Mudança no estatuto morfológico de formativos: evidência de um continuum composição-derivação

Carlos Alexandre Victorio Gonçalves

Resumo


Constitui objetivo do texto mostrar que a mudança morfológica é um dos principaisindicadores de um continuum composição-derivação, já que afixos podem originar-se depalavras ou radicais presos, revelando que, diacronicamente, itens morfológicos nem semprepreservam seu estatuto original. Neste artigo, procuramos mostrar que muitos dos chamadosradicais neoclássicos – sobretudo os encontrados na segunda posição, a exemplo de -logo, -latra, -grafo, -metro e -dromo – vêm formando séries de palavras e se comportado comosufixos no português contemporâneo (pelo menos na variedade brasileira).

Palavras-chave


Mudança. Morfologia. Composição. Derivação.

Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.12957/soletras.2015.14052

Licença Creative Commons

SOLETRAS online - ISSN 2316 8838

Revista do Departamento de Letras

Faculdade de Formação de Professores da UERJ

Rua Dr. Francisco Portela, 1470 - Patronato - São Gonçalo - RJ

Cep: 24435-005 - e-mail: soletrasonline@yahoo.com.br