ALIMENTAÇÃO, COMIDA E CULTURA: O EXERCÍCIO DA COMENSALIDADE

Romilda de Souza Lima, José Ambrósio Ferreira Neto, Rita de Cássia Pereira Farias

Resumo


Este artigo, no formato de ensaio, apresenta uma reflexão conceitual sobre alimentação e cultura. Neste contexto, insere-se a discussão sobre a comensalidade e sua importância ao longo do processo histórico e social dos povos, apresentando o uso do fogo como importante fator cultural e social que potencializou a agregação, e também como peça central nas mudanças das práticas alimentares. Discutem-se, ainda, as dinâmicas de comensalidade, as práticas alimentares adotadas na contemporaneidade em suas conexões com o tradicional e o moderno. Traz a abordagem, a partir de alguns autores da antropologia e da sociologia da alimentação, a diferença entre alimento e comida – quando se trata de aspectos fisiológicos e automáticos, como atendimento à sobrevivência humana e o sentido dado pelo viés cultural – quando comer adquire também importância simbólica. Portanto, é na compreensão cultural e social da comida que este artigo se fundamenta. Trata-se daquele sentido em que, através das regras socialmente estabelecidas, criam-se vínculos com quem come e com as demais dinâmicas que envolvem a comensalidade.

DOI: 10.12957/demetra.2015.16072

 


Palavras-chave


Comensalidade; práticas alimentares; cultura.

Texto completo:

PDF PDF (English)


DOI: https://doi.org/10.12957/demetra.2015.16072

e-ISSN: 2238-913X


Esta revista está licenciada com uma Licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.