A promoção do êxodo da Zona de Conforto em uma aula de língua inglesa em contextos diferentes

Gysele da Silva Colombo Gomes

Resumo


Este trabalho tem o propósito de discutir a análise o papel da reflexão e da interação como uma possível alternativa para o êxodo da Zona de Conforto (ZC) na qual graduandos estão em uma aula de Língua Inglesa, em contextos diferentes. Ainda que diferentes, em ambos os contextos, buscou-se a compreensão do papel da professora pesquisadora em refletir sobre sua prática na interação com alunos para encorajá-los a assumirem seu papel no processo de aprendizagem e para agirem de forma independente e crítica. A primeira investigação ocorreu em uma faculdade de formação de professores de língua inglesa localizada no Estado do Rio de Janeiro, durante o ano de 2005; a segunda é parte de uma pesquisa contínua, na Universidade Estadual do Rio de Janeiro iniciada em abril de 2015. Teoricamente baseado nas obras de Dewey (1909); Brown & Levinson (1987) Goffman (1974 [1967],1981), Vygotsky (1998 [1930]; 1987 [1934]) e norteado pela Prática Exploratória (ALLWRIGHT, 2006; 2009; MILLER 2008;2012), este estudo lança luz nas formas possíveis de empoderamento de aprendizes por meio da reflexão e da interação, e redefine o conceito de ZC.


Palavras-chave


Zona de Conforto. Prática Exploratória. Formação de Professor de LI.

Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.12957/soletras.2018.32503

Licença Creative Commons

SOLETRAS online - ISSN 2316 8838

Revista do Departamento de Letras

Faculdade de Formação de Professores da UERJ

Rua Dr. Francisco Portela, 1470 - Patronato - São Gonçalo - RJ

Cep: 24435-005 - e-mail: soletrasonline@yahoo.com.br