NARRATIVAS NO ESTÁGIO DE DOCÊNCIA: OUTROS OLHARES PARA A PESQUISA NA EDUCAÇÃO QUÍMICA

Lais Francielle Costa da Rosa, Aline Machado Dorneles

Resumo


O presente artigo apresenta o caminho inicial de uma pesquisa de mestrado em Educação em Ciências, por meio das narrativas vividas no estágio de docência da professora pesquisadora, a partir de uma perspectiva teórica e metodológica da investigação narrativa. Tem como objetivo compreender as experiências na sala de aula da formação inicial de professores de Química. Partindo das narrativas, busca o reconhecimento da experiência como um modo de fazer pesquisa com autoria, sentimentos e questionamentos visando a construção de conhecimento na formação de professores. Sendo assim a proposta do estágio de docência desenvolveu um estudo a respeito da pesquisa/investigação na área de Educação Química, com a intenção de relacionar a imagem estética com o encontro de uma temática de investigação.


Texto completo:

PDF

Referências


BRUNER, J. A Cultura da Educação. Porto Alegre: ARTMEDE, 2001.

CALIXTO, V. S., GALIAZZI, M. C. A constituição do professor/pesquisador no componente curricular de Monografia por meio da escrita em diários de pesquisa. Química Nova na Escola, 39(2), 170-178, 2017.

CHAVES, I.M. A Pesquisa Narrativa: Uma forma de evocar imagens da vida de professores. Educação em Debate. Fortaleza, Ano.21, v.1, n.39, p.86-93, 2000.

CLANDININ, J.; CONNELLY, M. Pesquisa Narrativa: experiência e história de pesquisa qualitativa. Tradução: Grupo de Pesquisa Narrativa e Educação de Professores ILEEL/UFU. 2° edição rev. Uberlândia: Editora UFU, 2015.

CUNHA, M. I. da. Conta-me Agora! As narrativas como alternativas pedagógicas na pesquisa e no ensino. Revista da Faculdade de Educação. Vol.23, n.1-2. São Paulo. 1997.

DEWEY, J. Experiência e educação/John Dewey; tradução de Renata Gaspar. 2. Ed. Petrópolis, RJ: Vozes, 2011.

DORNELES, A.M; GALIAZZI, M.C. Investigação Narrativa na Formação de Professores de Química. Roteiro, Joaçaba, v. 41, n. 1, p. 179-196, jan./abr. 2016.

GUEDES, A.O; RIBEIRO, T. Pesquisa, alteridade e experiência: metodologias minúsculas. Rio de Janeiro: Ayvu, 2019. 304p.

MELLO, D. M. Histórias de subversão do currículo, conflito e resistências: buscando espaço para a formação do professor na aula de língua inglesa do curso de letras. Tese Doutorado. PUC. 2005.

MÓL, G.S. Pesquisa Qualitativa em Ensino de Química. Revista Pesquisa Qualitativa. São Paulo (SP), v.5, n.9, p. 495-513, dez. 2017.

MORAES, R. No ponto final a clareza do ponto de interrogação inicial: a construção do objeto de uma pesquisa qualitativa. Educação. Porto Alegre. Ano XXV, n.46. Março 2002.

RIBEIRO, T; SAMPAIO, C.S; SOUZA, R. Investigar Narrativamente a Formação Docente: No Encontro com o Outro, Experiências...Roteiro, Joaçaba, v.41, n.1, p.135-154, jan./abr. 2016. Disponível em: www.editora.unoesc.edu.br

SALOMON, D. V. Como fazer uma monografia. 12°Edição. São Paulo: Editora WMF Martins Fontes, 2010. 425p.

SOUSA, R.S; GALIAZZI, M.C. Experiências Estéticas na Pesquisa em Educação Química: Emergências Investigativas na Formação de Professores de Química em uma Comunidade Aprendente. Revista de Educação, Ciência e Matemática. V.9. n.2. maio/agosto. 2019.

SOUZA, M.L. Histórias de professores de Química em rodas de formação em rede: Colcha de Retalhos tecida em partilhas (d)e narrativas. 1.ed. Ijuí-RS: Editora Unijuí, 2011. V.500. 248p.




DOI: https://doi.org/10.12957/riae.2021.54917

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


e-ISSN: 2359-6856

 


Esta obra está licenciada com uma Licença Creative Commons Atribuição-NãoComercial 4.0 Internacional.

 

 

Indexada em:


 

 

Realização: