FATORES ASSOCIADOS À RETENÇÃO DE PESO PÓS-PARTO DE MULHERES ATENDIDAS NO SETOR DE VACINAÇÃO DA POLICLÍNICA MUNICIPAL DE VIÇOSA-MG

Patrícia Pereira de Almeida, Raquel Maria Amaral Araújo

Resumo


Objetivos: O objetivo deste estudo foi avaliar a retenção de peso de mulheres do 2° ao 18° mês pós-parto atendidas no serviço de imunização do município de Viçosa-MG, quanto aos fatores socioeconômicos, comportamentais, obstétricos, antropométricos e da ocorrência do aleitamento materno neste período. Métodos: Trata-se de estudo transversal realizado com mulheres do 2° ao 18° mês pós-parto. Foi aplicado um questionário semiestruturado contendo itens relativos a identificação, antropometria, condições sociodemográficas, amamentação e hábitos gerais. Houve autorrelato do peso pré-gestacional e do peso ganho na gestação, e aferição do peso e altura das mães, sendo que a retenção de peso foi calculada pela diferença entre peso atual e peso pré-gestacional. Foi realizada estatística descritiva, através de medidas de tendência central e de dispersão. Resultados: Verificou-se elevada prevalência de sobrepeso no período menor ou igual a seis meses pós-parto e de sobrepeso e obesidade no período maior que seis meses pós-parto, sendo que este último achado representa uma preocupação. Observou-se também maior retenção de peso entre mulheres que apresentaram ganho de peso excessivo durante a gestação. Conclusão: Embora o pequeno número amostral tenha limitado a realização de algumas associações estatísticas, observa-se relação entre retenção de peso pós-parto e ganho de peso gestacional. Como ponto positivo, pode ser mencionada a elevada prevalência de aleitamento materno entre as mães estudadas.

DOI: 10.12957/demetra.2015.15404

 

 


Palavras-chave


Obesidade, Período pós-parto, Ganho de peso, Índice de Massa corporal.

Texto completo:

PDF PDF (English)


DOI: https://doi.org/10.12957/demetra.2015.15404

e-ISSN: 2238-913X


Esta revista está licenciada com uma Licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.