Condições de risco à saúde: pessoas em situação de rua [Health risk conditions: people on the streets] [Condiciones de riesgo de salud: personas en la situación de la calle]

Anna Cláudia Freire de Araújo Patrício, Marina Sarmento Braga Ramalho de Figueiredo, Deysianne Ferreira da Silva, Brenda Feitosa Lopes Rodrigues, Rôseane Ferreira da Silva, Richardson Augusto Rosendo da Silva

Resumo


Objetivo: analisar condições clínicas e comportamentos de risco à saúde de pessoas em situação de rua. Método: estudo transversal, realizado em duas instituições de referência para pessoas em situação de rua na região nordeste do Brasil. Aplicou-se um roteiro de entrevista referente a variáveis sociodemográficas, clínicas e comportamentos vulneráveis ao adoecer para 100 participantes. Utilizou-se o teste Qui Quadrado e ANOVA. Resultados: o tipo de parceiro sexual influência na presença de sintomas de infecção sexualmente transmissível, a presença de sintomatologia relacionada à infecção sexualmente transmissível do parceiro influência na sintomatologia do próprio indivíduo, o etilismo influência na prática de sexo com usuário de drogas, a prática de sexo em troca de dinheiro apresenta correlação com a violência física, o sexo oral influência na presença de sintoma de infecção sexualmente transmissível. Conclusão: pessoas em situação de rua apresentam condições e comportamentos que potencializam o adoecimento.

ABSTRACT

Objective: to examine the clinical conditions and health risk behavior of homeless people. Method: this cross-sectional study was conducted at two referral centers for homeless people in northeast Brazil. Information on sociodemographic and clinical variables, and vulnerable behaviors when falling ill was elicited from 100 participants by scripted interviews. Chi-Square and Anova tests were used. Results: type of sexual partner influenced the presence of symptoms of sexually-transmitted infection; the presence of symptoms related to the partner’s sexually-transmitted infections influenced the participant’s symptomatology; alcoholism influenced the practice of sex with drug users; sex in exchange for money correlated with physical violence; and oral sex influenced the presence of a sexually-transmitted infection symptom. Conclusion: people on the street display conditions and behaviors that potentiate illness.

RESUMEN

Objetivo: examinar las condiciones clínicas y el comportamiento de riesgo para la salud de las personas sin hogar. Método: este estudio transversal se realizó en dos centros de referencia para personas sin hogar en el noreste de Brasil. La información sobre las variables sociodemográficas y clínicas, y los comportamientos vulnerables cuando se enferma se obtuvo de 100 participantes mediante entrevistas con guión. Se utilizaron pruebas de Chi-Cuadrado y Anova. Resultados: el tipo de pareja sexual influyó en la presencia de síntomas de infección de transmisión sexual; la presencia de síntomas relacionados con las infecciones de transmisión sexual de la pareja influyó en la sintomatología del participante; el alcoholismo influyó en la práctica del sexo con consumidores de drogas; sexo a cambio de dinero correlacionado con violencia física; y el sexo oral influyó en la presencia de un síntoma de infección de transmisión sexual. Conclusión: las personas en la calle exhiben condiciones y comportamientos que potencian la enfermedad.


Palavras-chave


Vulnerabilidade em Saúde; Pessoas em Situação de Rua; Nível de saúde; Comportamentos de Risco à Saúde..

Texto completo:

PDF(POR) PDF(ENG) (English)


DOI: https://doi.org/10.12957/reuerj.2020.44520