ESPECIARIAS E CONDIMENTOS AUMENTAM A INGESTÃO ALIMENTAR DE PACIENTES COM DIETA HIPOSSÓDICA?

Anete Araújo de Sousa, Maria Luíza Aires de Alencar, Erasmo Benício Santos de Moraes Trindade

Resumo


Objetivo: o estudo avaliou se a ingestão alimentar de pacientes hospitalizados com prescrição de dieta hipossódica aumentou após a adição de especiarias e condimentos em preparações. Métodos: Ensaio clínico, não randomizado, controlado e cego realizado com pacientes de um hospital público de Florianópolis-SC. A amostra foi escolhida por conveniência. Os pacientes foram controles de si mesmos. Receberam em dois dias consecutivos almoço e jantar alternados da dieta hipossódica do padrão hospitalar e da dieta hipossódica modificada pela adição de especiarias e condimentos. A ingestão alimentar foi avaliada em gramas e percentual, comparando a “padrão” com a “modificada” e ambas, em relação às características dos pacientes, clínica de internação e dia de entrada na pesquisa. As análises foram efetuadas no software Stata 11.0. O nível de significância estatística estabelecido foi p<0,05. Resultados: Concluíram o estudo 90 pacientes (66% homens; média de 60 anos; 81% estudou de zero a oito anos; 56% não controlavam consumo de sal; 91% usavam medicamentos que alteram paladar; 81% internaram por doença crônica; 52% em clínica médica). Não houve diferença significativa de ingestão entre as dietas, em gramas (p=0,794) e em percentual (p=0,619), nem por sexo, idade, consumo de sódio/sal antes da admissão, clínica de internação, medicamentos envolvidos com distúrbio quimiosensório e dia de inserção na pesquisa. Houve diferença estatisticamente significativa quanto à escolaridade com maior aceitação da dieta “padrão” (p<0,001). Conclusão: A adição de especiarias e condimentos em preparações da dieta hipossódica não aumentou a ingestão alimentar de pacientes hospitalizados.

 


Palavras-chave


dieta hipossódica; hipertensão; especiarias; ingestão de alimentos

Texto completo:

PDF PDF (English)


DOI: https://doi.org/10.12957/demetra.2014.11224