MEMÓRIA DE PROFESSORES: O PROCESSO DE TRANSFORMAÇÃO DA UNIVERSIDADE ARGENTINA (1968–1976)

Silvia Alícia Martínez

Resumo


Na Argentina, durante o período compreendido entre os últimos anos da década de 1960 e a primeira metade da década de 1970, se desenvolveu um amplo movimento de reflexão e crítica no campo da pedagogia institucionalizada que foi acompanhado por uma série de experiências universitárias. No texto se apresenta brevemente o contexto deste processo de transformação, analisando o significado das experiências como parte de um movimento de pedagogia universitária mais amplo e destacando o destino que práticas e idéias tiveram no país. Também se analisam as “memórias” dos professores que empreenderam essa tarefa transformadora. Por último, se especifica o marco teórico que orientou essa análise.

Palavras-chave


memória de professores; experiências pedagógicas; universidade

Texto completo:

Texto completo [PDF]

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


ISSN 1518-5370 [impresso] • 1982-0305 [eletrônico]
Teias, uma publicação eletrônica do Programa de Pós-Graduação em Educação – ProPEd/UERJ
Qualis/Capes - A2 (2017/2018) 
DOI: 10.12957/teias

 

Licença Creative Commons

Creative Commons Atribuição-NãoComercial 4.0 Internacional