Rui Nunes ao espelho da Europa

Annabela Rita

Resumo


Este trabalho visa a analisar o modo como Rui Nunes equaciona, na sua ficção, as relações entre vida e morte, através da mediação da dor, da doença, da senescência, da História colectiva e da biografia individual. Na estética do autor, a autorrepresentação desenvolve-se como reflexo ampliado de uma esfumada representação colectiva da Europa novecentista.

 


Palavras-chave


Morte; Vida; Dor; Mal; História

Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.12957/soletras.2019.43023

Licença Creative Commons

SOLETRAS online - ISSN 2316 8838

Revista do Departamento de Letras

Faculdade de Formação de Professores da UERJ

Rua Dr. Francisco Portela, 1470 - Patronato - São Gonçalo - RJ

Cep: 24435-005 - e-mail: soletrasonline@yahoo.com.br