Avaliação das medidas de biossegurança na formação e atuação dos bombeiros militares [Evaluation of biosafety measures in firefighters’ basic training and activities]

Adriana Cristina de Oliveira, Bruno César Amorim Machado, Camila Sarmento Gama, Quésia Souza Damasceno

Resumo


Objetivou-se avaliar o conhecimento dos militares do Corpo de Bombeiros sobre recomendações de biossegurança recebidas durante sua formação como socorrista. Realizou-se uma pesquisa de corte transversal, no período de janeiro e fevereiro de 2011, entre militares do Corpo de Bombeiros de Minas Gerais do município de Belo Horizonte. Para a coleta de dados utilizou-se um questionário estruturado. De um total de 409 respondentes, 72,8% afirmaram ter recebido informações sobre biossegurança. Os momentos corretos para a higienização das mãos foi registrado por 90,4% dos respondentes, apenas 14,1% souberam identificar a atividade e indicação do álcool a 70%. O uso de luvas descartáveis durante procedimentos foi apontado por 95,7%. O índice de acerto acima de 70% ocorreu entre militares que afirmaram ter recebido treinamento sobre o tema. Os conteúdos ministrados foram efetivos para o índice de acertos, entretanto sugere-se a implantação de programas de educação permanente entre estes profissionais.

 

ABSTRACT

This cross-sectional study aimed to evaluate knowledge among members of the Fire Brigade of the biosafety recommendations received during their basic rescue training. Data was collected using a structured questionnaire from January to February 2011. Of a total of 409 respondents, 72.8% declared having received biosafety information. The correct moments for hand hygiene were identified by 90.4% of respondents, while only 14.1% correctly identified the activity and the indication of 70% alcohol. The use of disposable gloves during procedures was indicated by 95.7%. The 70% correct answer rate was found among firefighters who reported having received training on the subject. The content conveyed in training was effective in securing the correct answer rate. However, it is suggested permanent educational programs be introduced for these personnel.

 

RESUMEN

Tuvo como objetivo evaluar el conocimiento de los militares del Cuerpo de Bomberos sobre lãs recomendaciones de bioseguridad recibidas durante su formación como socorrista. Se realizó un estudio transversal, en El período de enero a febrero de 2011, en Belo Horizonte-MG-Brasil. Para recolección de los datos se utilizó un cuestionario estructurado. De un total de 409 encuestados, 72,8% han afirmado tener recibido información sobre bioseguridad. Los momentos correctos para la higienización de las manos fue registrado por 90,4% de los encuestados, solo 14,1% han sabido identificar la actividad y la indicación del alcohol 70%. El uso de guantes desechables durante los procedimientos fue apuntado por 95,7%. El índice de respuestas correctas superior a 70% se dió entre militares que han afirmado tener recibido entrenamiento sobre el tema. Los contenidos enseñados fueron efectivos para el índice de respuestas correctas, sin embargo se sugiere la implantación de programas de educación permanente entre estos profesionales.


Palavras-chave


Exposição a agentes biológicos; assistência pré-hospitalar; precauções universais; educação [Exposure to biological agents; pre-hospital care; universal precautions; education]

Texto completo:

PDF


Direitos autorais 2013 Adriana Cristina de Oliveira, Bruno César Amorim Machado, Camila Sarmento Gama, Quésia Souza Damasceno

Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição - Não comercial - Sem derivações 4.0 Internacional.