A OBRA INFANTIL “O CABELO DE LELÊ”, DE VALÉRIA BELÉM EM DIÁLOGO COM A LEI 10.639/03 / Children's book "O cabelo de Lelê", by Valéria Belém in dialogue with Law 10.639/03

Lisiane Oliveira e Lima Luiz

Resumo


O presente artigo tem como objetivo analisar a obra infantil O cabelo de Lelê (2012), de Valéria Belém apontando na análise a importância da representatividade de meninas negras de cabelos crespos como protagonistas dos livros infantis contribuindo para a elevação da autoestima dessas crianças e apontando possibilidades de aplicação da Lei 10.639/03 em diálogo com a Literatura Infantil. Acreditamos que a Lei 10.639/03 que tornou obrigatório o ensino da História e Cultura afro-brasileira nos estabelecimentos de ensino fundamental e médio, oficiais e particulares contribuiu para a publicação de obras voltadas para essa temática. Nessa perspectiva enquadra-se a obra O cabelo de Lelê, pois Valéria Belém conta com muito encanto e realidade o drama de uma criança negra em busca de respostas sobre suas origens e como aconteceu o processo de aceitação do seu cabelo. Para embasar nossas análises utilizaremos como referencial teórico: Amâncio (2014), Coelho (2000), Gomes (2017), Fage (2010), Munanga (2009), Ribeiro (2019), entre outros. O livro analisado retrata este momento libertador em que uma menina descobre, por meio de um livro de História da África, a origem do formato do seu cabelo. Não se tratava apenas em dizer que era “diferente” dos demais. Mas, que o formato do seu cabelo era a marca da identidade geográfica, histórica e cultural dos seus ancestrais africanos. É fundamental que as crianças negras se vejam representadas positivamente nos livros infantis para que assim tenham uma formação saudável da sua autoimagem, e, consequentemente, a autoestima elevada.


Palavras-chave


Autoestima. Lei 10.639/03. Literatura infantil. O cabelo de Lelê. Valéria Belém.

Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.12957/pr.2022.66044

Pensares em Revista no Diadorim Pensares em Revista na BASE Pensares em Revista no Diadorim Pensares em Revista no Google Scholar Pensares em Revista no Latindex Pensares em Revista no Livre Logo do Periódicos CAPES

 

R. Dr. Francisco Portela, 1470 - Patronato, São Gonçalo - RJ, CEP: 24435-005