LIVRO DIDÁTICO DE MATEMÁTICA: PRESCRIÇÕES TECNOLÓGICAS E ENTENDIMENTOS DE ALUNOS DO 6º ANO

Autores

DOI:

https://doi.org/10.12957/redoc.2022.62525

Palavras-chave:

Entendimentos de alunos. Ensino de Matemática. Tecnologias. Livro didático de matemática.

Resumo

Neste trabalho são expostas partes de resultados identificados em pesquisa realizada em 2017 para um Trabalho de Conclusão de Curso (TCC) da Licenciatura em Matemática da Universidade Federal de Sergipe. Nessa perspectiva, o texto tem como objetivo apresentar entendimentos identificados sobre usos do livro didático de matemática por alunos do 6º ano do Ensino Fundamental de escolas da rede pública estadual de Aracaju (SE) para realizar leituras a partir de seu interesse, assim como também destacar prescrições tecnológicas presentes nas obras analisadas. A coleta de dados ocorreu em sete escolas, por meio da aplicação de 178 questionários, que foram respondidos por alunos, e através da análise de obras de matemática. A seleção das escolas pautou-se nas que possuíam uma das duas coleções aprovadas pelo Programa Nacional de Livro Didático PNLD (2017) mais adotadas desta cidade, sendo as obras “Vontade de Saber Matemática” e “Matemática: Compreensão e Prática”. Entre os autores considerados como referências para o trabalho, destacam-se Freitas (2009) e Jesus (2017), com informações acerca do livro didático, e Lévy (1999), Autor (2017), e Brasil (1998), por conta de apontamentos tecnológicos. A partir dos resultados, foi possível identificar que 51,68% dos alunos possuem interesse, sem que seja a pedido do professor, em realizar leituras sobre a história da matemática em seções do livro didático, assim como na abertura dos capítulos dos demais conteúdos. Quanto ao uso de tecnologias como recursos pedagógicos, identificaram-se prescrições acerca da calculadora, software Geogebra, planilha eletrônica e figuras tecnológicas nos problemas das atividades matemáticas.

Biografia do Autor

Alixandre Marques Cruz, Universidade Federal de Sergipe Programa de Pós Graduação em Ensino de Ciências e Matemática

Mestrando em Ensino de Ciências e Matemática

Licenciado em Matemática

Referências

ARAÚJO, Antônio Pinheiro de. O livro didático de Matemática: Utilização na percepção do aluno. Bolema – Boletim de Educação Matemática, Rio Claro, SP, v. 7, n. 8, 1992.

BRASIL, Ministério da Educação (MEC). Secretaria de Educação Básica (SEB). Base Nacional Comum Curricular. Brasília, DF: MEC, 2017b.

BRASIL. Guia do livro didático: PNLD 2017: Matemática. Brasília: MEC, 2017.

BRASIL. Ministério da Educação (MEC). Secretaria de Educação Básica (SEB). Secretaria de Ensino Fundamental (SEF). Parâmetros curriculares nacionais: Matemática, 5ª a 8ª séries. Brasília, DF: MEC, 1998.

DESLANDES, Suely Ferreira et al. Pesquisa social: teoria, método e criatividade. Petrópolis: Vozes, 1994.

GIL, Antônio Carlos. Como elaborar projetos de pesquisa. 4. ed. São Paulo: Atlas, 2002.

GIL, Antônio Carlos. Métodos e técnicas de pesquisa social. 5.ed. São Paulo: Atlas, 1999.

JESUS, Franckline Juliana Alves de. Uso(s) do livro didático por professores de matemática dos anos finais do ensino fundamental de escolas da rede estadual de Aracaju/SE. 2017. Dissertação (Mestrado em Ensino de Ciências e Matemática) – Programa de Pós-Graduação em Ensino de Ciências e Matemática, Universidade Federal de Sergipe, São Cristóvão, 2017.

LÉVY, Pierre. Cibercultura. 1ª ed. São Paulo: ED. 34, 1999.

MANDARINO, Monica Cerbella Freire. O livro didático de matemática: da avaliação ao uso em sala de aula. In: ENCONTRO NACIONAL DE EDUCAÇÃO MATEMÁTICA EDUCAÇÃO MATEMÁTICA, CULTURA E DIVERSIDADE SALVADOR, 10., Salvador, Bahia, 7 a 9 de julho de 2010. Anais... Salvador, 2010.

MARTINS, Zélia. As TIC no Ensino-Aprendizagem da Matemática. In: CONGRESSO INTERNACIONAL GALEGO-PORTUGUÊS DE PSICOPEDAGOGIA, 10., Braga, Portugal, Universidade do Minho, 2009. Actas... Braga: Universidade do Minho, 2009.

OLIVEIRA, Esmeralda Maria Queiroz de. O uso do livro didático de matemática por professores do ensino fundamental. 2007. 152 f. Dissertação (Mestrado em Educação Matemática) – Programa de Pós-Graduação em Educação, Universidade Federal de Pernambuco, Recife, 2007.

SANTOS, José Elyton Batista dos; VASCONCELOS, Carlos Alberto; RODRIGUES, Bruno Meneses. Tecnologias, inovação e cultura docente em matemática. In: SOUZA, Denize da Silva... et al (org). Currículo escolar e formação docente no âmbito do ensino de ciências e matemática. 1. ed. Belém: RFB Editora, 2020. p, 49-58.

SILVEIRA, Ênio. Matemática Compreensão e Prática. 3. ed. São Paulo: Moderna, 2015.

SOUZA, Joamir; PATARO, Patrícia Moreno. Vontade de Saber Matemática. 3 ed. São Paulo: FTD, 2015.

VASCONCELOS, Carlos Alberto de; MENEZES, Rodrigo da Silva. Ensino remoto e utilização de Tecnologias da Informação e Comunicação no contexto da Covid 19. In: AGUILERA, Jorge González... et al (org). Ciência em Foco. Volume IV, Nova Xavantina, MT: Editora Pantanal, 2020. p. 111-124.

VASCONCELOS, Carlos Alberto de; OLIVEIRA, Eliane Vasconcelos. TIC no ensino e na formação de professores: reflexões a partir da prática docente. Revista Brasileira de Ensino Superior, Passo Fundo, vol. 3, n. 1, p. 112-132, jan-mar. 2017.

VIANNA, Carlos Roberto. História da matemática na educação matemática In: ENCONTRO PARANAENSE DE EDUCAÇÃO MATEMÁTICA, 4., Londrina, 2000. Anais... Londrina: Editora da UEL, 2000.

Downloads

Publicado

2022-08-13

Como Citar

CRUZ, Alixandre Marques; VASCONCELOS, Carlos Alberto. LIVRO DIDÁTICO DE MATEMÁTICA: PRESCRIÇÕES TECNOLÓGICAS E ENTENDIMENTOS DE ALUNOS DO 6º ANO. Revista Docência e Cibercultura, [S. l.], v. 6, n. 3, p. 38–62, 2022. DOI: 10.12957/redoc.2022.62525. Disponível em: https://www.e-publicacoes.uerj.br/re-doc/article/view/62525. Acesso em: 13 jun. 2024.