OBSERVATÓRIO NACIONAL DE EDUCAÇÃO ESPECIAL E A EXPERIÊNCIA DO ESPÍRITO SANTO: A PESQUISA-FORMAÇÃO E SEUS DESDOBRAMENTOS

Denise Meyrelles de Jesus, Sonia Lopes Victor, Alexandro Braga Vieira

Resumo


Busca-se, nesse texto, dialogar com o Observatório Nacional de Educação Especial em seus desdobramentos no Espírito Santo. O estudo tomou a pesquisa-formação como o eixo condutor do processo. Participaram 52 professores especializados em Educação Especial, dentre professores e alunos da UFES. A formação teve a duração de 104 horas presenciais e 100 horas não presenciais. As análises evidenciaram a relevância do currículo da formação ser planejada por todos os participantes. Sinaliza-se a possibilidade de os profissionais se constituírem em mediadores de formação e que os conhecimentos foram mediados em nível de profundidade e problematizaram a realidade. Diz-se da relevância da pesquisa-formação para ressignificação de posturas docentes e significação como professores especializados.

DOI: https://doi.org/10.12957/teias.2016.25496


Palavras-chave


Educação Especial; Formação de professores; Observatório de Educação Especial.

Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.12957/teias.2016.25496

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


ISSN 1518-5370 [impresso] • 1982-0305 [eletrônico]
Teias, uma publicação eletrônica do Programa de Pós-Graduação em Educação – ProPEd/UERJ
Qualis/Capes - A2 (2017/2018) 
DOI: 10.12957/teias

 

Licença Creative Commons

Creative Commons Atribuição-NãoComercial 4.0 Internacional