A ARGUMENTAÇÃO EM SALA DE AULA – O ENSINO DO ARTIGO DE OPINIÃO NOS APOSTILADOS DA REDE PÚBLICA PAULISTA

Sílvia Mamede de CARVALHO

Resumo


 

Neste artigo, pretendemos demonstrar parte dos resultados obtidos em dissertação de mestrado defendida em 2015, pelo programa de Mestrado Profissional em Letras (PROFLETRAS), na qual tratamos de questões voltadas ao ensino do gênero artigo de opinião no 9º ano do Ensino Fundamental. Nosso objetivo é conhecer e explicitar de que modo os alunos são orientados quanto à aprendizagem desse gênero. Para tal fim, procedemos à análise do Currículo Oficial de Língua Portuguesa, adotado nas escolas da rede estadual de ensino do Estado de São Paulo, além de descrevermos e analisarmos as atividades propostas para a aprendizagem do artigo de opinião, contidas no apostilado “Caderno do Aluno”. Como resultado, observamos um distanciamento entre o que está prescrito no Currículo de Língua Portuguesa e as atividades propostas aos alunos para a aprendizagem do artigo de opinião. Verificamos, ainda, na Situação de Aprendizagem analisada, que os encaminhamentos propostos para o ensino da produção textual desse gênero discursivo não possibilitam que os alunos vivenciem a escrita argumentativa como prática social significativa.

Palavras-chave: produção escrita, argumentação, artigo de opinião, apostilados.


Palavras-chave


Palavras-chave: produção escrita, argumentação, artigo de opinião, apostilados.

Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.12957/pr.2015.19193


Pensares em Revista no Diadorim Pensares em Revista na BASE Pensares em Revista no Diadorim Pensares em Revista no Google Scholar Pensares em Revista no Latindex Pensares em Revista no Livre Logo do Periódicos CAPES

 

R. Dr. Francisco Portela, 1470 - Patronato, São Gonçalo - RJ, CEP: 24435-005