ARTICULAÇÕES DISCURSIVAS EM TORNO DO SIGNIFICANTE NATUREZA DA CIÊNCIA: CURRÍCULO, FORMAÇÃO, POLÍTICA

Clivio Pimentel Junior

Resumo


Partindo de uma agência pós-estrutural e pós-fundacional, este artigo de posicionamento teórico analisa as articulações discursivas construídas em torno do significante Natureza da Ciência nas políticas curriculares produzidas por comunidades epistêmicas e publicadas em trabalhos acadêmicos da área de Ensino de Ciências. No transcurso da argumentação, defende-se que os sentidos de Natureza da Ciência estão articulados na produção de demandas que, implicadas numa sobredeterminação ontológica que mescla teoria crítica, filosofia e história da ciência moderna, projetam perfis de alunos, de docentes e, de modo amplo, do social, tendo como exterior constitutivo aquilo mesmo que pode ser inextirpável da educação: o risco da/na experiência curricular formativa.

DOI: https://doi.org/10.12957/teias.2017.26713


Palavras-chave


Currículo; Formação; Política

Texto completo: PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


ISSN 1518-5370 [impresso] • 1982-0305 [eletrônico]
Teias, uma publicação eletrônica do Programa de Pós-Graduação em Educação – ProPEd/UERJ
Qualis/Capes - B1 - Educação
DOI: 10.12957/teias

Licença Creative Commons

Creative Commons Atribuição-NãoComercial 4.0 Internacional