A LEI 10.639/03: POSSIBILIDADES E PRÁTICAS EMANCIPATÓRIAS NAS CRIAÇÕES CURRICULARES

Autores

DOI:

https://doi.org/10.12957/riae.2023.73669

Palavras-chave:

Lei 10.639, Movimento Negro Brasileiro, Educação Antirracista, Pesquisa Narrativa.

Resumo

Em celebração aos vinte anos da lei que alterou a Lei de Diretrizes e Bases incluindo a obrigatoriedade da temática História e Cultura Afro-Brasileira e Africana, este artigo tem como objetivo discutir a tessitura de currículos outros visibilizando experiências, saberes e práticas antirracistas no cotidiano nas/das escolas. No presente artigo, refletimos sobre o papel e a força do Movimento Negro para a discussão, a proposição e a implementação da Lei 10.639, problematizando os desdobramentos da lei para as criações curriculares cotidianas. Ancorados na pesquisa narrativa como opção políticateóricametodológica defendemos o conhecimento tecido em comunhão, as narrativas dos sujeitos como possibilidade de criação de saberes outros e reconhecimento de subjetividades.  Discutindo a questão étnico-racial nos currículos, trazemos a potência dos saberes que se constroem à altura do cotidiano das escolas e envolvem seus atores com suas histórias de vida e seus encontros a partir dos relatos de professoras da Educação Básica que trazemos para dialogar com os autores e autoras com os quais estabelecemos franco diálogo.

Biografia do Autor

Carolina Alonso Morgado, Doutoranda do PPGE UNR/INES/ConPAS

 Doutoranda em Educação no programa específico de Formação em Investigação Narrativa e (Auto)biográfica em Educação - Universidad Nacional de Rosário (UNR) - Argentina. Mestre em Ciências da Educação - Faculdade de Psicologia e Ciências da Educação da Universidade do Porto (FPCEUP) - Portugal. Pós-Graduação em Psicopedagogia - Universidade Cândido Mendes (UCAM) - Brasil. Graduação - Licenciatura em Pedagogia - Universidade Federal do Estado do Rio de Janeiro (UNIRIO) - Brasil. Aperfeiçoamento em Atendimento Educacional Especializado (AEE) - Surdez - Universidade Federal de Uberlândia (UFU). Atualmente é professora dos anos iniciais do Ensino Fundamental - Instituto Nacional de Educação de Surdos (INES). Tem experiência na área de Educação Especial, com ênfase em Educação de Surdos.

Erica da Silva Teixeira Ferreira, PPGE UFRJ/ SME RJ/ConPAS

Mulher, mãe, esposa, educadora. Nascida e criada no subúrbio da Cidade Maravilhosa, apaixonada pelos encontros, pelas narrativas partilhadas e pelos saberes que emergem do fazer. Tem sua trajetória acadêmica trilhada em escolas públicas da cidade do Rio de Janeiro. Graduada em Pedagogia pela UERJ. Especialista em Gestão Escolar e Gestão Pública. Mestranda pelo Programa de Pós-Graduação em Educação da UFRJ. Tem experiência na área de Educação, com ênfase em Ensino-Aprendizagem nas séries iniciais do Ensino Fundamental, Educação Infantil, Educação Especial, Coordenação Pedagógica e Gestão Escolar. Atualmente, diretora adjunta em um Espaço de Desenvolvimento Infantil na Prefeitura da Cidade do Rio de Janeiro. Compõe os Grupos de Pesquisa CONPAS: Conversas com professores - Alteridades e Singularidades e Questão da Escola: diferença, desconstrução e intersubjetividade. 

Referências

ADICHIE, Chimamanda. O perigo de uma história única. São Paulo: Companhia das Letras, 2019.

ALVES, Nilda. Decifrando o pergaminho – o cotidiano das escolas nas lógicas das redes cotidianas. In: OLIVEIRA, Inês B.; ALVES, Nilda. (Org.). Pesquisa nos/dos com os cotidianos das escolas: sobre redes de saberes. Petrópolis-RJ: DP et Alii, 2008. p. 13-38.

ARROYO, Miguel. Currículo: território em disputa. RJ: Vozes, 2022.

BAKHTIN, Mikhail. Estética da Criação Verbal. SP: Martins Fontes, 2004.

BENTO, Cida. O pacto da branquitude. SP: Companhia das Letras, 2022.

BRASIL. Declaração e programa de ação. III Conferência Mundial contra o Racismo, Discriminação Racial, Xenofobia e Intolerância Correlata. Ministério da Cultura/Fundação Palmares: 2001. Disponível em: https://brasil.un.org/pt-br/150033-declaracao-e-plano-de-acao-de-durban-2001 Acesso em 13 de fevereiro de 2023.

