INCLUSÃO DIGITAL NAS ESCOLAS: CAMINHOS POSSÍVEIS PARA SE (RE)PENSAR O DIGITAL EM REDE NA PRÁTICA PEDAGÓGICA

Viviane Aparecida Tomaz Polate

Resumo


Este trabalho monográfico tem como objetivo investigar as potencialidades de ensinar-aprender engendradas pelos usos das tecnologias digitais no cotidiano escolar. Por meio de pesquisa bibliográfica foram traçados possíveis caminhos para se (re)pensar o digital em rede na prática pedagógica, de forma a se refletir sobre seu papel mediador nos processos educacionais. Para isso, buscou-se considerar a importância dos aspectos metodológicos no trabalho com os conhecimentos, da familiarização do professor com o digital em rede e do quanto a instituição de ensino está preparada para receber esta nova geração de alunos que convivem no seu dia a dia com essas novas tecnologias.


Palavras-chave


Inclusão digital; educação; tecnologias; ensino.

Texto completo:

PDF

Referências


ALCÂNTARA, Alessandra; OSÓRIO, António. Um caso lúdico: brincar no Facebook! In: PORTO, Cristiane; SANTOS, Edméa (Orgs.). Facebook e educação: publicar, curtir, compartilhar. Paraíba: EDUEPB, 2014, p. 113-129.

BERGMANN, Helenice. Maria Barcellos Escola e inclusão digital: desafios na formação de redes de saberes e fazeres. 2010, p. 2. Disponível em: http://www.abed.org.br/revistacientifica/Revista_PDF_Doc/2010/2010_1952010173424.pdf. Acesso em: 03 de set. de 2016.

BRASIL. MEC – Ministério da Educação; Parâmetros Curriculares Nacionais – Ensino Médio; Brasília: MEC/Secretaria de Educação Básica, 2000. Disponível em: http://tcconline.utp.br/wp-content/uploads/2012/04/O-USO-DA-TECNOLOGIA-EM-SALA-DE-AULA.pdf. Acesso em: 12 de jun. de 2017.

CARVALHO, Rosiani. As Tecnologias No Cotidiano Escolar: Possibilidades De Articular O Trabalho Pedagógico Aos Recursos Tecnológicos. Paraná, 2007.

COUTO JUNIOR, Dilton Ribeiro. Mídias e educação infantil: desafios na prática pedagógica. Informática na Educação: teoria & prática, Porto Alegre, v. 16, n. 2, p. 131-146, jul./dez. 2013.

FREIRE, Paulo. Pedagogia do Oprimido. 54ª edição. Rio de Janeiro: Paz e Terra, 2013.

FREIRE, Paulo. Professora sim, tia não: cartas a quem ousa ensinar. São Paulo, Olho D'Água, 2003.

GIRARDELLO, Gilka; CAMPOS, Karin Cozer. A produção narrativa das crianças no contexto das mídias. Comunicação & educação, São Paulo, ano XVIII, n. 2, p. 107-113, jul./dez. 2013.

KENSKI, V. M. Tecnologias e ensino presencial e a distância. 2 ed. Campinas: Papirus, 2003.

KENSKI, V. M.. Educação e tecnologias: o novo ritmo da informação. Campinas: Editora Papirus. 2007.

LIMA, Presleyson Plínio de. A importância da inclusão digital no processo de inserção social e educacional através da utilização do software livre. Contagem / MG: Pontifícia Universidade Católica de Minas Gerais, 2005. 58f.

MARTINS, Daniele M.; COUTO JUNIOR, Dilton Ribeiro. Jovens jogadores de videogames e produção de sentidos: contribuições para se pensar práticas educativas alteritárias. In: REUNIÃO ANUAL INTERNACIONAL DA ASSOCIAÇÃO NACIONAL DE PÓS-GRADUAÇÃO E PESQUISA EM EDUCAÇÃO: PESQUISA E COMPROMISSO SOCIAL, 30., 2007, Caxambu. Anais. . . Timbaúba: Espaço Livre, 2007. p. 1-6.

MELARE, D. ; OKADA, A. ; KENSKI, Vani Moreira. Coletividade aberta de pesquisa: os estilos de coaprendizagem no cenário online. Educação, Formação Tecnologias, v. 5, p. 11-24, 2012.

NÓVOA, António. Os professores na virada do milênio: do excesso dos discursos à pobreza das práticas. Educação e Pesquisa, São Paulo, v. 25, n. 1, p. 11-20, jun. 1999.

PEÑA, Maria De Los Dolores Jimenes. Ambientes de aprendizagem virtual: O desafio á prática docentes. S/D.

PETARNELLA, L. Sincretismo cultural e anacronismo escolar: o cotidiano de alunos e professores frente às TMDICS. 31° Reunião Anual da ANPEd: Caxambu, 2008.

PRETTO, Nelson De Luca. Formação de professores exige rede! Revista Brasileira de Educação, São Paulo, v. 20, n. 20, p. 121-131, maio/jun./jul./ago., 2002.

PRETTO, Nelson De Luca; ASSIS, Alessandra. Cultural digital e educação: redes já! In: PRETTO, Nelson De Luca; SILVEIRA, Sérgio Amadeu (Orgs.). Além das redes de colaboração: internet, diversidade cultural e tecnologias do poder. Salvador: EDUFBA, 2008, p. 75-83.

SANTOS, Edméa. Formação de professores e cibercultura: novas práticas curriculares na educação presencial e a distância. Revista da FAEEBA – Educação e Contemporaneidade, Salvador, v. 11, n. 17, p. 113-122, jan./jun. 2002.

VIANA, M. A. P. Internet na Educação: Novas formas de aprender, necessidades e competências no fazer pedagógico. In: MERCADO, L. P. L. (Org.) Tendências na utilização das tecnologias da informação e comunicação na educação. Maceió: EDUFAL, 2004.




DOI: https://doi.org/10.12957/redoc.2018.33478

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Indexadores:

           


Índice de citação de artigos:


Visualizações:

 


Licença:

  Esta obra está licenciada com uma Licença  Creative Commons Atribuição-NãoComercial 4.0 Internacional.