ENCENANDO OS COTIDIANOS: UMA EXPERIÊNCIA PRÁTICA COM CRIANÇAS DA OFICINA “CORPO, COR E SABOR” NO NÚCLEO DE ARTE LEBLON

Maria da Glória Pinheiro Rezende

Resumo


O artigo tem como objetivo narrar uma experiênciapráticaa vivida com criançaspraticantes, do 3º ano do ensino fundamental, que frequentam a oficina “Corpo, Cor e Sabor” no Núcleo de Arte Leblon – Centro de Pesquisa em Formação em Ensino Escolar de Arte e Esporte da Secretaria Municipal de Educação da cidade do Rio de Janeiro. A oficina, que tem como proposta promover a reflexão, o diálogo e a tessitura de saberes sobre alimentação, nutrição e saúde, utiliza diversas estratégias metodológicas para estimular a participação ativa das crianças, dentre as quais a interpretação cênica de suas práticas cotidianas. As criançaspraticantes, ao compartilharem suas histórias, construíram coletivamente cenas de suas práticas cotidianas, deixando indícios do hibridismo entre o que se deseja e o que se vive, especialmente no que se refere a suas práticas alimentares. Acolhendo os pensamentos de Certeau, somos convidados a interpretar as práticas culturais que habitam a vida cotidiana a partir das astúcias e táticas das criançaspraticantes, que, com suas artes de fazer e de nutrir, inventam uma vida possível de se viver.

a Nilda Alves,pesquisadora dos cotidianos dentrofora das escolas, tem se valido de junções de palavras para transpor as dicotomias e os binarismos, conferindo outro sentido às expressões. Usarei as junções, ao longo do texto, com a mesma intenção.

DOI: 10.12957/demetra.2016.16049

 

 


Palavras-chave


Crianças; Alimentação; Educação; Escolar.

Texto completo:

PDF PDF (English)


DOI: https://doi.org/10.12957/demetra.2016.16049

e-ISSN: 2238-913X


Esta revista está licenciada com uma Licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.