Comunicação entre a equipe de enfermagem e pessoas com deficiência auditiva [Communication between nursing team and people with hearing impairment]

Thayana Rose de Araújo Dantas, Thayris Mariano Gomes, Tatiana Ferreira da Costa, Thalita Rodrigues de Azevedo, Silmery da Silva Brito, Kátia Nêyla de Freitas Macedo Costa

Resumo


Este estudo objetivou analisar a comunicação entre a equipe de enfermagem e pessoas com deficiência auditiva em um hospital escola, no município de João Pessoa-PB. Pesquisa descritiva, com abordagem qualitativa, realizada com 23 enfermeiros e 21 técnicos de enfermagem no período de agosto de 2011 a janeiro de 2012. Os dados foram coletados através de entrevista semiestruturada e tratados com base no referencial da análise de conteúdo. Evidenciou-se que a equipe de enfermagem tem dificuldades de estabelecer comunicação com pessoas com deficiência auditiva, por não conhecer a Língua Brasileira de Sinais (LIBRAS), razão por que utilizam estratégias como: leitura labial, mímicas, a escrita e a intermediação de acompanhantes. Como sugestões para melhorar a comunicação, foram citadas inclusão de disciplinas na formação e capacitação em LIBRAS. Conclui-se que é de fundamental importância a inserção dessa temática na formação profissional, a fim de proporcionar uma assistência de qualidade e holística a essa população.

 

ABSTRACT

This descriptive, quantitative study examined communication between the nursing team and people with hearing impairment at a hospital school in the city of João Pessoa, Paraíba. Data were collected between August 2011 and January 2012 through semi-structured interviews of 23 nurses and 21 nursing technicians, and analyzed using content analysis as a frame of reference. It emerged that nursing teams found great difficulty in communicating with the hearing impaired. Not knowing the Brazilian sign language, LIBRAS, they resorted to strategies such as: lip reading, mimicry, writing, and communicating through patients’ companions. To improve communication, it was suggested including LIBRAS theory and practice courses in nurses’ training. It is concluded that is fundamentally important to introduce this subject in nursing training, so as to assure comprehensive, quality care for this population.

 

RESUMEN

Este estudio objetivó analizar la comunicación entre equipo de enfermería y personas con deficiência auditiva en un hospital escuela, en el município de João Pessoa-PB-Brasil. Investigación descriptiva, con abordaje cualitativo, realizada con 23 enfermeros y 21 técnicos de enfermería en el periodo comprendido entre agosto de 2011y enero de 2012. Los datos fueron obtenidos a través de entrevista semiestructurada y analizados con base en el referencial de análisis de contenido. Se evidenció que el equipo de enfermería tiene bastante dificultad para estabelecer una comunicación con personas con deficiencia auditiva, especialmente por no conocer la Lengua Brasileña de señales (LEBRAS), utilizando, por lo tanto, estrategias como: lectura labial, mímica, escritura e intermediación de acompañantes. Como sugerencias para mejorar la comunicación fueron mencionadas inclusión de disciplinas en la formación, capacitación y cursos de LEBRAS. Se concluye que es de fundamental importancia la inserción de esa temática en la formación profesional, con el fin de proporcionar asistencia de calidad y holística a esa población.


Palavras-chave


Comunicação; assistência; equipe de enfermagem; deficiência auditiva [Communication; care; nursing team; hearing impairment] [Comunicación; asistencia; equipo de enfermería; deficiencia auditiva]

Texto completo:

PDF(Por) HTML(Eng)