POLÍTICA DE AÇÃO AFIRMATIVA PARA NEGROS/AS NO ENSINO SUPERIOR NO BRASIL: REVISÃO INTEGRATIVA DE TESES DO PORTAL CAPES

Autores

DOI:

https://doi.org/10.12957/riae.2023.73819

Palavras-chave:

Ação Afirmativa, População negra, Educação superior, Revisão Integrativa.

Resumo

Este artigo analisa a produção acadêmica sobre a política de ação afirmativa com recorte racial da perspectiva da população negra nas universidades brasileiras, nas áreas da educação e da sociologia, no período que compreende os anos de 2009 até 2019. Trata-se de uma revisão integrativa de literatura que contemplou a procura na base eletrônica do Catálogo de teses e dissertações do Portal Capes. Foram selecionadas quarenta e oito teses. Os resultados apresentam a questão racial no Brasil no âmbito das políticas educacionais inclusivas com recorte racial no ensino superior, desse modo, o panorama dessas produções destaca as principais dimensões e tendências assumidas por estes estudos evidenciando suas formas, métodos, caracterizando-as e aproximando-as de acordo com seus objetivos.

Biografia do Autor

Marina Santos Pereira Santos, da Universidade Estadual do Maranhão

Doutoranda em Educação pelo Programa de Pós-Graduação em Educação da Universidade
Federal do Pará. Professora de Sociologia do Curso de Ciências Sociais da Universidade Estadual do
Maranhão(UEMA).

Lúcia Isabel da Conceição Silva, Universidade Federal do Pará

Professora da Universidade Federal do Pará. Doutora em Teoria e Pesquisa do Comportamento pela Universidade Federal do Pará.

Carlos Henrique Garcia de Souza, Universidade Federal do Pará

Mestre em Educação pela Universidade Federa do Pará. Bolsista de Doutorado -CAPES. 

Referências

BOTELHO, L.L.R. ; CUNHA, C. C. de A. ; MACEDO, M. O método da Revisão integrativa os estudos organizacionais. Gestão e Sociedade. Belo Horizonte, volume 5 números 11, P. 121-136, maio/agosto 2011, ISSN 1980-5756.

BRASIL. Lei 12.711/2012. Disponível em: https://www.planalto.gov.br/ccivil_03/_ato2011-2014/2012/lei/l12711.htm . Acesso em: 20 de janeiro. 2023.

CAREGNATO. Rita Catalina Aquino, MUTTI. Regina Pesquisa Qualitativa: análise de discurso versus análise de conteúdo. Texto Contexto Enfermagem. Florianópolis, 2006 Out-Dez 15 (4): 679-84.

CHIZZOTTI, Antonio. Pesquisa em ciências humanas e sociais, 8. ed. – São Paulo: Cortez, 2006.

DA CONCEIÇÃO SILVA, L. I.; MORAIS, E. S. de; SANTOS, M. S. dos. COVID-19 e população negra: desigualdades acirradas no contexto da pandemia. Revista Thema, [S. l.],v.18, n. ESPECIAL, p. 301–318, 2020. DOI: 10.15536/thema.V18.Especial.2020.301-318.1814. Disponível em: https://periodicos.ifsul.edu.br/index.php/thema/article/view/1814. Acesso em: 25 fev. 2023.

DESLANDES, Suely Ferreira; NETO, Otavio Cruz; GOMES, Romeu; MINAYO, Maria Cecília de Souza (org). Pesquisa social: teoria, método e criatividade. Petrópolis/RJ: Vozes, 1994.

ERCOLE. Flávia Falci; MELO. Laís Samara de; ALCOFORADO. Carla Lúcia Goulart Constant. Integrativereview versus systematicreview. REME - Rev Min Enferm.; 18(1):9-12, Jan/Mar, 2014, disponível em DOI: http://www.dx.doi.org/10.5935/1415-2762.20140001

FERNANDES, Florestan. A integração do negro na sociedade de classes: no limiar de uma nova era, Volume 2. São Paulo: Globo, 2008.

GOMES, Nilma Lino. O Movimento Negro educador: saberes construídos nas lutas por emancipação. Petrópolis: RJ, Vozes, 2017.

GONZALEZ, Lélia. Primavera para as rosas negras: Lélia Gonzalez em primeira pessoa. Diáspora Africana: Editora Filhos da África, 2018.

MBEMBE, Achille. Crítica da Razão Negra. São Paulo: n-1 edições, 2018.

MOYA, Thais Santos. A nação mestiça está ameaçada? Análise pós-colonial do debate público sobre as ações afirmativas no Brasil. São Carlos: UFSCar. 227 págs. 2015.

NAZARENO, Elias; HERBETTA, Alexandre Ferraz. A pós-graduação brasileira: sua construção assimétrica e algumas tentativas de superação. Estud. psicol. (Natal), Natal, v. 24, n. 2, p. 103-112, jun. 2019. Disponível em <http://pepsic.bvsalud.org/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1413-294X2019000200002&lng=pt&nrm=iso>. acesso em 28 fev. 2023. http://dx.doi.org/10.22491/1678-4669.20190013.

SANTOS, Sales Augusto dos. Educação: um pensamento negro contemporâneo. Jundiaí, Paco Editorial, 2014.

SILVA. Cláudio Emidio; FURTADO, Lucas Antunes. Educação escolar e direito indígenas: uma revisão integrativa de teses e dissertações a partir do BDTD. Espaço Pedagógico. v. 26, n. 3, Passo Fundo, p. 904-920, set./dez. 2019. Disponível em Acesso em: 28 fev. 2023.

SOUZA, Marcela Tavares de; SILVA, Michelly Dias da; CARVALHO, Rachel de. Revisão integrativa:o que é e como fazer?Einstein, São Paulo, n. 8, p. 102-106, jun. 2009.

URSI, E. S. Prevenção de lesões de pele no perioperatório: revisão integrativa da literatura. [dissertação]. Ribeirão Preto: Universidade de São Paulo, Escola de Enfermagem de Ribeirão Preto; 2005.

Downloads

Publicado

20-11-2023

Como Citar

PEREIRA SANTOS, Marina Santos; SILVA, Lúcia Isabel da Conceição; GARCIA DE SOUZA, Carlos Henrique. POLÍTICA DE AÇÃO AFIRMATIVA PARA NEGROS/AS NO ENSINO SUPERIOR NO BRASIL: REVISÃO INTEGRATIVA DE TESES DO PORTAL CAPES. Revista Interinstitucional Artes de Educar, [S. l.], v. 9, n. 2, p. 265–285, 2023. DOI: 10.12957/riae.2023.73819. Disponível em: https://www.e-publicacoes.uerj.br/riae/article/view/73819. Acesso em: 13 jul. 2024.

Edição

Seção

DOSSIÊ - 20 ANOS DA LEI 10.639: CONVERSAS CURRICULARES ENTRE SABERES, PRÁTICAS E POLÍTICAS ANTIRRACISTAS