suntuosa dos palcos, os romances investiam em ilustraçõesque acompanhavam o texto. O romance era uma revista crítica do passado imediato, em veiacômica, tendo como fio narrativo aspectos do ano findo que haviam impactado a populaçãodo Rio de Janeiro.

Palavras-chave


Romance-revista. Folhetim. Periódicos.

Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.12957/soletras.2012.5039

Licença Creative Commons

SOLETRAS online - ISSN 2316 8838

Revista do Departamento de Letras

Faculdade de Formação de Professores da UERJ

Rua Dr. Francisco Portela, 1470 - Patronato - São Gonçalo - RJ

Cep: 24435-005 - e-mail: soletrasonline@yahoo.com.br