Integração entre os multiletramentos e a educação midiática: saberes e práticas docentes na educação básica

Jeanny Meiry Sombra Silva, Juliana Caetano Neto, Thiago Henrique Valério Pereira, Francielle Aparecida Miquilini Arcega

Resumo


Este artigo apresenta o relato de uma prática didática desenvolvida na perspectiva da pedagogia dos multiletramentos e da integração curricular das tecnologias digitais. Os participantes foram 39 alunos do Ensino Fundamental II de uma escola particular da capital de São Paulo que, num período de pouco mais de três meses, se envolveram num projeto integrado coordenado por professores de diferentes componentes curriculares. Este texto tem por objetivos relatar a percepção dos professores ao participarem dessa experiência didática; identificar quais foram os sentidos atribuídos pelos alunos e observar o que a produção deles revela sobre suas aprendizagens. Os dados foram coletados por meio de depoimentos em vídeos, questionário, produções discentes e diário de observação docente. Neste artigo analisamos os depoimentos dos alunos. O referencial teórico que fundamentou a prática e análise dos dados baseou-se na Pedagogia dos Multiletramentos e Educação Midiática. Os resultados apontam para as potencialidades da pedagogia dos multiletramentos e da educação midiática, de forma integrada ao conteúdo curricular, pois proporcionaram aos professores formas significativas de trabalhar conteúdos e, aos alunos, o desenvolvimento da autonomia e da criatividade, o aprendizado advindo do trabalho em equipe, o desenvolvimento de pesquisas, seleções de informações, produção de conteúdo e tomada de decisões.


Palavras-chave


Multiletramentos. Educação midiática. Metodologias ativas.

Texto completo:

PDF

Referências


ALMEIDA, Maria Elizabeth B. Apresentação. In. BACICH, Lilian; MORAN, José. Metodologias ativas para uma educação inovadora: uma abordagem teórico-prática. Porto Alegre: Penso, 2018.

ANDRÉ, Marli. Formar o professor pesquisador para um novo desenvolvimento profissional. In. ANDRÉ, M. (org.). Práticas Inovadoras na Formação de Professores. Campinas, SP: Papirus, 2016.

BACICH, Lilian; MORAN, José. Prefácio. In. BACICH, Lilian; MORAN, José. Metodologias ativas para uma educação inovadora: uma abordagem teórico-prática. Porto Alegre: Penso, 2018.

BARDIN, Laurence. Análise de conteúdo. São Paulo: Edições 70, 2011.

BUCKINGHAM, David. Cultura digital, educação midiática e o lugar da escolarização. Educ. Real., Porto Alegre, v. 35, n. 3, p. 37-58, set./dez., 2010. Disponível em: . Acesso em: 16 de abr. 2021.

COLL, César. O Construtivismo na sala de aula. São Paulo: Ática, 1996.

COPE, Bill. KALANTZIS, Mary. Multiliteracies: Literacy Learning and the Design of Social Futures. Routlege: London, 2000.

EDUCAMIDIA. Habilidades da educação midiática. Disponível m:. Acesso em 21 de abril de 2021

FREIRE, Paulo. Pedagogia do oprimido. 17ª ed. Rio de Janeiro: Paz e Terra, 1997.

GONÇALVES, Maria Ilse R. Comunidade cooperativa de aprendizagem em rede. Boletim técnico do Senac, Rio de Janeiro, v. 32, n.2, maio/ago. 2006. Disponível em . Acesso em 16/04/2021.

IMBERNÓN, Francisco. Formação continuada de professores. Porto Alegre: Artmed, 2010.

KALANTZIS, Mary; COPE, Bill; PINHEIRO, Petrilson. Letramentos. Campinas: Unicamp, 2020

LIBERALI, Fernanda; MAGALHÃES, Maria Cecília. C; MEANEY, Maria Cristina; SANTIAGO, Camila; CANUTO, Mauricio; SANTOS, Jessica. A. A. Projeto Digit-m-ed Brasil: uma proposta de desencapsulação da aprendizagem escolar por meio dos multiletramentos. Revista Prolíngua. Volume 10 - Número 3, p. 2-17 - nov/dez de 2015.

LIMA, Ana M. P. Práticas de letramentos e inclusão digital na aula de Língua Portuguesa, 2013. 293f. Tese (Doutorado em Linguística) – Programa de Pós Graduação em Linguística, UFC, Fortaleza, 2013. p.46-59. Disponível em Acesso em 15/02/21.

MORA, Francisco. Neuroeducación: sólo se puede aprender aquello que se ama. Alianza Editorial, 2013.

MORAN, José. Metodologias ativas para uma aprendizagem mais profunda. In. BACICH, L; MORAN, J. Metodologias ativas para uma educação inovadora: uma abordagem teórico-prática. Porto Alegre: Penso, 2018.

ROJO, Roxane (Org.). Escola Conectada, os multiletramentos e as TICs. São Paulo: Parábola, 2013.

SILVA, Jeanny M. S. O ethos do professor como agente de mudanças de situações de conflito em sala de aula. Dissertação (Mestrado em Letras) – Universidade Presbiteriana Mackenzie, São Paulo, 2010.

VALENTE, José A. A sala de aula invertida e a possibilidade do ensino personalizado: uma experiência com a graduação em midialogia. In. BACICH, L; MORAN, J. Metodologias ativas para uma educação inovadora: uma abordagem teórico-prática. Porto Alegre: Penso, 2018.

WALLON, Henri. Os meios, os grupos e a psicogênese da criança. In M. J. Werebe, & J. Nadel-Brulfert (Orgs.) Henri Wallon. São Paulo: Ática, 1986

WEISZ, Telma. O Diálogo entre o ensino e a aprendizagem. 2ª ed. São Paulo: Ática, 2009.




DOI: https://doi.org/10.12957/redoc.2021.59471

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição - Não comercial - Compartilhar igual 4.0 Internacional.

Indexação:

           


 

Google Acadêmico::

 

(Citações /Métricas)

 

Visualizações:

 


Licença:

  Esta obra está licenciada com uma Licença  Creative Commons Atribuição-NãoComercial 4.0 Internacional.