Associação de estado nutricional e maturação sexual com insatisfação com a imagem corporal

Priscila Moreira de Lima Pereira, Marília Esteves de Oliveira, Cristiane Costa do Carmo, Vanessa Sequeira Fontes, Renata Maria Souza Oliveira e Silva, Michele Pereira Netto, Ana Paula Carlos Candido

Resumo


Objetivo: Avaliar a associação do estado nutricional e maturação sexual com a insatisfação corporal em adolescentes. Métodos: Trata-se de estudo transversal, realizado com adolescentes de 10 a 14 anos de escolas públicas. Avaliaram-se peso, altura, IMC para idade, perímetro da cintura, percentual de gordura corporal, maturação sexual (escala de Tanner) e insatisfação corporal, por meio da pontuação na Escala de Evaluación de Insatisfación Corporal para Adolescentes (EEICA). Para as análises estatísticas, utilizou-se o programa SPSS versão 17.0 e realizaram-se os testes de Kolmogorov-Smirnov, Qui-quadrado de Pearson, t de Student ou Anova, considerando-se nível de significância de 5%. Resultado: A amostra foi composta por 345 adolescentes, sendo 53,6% do sexo feminino. A maioria (63,6 % meninas e 66,7% dos meninos) são eutróficos. A pontuação média da EEICA no sexo feminino (11,46 ± 5,90) foi superior ao masculino (9,29 ± 4,71) (p<0,001). Em ambos os sexos, o IMC para idade, percentual de gordura corporal e razão cintura/estatura associaram-se a uma maior pontuação na EEICA (p<0,001). No sexo feminino, as pós-puberes foram mais insatisfeitas que as púberes. Conclusão: Observou-se maior pontuação no sexo feminino, assim como associação entre insatisfação corporal e o estado nutricional em ambos os sexos e com a maturação sexual no sexo feminino. Tais achados reforçam a importância da abordagem do tema e suas possíveis consequências, estimulando a reflexão sobre os padrões de beleza.

 


Palavras-chave


Imagem Corporal. Adolescentes. Estado Nutricional.

Texto completo:

PDF PDF (English)


DOI: https://doi.org/10.12957/demetra.2020.42737

e-ISSN: 2238-913X


Esta revista está licenciada com uma Licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.