DESAFIOS PARA UMA NOVA EDUCAÇÃO PATRIMONIAL

Simone Scifoni

Resumo


Este artigo pretende debater algumas proposições teóricas fundamentais para a renovação de um pensamento sobre as práticas no campo da educação patrimonial, partindo-se da constatação da inexistência, no Brasil, de uma base teórica consistente que permita superar as abordagens mais tradicionais e conservadoras. Inicia-se com uma problematização da trajetória deste campo, no Brasil, para em seguida colocar em debate algumas questões de natureza teórica que envolvem a concepção das práticas. O que se pretende é, sobretudo, provocar uma reflexão sobre os limites e as possibilidades destas ações que têm sido produzidas no Brasil.

Palavras-chave: Educação patrimonial. Pedagogia do patrimônio. Práticas educativas.

DOI: https://doi.org/10.12957/teias.2017.25231


 


Palavras-chave


Educação patrimonial; Pedagogia do patrimônio; Práticas educativas.

Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.12957/teias.2017.25231

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


ISSN 1518-5370 [impresso] • 1982-0305 [eletrônico]
Teias, uma publicação eletrônica do Programa de Pós-Graduação em Educação – ProPEd/UERJ
Qualis/Capes - A2 (2017/2018) 
DOI: 10.12957/teias

 

Licença Creative Commons

Creative Commons Atribuição-NãoComercial 4.0 Internacional