ENSINO SUPERIOR NO BRASIL – DESCAMINHOS PROPOSTOS PELO ‘FUTURE-SE’

Rubia Cristina Wegner

Resumo


Este texto busca oferecer uma deccrição da segunda versão do Future-se comaparativamente a primeira versão.

Ainda que a tramitação desta proposta no Congresso não dê sinais de que será facilmente aprovada, ela não pode ser menosprezada. Não pode ser menosprezada, porque ela evidencia e expõe a concepção deste governo para o ensino público superior em nosso país e da educação de modo geral. A Emenda Constitucional n.55 que limita os gastos com educação e saúde por 20 anos e a Lei Orçamentária Anual (LOA) de 2020 aprovada com o corte de R$20 bilhões da educação[1].

Este texto pretende ser uma primeira descrição das versões do “Future-se”, não adentra no debate, já existente, a respeito do financiamento do ensino superior, privado e público, no Brasil. Pretende-se dar continuidade com uma discussão mais pormenorizada a respeito do financiamento do ensino superior no Brasil.


[1] Em: https://recontaai.com.br/2019/12/19/congresso-cortara-r-20-bilhoes-da-educacao-em-2020/


Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.12957/redoc.2020.50100

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Indexadores:

           


Índice de citação de artigos:


Visualizações:

 


Licença:

  Esta obra está licenciada com uma Licença  Creative Commons Atribuição-NãoComercial 4.0 Internacional.