EMOÇÕES E CRENÇAS NA APRENDIZAGEM DE LÍNGUA INGLESA: UM QUEBRA-CABEÇAS COM PEÇAS LASCADAS / Emotions and beliefs in English language learning: a dented-piece puzzle

Ana Maria dos Santos Garcia Ferreira Martins

Resumo


Estudos sobre crenças tem se organizado a partir de perspectivas conhecidas pelo termo viradas: discursiva, dialógica, sociocultural e afetiva ou emocional e ecológica. Nessas linhas, o conceito de emoções também vem sendo incorporado como um construto interligado às crenças, capaz de influenciá-las e de ser influenciado por elas. Este trabalho apresenta um recorte de uma pesquisa de doutorado que investigou as crenças de professores de inglês em formação sobre a pronúncia de inglês. A pesquisa foi realizada com 12 acadêmicos do Curso de Licenciatura em Letras Inglês de uma universidade pública do sul do Brasil. O objetivo deste trabalho é mostrar crenças e emoções em dois grupos: a) as emoções contidas em metáforas conceituais processadas das falas dos participantes; b) as emoções expressas pelos participantes frente o aspecto paradoxal e contraditório de suas crenças. Os dados apontam uma profunda relação entre crenças, emoções e identidade, e destacam os sentimentos de medo, frustração, desconforto, alegria, satisfação, alívio e confusão. A análise indica dificuldades para lidar com os aspectos paradoxais e contraditórios das crenças no que diz respeito aos discursos e anseios pessoais. O trabalho pode contribuir com outras pesquisas que tratam de emoções no ensino de aprendizagem de línguas estrangeiras.


Palavras-chave


Crenças; Emoções

Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.12957/pr.2021.60750

Pensares em Revista no Diadorim Pensares em Revista na BASE Pensares em Revista no Diadorim Pensares em Revista no Google Scholar Pensares em Revista no Latindex Pensares em Revista no Livre Logo do Periódicos CAPES

 

R. Dr. Francisco Portela, 1470 - Patronato, São Gonçalo - RJ, CEP: 24435-005