Desenvolvendo práticas e valores para a inclusão social: as contribuições das aulas de ciências da natureza e matemática em uma escola especializada para alunos com deficiência visual

Fábio Garcia Bernardo, Naiara Miranda Rust

Resumo


Este trabalho apresenta e discute algumas contribuições das aulas de ciências da natureza e matemática para alunos com deficiência visual, sob a perspectiva do desenvolvimento de culturas, políticas e práticas inclusivas. Considera-se que os movimentos inclusivos não devem estar vinculados apenas aos espaços escolares e precisam se basear, primeiramente, em valores inclusivos, os quais constituem-se como fundamentais para as ações. A pesquisa vem sendo desenvolvida ao longo dos últimos anos em uma escola especializada e se revela como uma investigação qualitativa, numa perspectiva de observação participante, que teve como campo de observação o próprio ambiente de trabalho dos autores. Como resultados, o trabalho tem se mostrado promissor, uma vez que as aulas se tornaram espaços de discussão crítica e reflexiva, extrapolando os limites das disciplinas. Dessa forma, propõe-se então o uso de diferentes e diversificados recursos e metodologias que respeitam as diferenças e as singularidades dos alunos em busca, acima de tudo, de inclusão social. Assim, espera-se que o trabalho possa consolidar o ideal colaborativo e desejado entre educação especial e educação inclusiva tendo como fim comum a promoção dos direitos humanos.

 


Palavras-chave


ensino de ciência; ensino de matemática; deficiência visual; inclusão social.

Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.12957/teias.2021.57610

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


ISSN 1518-5370 [impresso] • 1982-0305 [eletrônico]
Teias, uma publicação eletrônica do Programa de Pós-Graduação em Educação – ProPEd/UERJ
Qualis/Capes - A2 (2017/2018) 
DOI: 10.12957/teias

 

Licença Creative Commons

Creative Commons Atribuição-NãoComercial 4.0 Internacional