ENSAIO SOBRE UMA EXPERIÊNCIA DEMOCRÁTICA NA EDUCAÇÃO: O CASO DE PORTO ALEGRE E A CULTURA DA PARTICIPAÇÃO

José Clóvis de Azevedo

Resumo


Este ensaio trata de uma análise sobre as implicações entre políticas construídas participativamente e projetos educacionais, apresentando a experiência de Porto Alegre com o pressuposto participativo e identificando aspectos desta política como cimento de uma escola cidadã: contraponto do projeto hegemônico neoliberal representado, na educação pela mercoescola. No desenvolvimento do tema é contextualizada historicamente a organização econômica e política brasileira e a reação das práticas centralizadas e tecnocráticas com a privatização do Estado. No âmbito educacional a mercoescola vem a representar a escola voltada aos interesses do mercado. A reversão dessa privatização se dá, em Porto Alegre, com o pressuposto participativo no qual a participação popular se constitui como seu elemento principal na escola cidadã, a expressão de valores como emancipação, trabalho coletivo, respeito as diferenças, afirmação da identidade, práticas de igualdade, solidariedade, conhecimento como experiência histórica e cidadania plena como utopia de realização das relações macro e micro sociais aplicadas na educação.

Palavras-chave


política pública; participação; mercoescola; escola cidadã

Texto completo:

Texto completo [PDF]

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


ISSN 1518-5370 [impresso] • 1982-0305 [eletrônico]
Teias, uma publicação eletrônica do Programa de Pós-Graduação em Educação – ProPEd/UERJ
Qualis/Capes - A2 (2017/2018) 
DOI: 10.12957/teias

 

Licença Creative Commons

Creative Commons Atribuição-NãoComercial 4.0 Internacional