BRASIL. Lei no 10.639, de 9 de janeiro de 2003. Altera a Lei nº 9.394, de 20 de dezembro de 1996, que estabelece as diretrizes e bases da educação nacional, para incluir no currículo oficial da Rede de Ensino a obrigatoriedade da temática ‘História e Cultura Afro-Brasileira’, e dá outras providências. Diário Oficial da União, Brasília, 10 jan. 2003. Disponível em: https://www.planalto.gov.br/ccivil_03/leis/2003/l10.639.htm#:~:text=LEI%20No%2010.639%2C%20DE%209%20DE%20JANEIRO%20DE%202003.&text=Altera%20a%20Lei%20no,%22%2C%20e%20d%C3%A1%20outras%20provid%C3%AAncias. Acesso em: 05 de janeiro 2023.

BRASIL. Diretrizes Curriculares Nacionais para a Educação das Relações Étnico-raciais e para o Ensino de História e Cultura Afro-Brasileiras e Africanas. Brasília/DF, 2004. Disponível em: https://www.gov.br/inep/pt-br/centrais-de-conteudo/acervo-linha-editorial/publicacoes-diversas/temas-interdisciplinares/diretrizes-curriculares-nacionais-para-a-educacao-das-relacoes-etnico-raciais-e-para-o-ensino-de-historia-e-cultura-afro-brasileira-e-africana Acesso em 13 de fevereiro de 2023.

CLANDININ, D. Jean; CONNELLY, F. Michael. Pesquisa Narrativa: experiência e história em pesquisa qualitativa. 2. ed. Tradução do Grupo de Pesquisa Narrativa e Educação de Professores ILEEL/UFU. Uberlândia: EDUFU, 2015.

DAVIS, Angela. Mulheres, raça e classe. São Paulo, Boitempo, 2016.

EMICIDA. Ismália. SP: Sony Music e Laboratório Fantasma: 2019. Disponível em: https://www.youtube.com/watch?v=4pBp8hRmynI Acesso em 10 de fevereiro de 2023.

FERRAÇO, Carlos Eduardo; ALVES, Nilda. Conversas em redes e pesquisa com os cotidianos: a força das multiplicidades, acasos, encontros, experiências e amizades. In: Conversa como metodologia de pesquisa: por que não? Orgs. Tiago Ribeiro, Rafael de Souza, Carmen Sanches Sampaio. Rio de Janeiro: Ayvu, pp.41-64, 2018.

FERRAÇO, Carlos Eduardo. Pesquisa com o cotidiano. Educ. Soc., Campinas, vol. 28, n. 98, p. 73-95, jan./abr. 2007. Disponível em https://www.scielo.br/j/es/a/syPBCCTQ76zF6yTDmPxd4sG/?format=pdf&lang=pt Acesso em: 05 de janeiro de 2023.

FREIRE, Paulo. Pedagogia da Esperança: reencontro com a Pedagogia do Oprimido. Rio de Janeiro: Paz e Terra, 1992.

FREIRE, Paulo. Pedagogia da Indignação. SP: UNESP, 2000.

GOMES, Nilma Lino; JESUS, Rodrigo Ednilson. As práticas pedagógicas de trabalho com relações étnico-raciais na escola na perspectiva de Lei 10.639/03: desafios para a política educacional e indagações para a pesquisa. Dossiê Relações étnico-raciais e práticas pedagógicas • Educ. rev. (47) • Mar 2013. Disponível em https://doi.org/10.1590/S0104-40602013000100003

GOMES, Nilma Lino. O movimento Negro e a intelectualidade negra descolonizando os currículos. In: Decolonialidade e pensamento afrodiaspórico. Orgs.Joaze Bernardino-Costa, Nelson Maldonado-Torres, Ramón Grosfoguel.BH: Autêntica, pp.223-246, 2020.

GOMES, Nilma Lino. O Movimento Negro Educador: saberes construídos nas lutas por emancipação. RJ: Vozes, 2022.

G.R.E.S ESTAÇÃO PRIMEIRA DE MANGUEIRA. As Áfricas que a Bahia canta. 2023.

GROSFOGUEL, Ramón. Para uma visão decolonial da crise civilizatória e dos paradigmas da esquerda ocidentalizada. In: Decolonialidade e pensamento afrodiaspórico. Orgs. Joaze Bernardino-Costa, Nelson Maldonado-Torres, Ramón Grosfoguel. BH: Autêntica, pp. 55-77, 2020.

HOOKS, bell. Educação democrática. In: Educação contra a barbárie. Org Fernando Cássio. SP: Boitempo, 2019.

HOOKS, bell. Ensinando a transgredir: a educação como prática da liberdade. São Paulo Martins Fontes, 2013.

