PROJETANDO IDEIAS A PARTIR DE MATERIAIS PEDAGÓGICOS SOBRE FILMES

Ana Paula Nunes de Abreu

Resumo


Este artigo reflete sobre a coordenação da escrita dos textos de um encarte para educadores, com sugestões para apreciar melhor certos filmes. O encarte faz parte da Caixa Anjo Negro – Cineclube Mário Gusmão, produto idealizado pela professora Cyntia Nogueira e desenvolvido por estudantes dos cursos de Cinema e de Artes Visuais da UFRB. A iniciativa promove o acesso físico e simbólico do cinema baiano, a partir de um box que contém 4 DVDs com 43 curtas-metragens baianos, alguns extras e um catálogo com 27 críticas, além do encarte para educadores intitulado “Projetando ideias”. Trata-se de uma experiência da proposta triangular do ensino artístico (apreciar, contextualizar, produzir) com os estudantes de cinema. Sobretudo, eles aprenderam através do exercício de despertar o olhar do Outro.

Palavras-chave


Cinema. Ensino artístico. Materiais pedagógicos. Análise fílmica. Literacia fílmica.

Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.12957/teias.2016.24583

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


ISSN 1518-5370 [impresso] • 1982-0305 [eletrônico]
Teias, uma publicação eletrônica do Programa de Pós-Graduação em Educação – ProPEd/UERJ
Qualis/Capes - A2 (2017/2018) 
DOI: 10.12957/teias

 

Licença Creative Commons

Creative Commons Atribuição-NãoComercial 4.0 Internacional