O professor criador de experiências educacionais mediadas por tecnologias digitais na cibercultura

Adelina Maria Carreiro Moura

Resumo


A integração de tecnologias na educação deverá estar sempre ao serviço da pedagogia. Para que a aprendizagem mediada por tecnologias digitais seja eficaz é preciso que a sua utilização esteja de acordo com os objetivos educacionais, conteúdos curriculares e pedagogias específicas. É ainda fundamental que o professor possua competências digitais na cibercultura suficientes para potenciar também os dispositivos móveis dos alunos e criar experiências de aprendizagem inovadoras e memoráveis. Neste texto, abordaremos as possibilidades que as tecnologias digitais podem trazer ao processo de ensino e aprendizagem da língua e da literatura na aula de Português, através da partilha de práticas educativas desenvolvidas com alunos do ensino profissional. Apresentamos também as perceções dos alunos sobre algumas práticas realizadas, revelando o potencial que as estratégias tiveram nos seus desempenhos formativos. Os dados foram recolhidos através de questionário online e observação participada e mostram que houve um bom envolvimento e participação das turmas nas atividades, contribuindo de forma positiva para a construção de aprendizagens mais dinâmicas. A facilidade em usar ferramentas digitais, para apoio às aprendizagens, e a sua utilidade influenciaram positivamente a motivação dos alunos pelas tarefas escolares.


Palavras-chave


Língua e Literatura Portuguesas. Tecnologias digitais. Dispositivos móveis. Metodologias emergentes.

Texto completo:

PDF

Referências


BAUMAN, Zygmunt. Tempos líquido. Rio de Janeiro: Zahar, 2007.

CARVALHO, Ana Amélia Amorim. Aprender na Era Digital: Jogos e Mobile-Learning. Santo Tirso: De Facto Editores, 2012.

CASSANY, Daniel., LUNA, Marta, SANZ, Glória. Enseñar lengua. Barcelona: Graó, 1998.

COMISSÃO EUROPEIA (2007). Competências essenciais para a aprendizagem ao longo da vida quadro de referência europeu. Luxemburgo: Serviço das Publicações Oficiais das Comunidades Europeias. Disponível em: https://www.dge.mec.pt/sites/default/files/Curriculo/competenciasessenciaisalv2006.pdf Acesso em: 13.abril.2021.

CUBILLOS, Jorge. Spanish Textbooks in the US: Enduring Traditions and Emerging Trends. Journal of Spanish Language Teaching 1 (2), 2014, pp. 205-225.

DEHAENE, Stanislas. How we learn: why brains learn better than any machine . . . for now. New York: Viking, 2020.

FONCUBIERTA, José Manuel, RODRÍGUEZ, Chema. Didáctica de la gamificación en la clase de ELE. Editorial Edinumen, 2014. Disponível em: https://www.academia.edu/9753254/Did%C3%A1ctica_de_la_gamificaci%C3%B3n_en_la_clase_de_ELE . Acesso em: 13.abril.2021.

GIROUX, Henry. Os professores como intelectuais: rumo a uma pedagogia crítica da aprendizagem. Porto Alegre: Artes Médicas, 1997.

GUBERN, Román. Metamorfosis de la lectura. Barcelona: Anagrama, 2010.

HERRERA JIMÉNEZ, Francisco José. El papel de la tecnología en el aula: sobre la interaccion y la acción digital en La formación del profesorado de español. Innovación y reto, ed. Ernesto Martin Peris, Cuadernos de didáctica, pp. 137-145. Barcelona: Difusión,2015.

HILL, Maria Manuela, & HILL, Andrew. Investigação por Questionário. 2 ed. Lisboa: Edições Sílabo, 2012.

KISHIMOTO, Tizuko Morchida, SANTOS, Maria Walburga dos, (orgs.) (2016). Jogos e brincadeiras: tempos, espaços e diversidade: (pesquisa em educação). São Paulo: Cortez.

LEVY, Pierre. Cibercultura. São Paulo: Ed.34, 2010.

MISHRA, Punya & KOEHLER, Matthew. Technological pedagogical content knowledge: A new framework for teacher knowledge. Teachers College Record, 108 (6), pp. 1017-1054, 2006.

MORALES SÁNCHEZ, Maria, Isabel. Leer literatura en la era digital. Palabra Clave (La Plata), 7(2), e049, Abril 2018. Disponível em: https://doi.org/10.24215/18539912e049. Acesso em: 10.abril.2021.

MOURA, Adelina. Tecnologias Móveis: aprendizagem baseada em projetos. In Manuel Miguéns (Coord.), Aprendizagem, TIC e Redes Digitais. Seminários e Colóquios: CNE – Conselho Nacional de Educação, pp. 78-98, 2017. Disponível em: http://www.cnedu.pt/content/edicoes/seminarios_e_coloquios/LIVRO_TIC_RedesDigitais.pdf . Acesso em: 10.abril.2021.

MUÑOZ-BASOLS, Javier, GIRONZETTI, Elisa, LACORTE, Manel. The Routledge Handbook of Spanish Language Teaching: metodologías, contextos y recursos para la enseñanza del español L2. London & New York: Routledge, 2018.

PEREIRA, Adriana Soares, SHITSUKA, Dorlivete Moreira, PARREIRA, Fabio José, SHITSUKA, Ricardo. Metodologia da pesquisa científica. Santa Maria, RS : UFSM, NTE, 2018. Disponível em: https://bit.ly/31HVOeJ . Acesso em: 10.abril.2021.

PETTY, Geoffrey. Teaching Today: A Practical Guide. Oxford: Oxford University Press, 2014.

ROMÁN-MENDOZA, Esperanza. Aprender a aprender en la era digital: Tecnopedagogía crítica para la Enseñanza del español LE/l2. New York: Routledge, 2018.

ROMERO LÓPEZ, Dolores. La Literatura Digital en Español: estado de la cuestión. Florianópolis, v. 7, n. 1, pp 38-66, jan./jun. 2011. Disponível em: http://doi.org/10.5007/1807-9288.2011v7n1p38 . Acesso em: 11.abril.2021.

RYAN Ann, WEBSTER R. Scott. Teacher Reflexivity: An Important Dimension of a Teacher’s Growth. In Webster R., Whelen John. (eds), Rethinking Reflection and Ethics for Teachers. Springer: Singapore, pp 65-79, 2019.

SOCCAVO, Lorenzo. Les mutations du livre et de la lectura. Editions: Uppr, 2015.

STINGU, Mihaela, Monica. Reflexive practice in teacher education: Facts and trends. Procedia - Social and Behavioral Sciences, 33, pp. 617 – 621, 2012. Disponível em: https://www.sciencedirect.com/science/article/pii/S1877042812002030. Acesso em: 11.abril.2021.

WEBSTER, R.Scott, WHELEN, John D. (2019). Rethinking Reflection and Ethics for Teachers. Singapore: Springer.

YIN, Robert K. O Estudo de caso: planejamento e métodos. Porto Alegre: Bookman, 2015.




DOI: https://doi.org/10.12957/redoc.2021.60475

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição - Não comercial - Compartilhar igual 4.0 Internacional.

Indexação:

           


 

Google Acadêmico::

 

(Citações /Métricas)

 

Visualizações:

 


Licença:

  Esta obra está licenciada com uma Licença  Creative Commons Atribuição-NãoComercial 4.0 Internacional.