INTRODUÇÃO DE ALIMENTOS E EXCESSO DE PESO EM PRÉ-ESCOLARES DE UMA COMUNIDADE VULNERÁVEL DA CIDADE DO RIO DE JANEIRO - ASSOCIAÇÃO DA INTRODUÇÃO DE ALIMENTOS E EXCESSO DE PESO

Maria Beatriz Trindade de Castro, Débora Souza Gigante, Luciana de Oliveira Silva, Bruno Cardoso do Nascimento, Patrícia de Carvalho Padilha

Resumo


Objetivo: Descrever a introdução de alimentos no primeiro ano de vida e verificar sua associação e do aleitamento materno com o índice de massa corporal (IMC) para idade entre pré-escolares de uma creche de uma comunidade vulnerável do Rio de Janeiro. Métodos: Estudo transversal com informações sobre 132 crianças com idade de 2-5 anos matriculadas em uma creche comunitária. O IMC para idade foi aplicado para rastrear excesso de peso. Adotou-se o ponto de corte do escore-z +2, como proposto pelo protocolo do SISVAN/MS. Empregaram-se os testes t-Student e qui-quadrado para avaliar a distribuição das variáveis antropométricas e sociodemográficas segundo o estado nutricional dos pré-escolares. Utilizou-se a regressão linear múltipla para testar os efeitos do aleitamento materno exclusivo, da introdução de alimentos e do escore de alimentação complementar sobre o IMC para idade. Os modelos foram ajustados para idade e sexo do pré-escolar e idade materna. Resultados: A média de idade das crianças foi de 3,3 (± 0,91) anos, e 36 (28,6%) pré-escolares apresentaram excesso de peso, mas não houve diferença significativa entre os sexos (p=0,195). Crianças que receberam aleitamento materno exclusivo apresentaram menores prevalências de excesso de peso (p =0,028). Verificou-se associação positiva do IMC para idade com o consumo de mingau (β= 0,0080; IC95%= 0003-0,015; p = 0,043) e negativa (β= -0,001; IC95% = -0,002 – - 0003; p = 0,016) com o escore de alimentação complementar. Conclusão: A introdução precoce de alimentos pode contribuir para o risco de excesso de peso. Verificou-se associação do aleitamento materno com menor prevalência de sobrepeso.

DOI: http://dx.doi.org/10.12957/demetra.2014.11044

 

 


Palavras-chave


alimentação complementar, nutrição infantil, aleitamento materno, excesso de peso

Texto completo:

PDF PDF (English)


DOI: https://doi.org/10.12957/demetra.2014.11044

e-ISSN: 2238-913X


Esta revista está licenciada com uma Licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.