EDUCAÇÃO DAS CLASSES POPULARES: O QUE MUDOU NAS ÚLTIMAS DÉCADAS

Lílian Maria Paes de Carvalho Ramos

Resumo


A comunicação discute as políticas públicas que vêm sendo propostas e os tipos de ações que elas têm originado no campo da educação de classes populares no Brasil, do período colonial até nossos dias. Enfoca particularmente as mudanças mais recentes, ocorridas na legislação, a partir do período de redemocratização da sociedade brasileira dos anos 80: a Constituição de 1988; o Estatuto da Criança e do Adolescente de 1990 e a Lei de Diretrizes e Bases da Educação Nacional de 1996. Observa que simples modificações na legislação não se fazem acompanhar, imediatamente, de mudanças na prática dos educadores. Essas só ocorrem, de fato, quando existe conscientização das propostas por parte dos mesmos, o que requer, na maioria das vezes, uma mudança de mentalidade. Somente uma transformação a este nível poderá alterar as práticas educativas, dando lugar a um autêntico favorecimento da educação de classes populares.

Palavras-chave


política educacional; educação popular; história da educação brasileira

Texto completo:

Texto completo [PDF]

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


ISSN 1518-5370 [impresso] • 1982-0305 [eletrônico]
Teias, uma publicação eletrônica do Programa de Pós-Graduação em Educação – ProPEd/UERJ
Qualis/Capes - A2 (2017/2018) 
DOI: 10.12957/teias

 

Licença Creative Commons

Creative Commons Atribuição-NãoComercial 4.0 Internacional