INTERCÂMBIO VIRTUAL: CONTRIBUIÇÕES PARA A APRENDIZAGEM DA LÍNGUA INGLESA DE ESTUDANTES DE LETRAS

Cíntia Regina Lacerda Rabello

Resumo


Reconhecendo o potencial da comunicação mediada por computador (CMC) e, mais especificamente, do intercâmbio virtual para a aprendizagem de línguas estrangeiras, este estudo de caso descritivo e de cunho etnográfico tem como objetivo investigar como a participação em um intercâmbio virtual (O’DOWD, 2018) pode contribuir para a aprendizagem da língua inglesa e o desenvolvimento da competência comunicativa de estudantes de Letras em uma universidade federal. A pesquisa tem como contexto o Projeto International Virtual Exchange (IVE), desenvolvido pelo Mororan Institute of Technology, no Japão, que utiliza a plataforma Moodle para as interações entre estudantes universitários de cursos de inglês como língua estrangeira em diferentes países na Ásia, Europa e América do Sul a partir do uso do inglês como língua franca (HAGLEY, 2017). O estudo buscou identificar o engajamento e participação dos estudantes brasileiros no intercâmbio virtual e a sua percepção em relação às contribuições do intercâmbio para a aprendizagem da língua inglesa e o desenvolvimento da competência comunicativa. A aquisição de vocabulário e o uso de tecnologias digitais foram identificadas como principais contribuições do projeto para a aprendizagem da língua inglesa.


Palavras-chave


Aprendizagem de línguas mediada por computador. Língua Inglesa. Comunicação mediada por computador. Aprendizagem de língua estrangeira.

Texto completo:

PDF

Referências


ANDRÉ, Marli Elisa Dalmazo Afonso de. Etnografia da prática escolar. Campinas: Papirus, 1995.

HAGLEY, Eric Thomas. Making virtual exchange/telecollaboration mainstream – large scale exchanges. In: JAGER, S.; KUREK, M. & O’ROURKE, B. (Eds.) New directions in tellecollaborative research and practice: selected papers from the second conference on telecollaboration in higher education. Research-publishing net, 2016. p. 225-230. Disponível em: < https://www.researchgate.net/publication/310952590_Making_virtual_exchangetelecollaboration_mainstream_-_large_scale_exchanges> Acesso em: 19 ago. 2020.

HAGLEY Eric Thomas; HARASHIMA, Hideto. Raising the Intercultural Understanding and Skills of EFL Students through Virtual Exchange on Moodle. Proceedings of MoodleMoot Japan Annual Conference, volume 5, pp. 28-33, 2017. Disponível em: Acesso em: 19 ago. 2020.

HAGLEY, Eric; THOMSON, Haidee. Virtual Exchange: Providing International Communication Opportunities for Learners of English as a Foreign Language. Journal of Language and Culture of Hokkaido, n. 15, 2017. p. 1-10. Disponível em: < https://www.researchgate.net/publication/316599827_Virtual_Exchange_Providing_International_Communication_Opportunities_for_Learners_of_English_as_a_Foreign_Language> Acesso em: 19 ago. 2020.

LEFFA, Vilson José. A aprendizagem de línguas mediada por computador. In: LEFFA, V. J. (Org.). Pesquisa em lingüística Aplicada: temas e métodos. Pelotas: Educat, 2006; p. 11-36. Disponível em: Acesso em: 19 ago. 2020.

MOTTERAM, Gary. (Ed.) Innovations in learning technologies for English language teaching. London: British Council, 2013. Disponível em: Acesso em: 19 ago. 2020.

O’DOWD, R. From telecollaboration to virtual exchange: state-of-the-art and the role of UNICollaboration in moving forward. Journal of Virtual Exchange, 1, 2018. p. 1 – 23. Disponível em: < https://www.researchgate.net/publication/324729746_From_telecollaboration_to_virtual_exchange_state-of-the-art_and_the_role_of_UNICollaboration_in_moving_forward> Acesso em: 19 ago. 2020.

PAIVA, Vera Menezes de Oliveira. O uso da tecnologia no ensino de línguas estrangeiras: breve retrospectiva histórica. In: JESUS, D. M. de; MACIEL, R. F. (Orgs.) Olhares sobre tecnologias digitais: linguagens, ensino, formação e prática docente. Coleção: Novas Perspectivas em Linguística Aplicada. Vol. 44. Campinas: Pontes Editores, 2015, p.21-34.

ROUX, Peter W.; KATSUAKI, Suzuki; RYUCHI, Matsuba; GODA, Yoshiko. Developing Cultural Intelligence (CQ): Designs for Blended Learning. International Journal for Educational Media and Technology, v. 12, n. 1, 2018, pp.18-28. Disponível em: < https://www.researchgate.net/publication/328092354_Developing_Cultural_Intelligence_CQ_Designs_for_Blended_Learning> Acesso em: 19 ago. 2020.

SCHENKER, Theresa. The Effects of a Virtual Exchange on Students' Interest in Learning About Culture. Foreign Language Annals, v. 46, n. 3, 2013. p. 491- 507. Disponível em: < https://onlinelibrary.wiley.com/doi/full/10.1111/flan.12041> Acesso em: 19 ago. 2020.

YIN, Robert K. Estudo de caso: planejamento e métodos. 2 ed. Porto Alegre: Bookman, 2001.

WALKER, Aisha; WHITE, Goodith. Technology Enhanced Language Learning: Connecting theory and practice. Oxford: Oxford University Press, 2013.

WARSCHAUER, Mark. Computer-Mediated Collaborative Learning: Theory and practice. The Modern Language Journal, n. 81, v. iv, 1997; p. 470-481. Disponível em: < http://education.uci.edu/uploads/7/2/7/6/72769947/cmcl.pdf> Acesso em: 19 ago. 2020.

WARSCHAUER, Mark.; MESKILL, Carla. Technology and second language learning. In: Rosenthal, J. (Ed.). Handbook of undergraduate second language education. New Jersey: Lawrence Erlbaum, 2000; p. 303-318. Disponível em: Acesso em: 19 ago. 2020.




DOI: https://doi.org/10.12957/redoc.2020.53886

Apontamentos

  • Não há apontamentos.




Indexação:

           


 

Google Acadêmico::

 

(Citações /Métricas)

 

Visualizações:

 


Licença:

  Esta obra está licenciada com uma Licença  Creative Commons Atribuição-NãoComercial 4.0 Internacional.