KILOMBA, Grada. Memórias da Plantação: episódios de racismo cotidiano. Tradução de Jess Oliveira. Rio de Janeiro: Cobogó, 2019.

LARROSA BONDÍA, J. Notas sobre a experiência e o saber de experiência. Revista Brasileira de educação, n. 19, p. 20-28, 2002. Disponível em: https://www.scielo.br/j/rbedu/a/Ycc5QDzZKcYVspCNspZVDxC/?format=pdf Acesso em: 16 fev. 2023.

LUNA, Luedji. Um corpo no mundo. SP: YB Music. 2017. Disponível em: https://www.youtube.com/watch?v=V-G7LC6QzTA Acesso em 15 de fevereiro de 2023.

OLIVEIRA, Maria Aparecida et al. Movimentos Negros no Brasil e os cenários de luta na Educação. Educ.Soc., Campinas, v..43, e262801, 2022. https://doi.org/10.1590/ES.262801

OLIVEIRA, Inês Barbosa de. As Artes do Currículo. In: Alternativas emancipatórias em currículo. Org. Inês Barbosa de Oliveira. SP: Cortez, 2007.

OLIVEIRA, Inês Barbosa de. Contribuições de Boaventura de Sousa Santos para a reflexão curricular: princípios emancipatórios e currículos praticadospensados. In: Revista e- curriculum, São Paulo, v.8 n.2, ago. 2012. Disponível em: http://revistas.pucsp.br/index.php/curriculum Acesso em: 20 de fevereiro de 2023.

OSCAR, Joana. Caminhos percorridos por professores para implementação da Lei no. 10.639/2003 na educação infantil: prática pedagógica em interface com a política pública municipal. Orientadora: Rosana Heringer. Dissertação de Mestrado. Universidade Federal do Rio de Janeiro, Programa de Pós- Graduação em Educação, 2018. Disponível em: https://ppge.educacao.ufrj.br/disserta%C3%A7%C3%B5es2018/dJoanaElisaCostaOscar2.pdf Acesso em 10 de fevereiro de 2023.

QUIJANO, Aníbal. Colonialidade do poder, Eurocentrismo e América Latina. In: LANDER, Edgardo, et al. (ed.). A colonialidade do saber: eurocentrismo e ciências sociais: Perspectivas latino-americanas. Buenos Aires: CLACSO, Consejo Latinoamerica no de Ciencias Sociales, 2005, 117-142.

REIS, Graça Regina Franco da Silva. Por uma outra Epistemologia de Formação: Conversas sobre um Projeto de Formação de Professoras no Município de Queimados. 2014. 196 f. Tese (Doutorado em Educação) – Faculdade de Educação, Universidade do Estado do Rio de Janeiro, Rio de Janeiro, 2014. Disponível em: https://www.bdtd.uerj.br:8443/handle/1/10379 Acesso em 12 de fevereiro de 2023.

REIS, Graça Regina Franco da Silva; AZEVEDO, Isadora; REIS, Marcia Oliveira Maciel Franco. Decolonialidade e educação antirracista. Revista Espaço do Currículo, v. 15, n.1, p. 1-15, 2022. ISSN 2177-2886. DOI: https://doi.org/10.22478/ufpb.1983-1579.2022v15n1.62996 Acesso em 12 de fevereiro de 2023.

REIS, Graça Regina Franco da Silva. Singularsocial. In: REIS, Graça R F S; OLIVEIRA, Inês B; BARONI, Patrícia. Dicionário de pesquisa narrativa. Rio de Janeiro: Ayvu, 2022.

RIBEIRO, Djamila. Pequeno manual Antirracista. SP: Companhia das Letras, 2019.

SCWARCZ, Lilia; GOMES, Flavio. Considerações sobre a escravidão. [Entrevista concedida a] Nilma Accioli e Raffaella Fernandez. Revista Z Cultural, ano XIV, no 1, 1º semestre de 2019. Disponível em: http://revistazcultural.pacc.ufrj.br/wp-content/uploads/2019/08/CONSIDERA%C3%87%C3%95ES-SOBRE-A-ESCRAVID%C3%83O_-LILIA-SCHWARCZ-E-FL%C3%81VIO-GOMES-%E2%80%93-Revista-Z-Cultural.pdf Acesso em 20 de fevereiro de 2023.

Downloads

Publicado

20-11-2023

Como Citar

REIS, Marcia Oliveira Maciel Franco; MORGADO, Carolina Alonso; FERREIRA, Erica da Silva Teixeira. A LEI 10.639/03: POSSIBILIDADES E PRÁTICAS EMANCIPATÓRIAS NAS CRIAÇÕES CURRICULARES. Revista Interinstitucional Artes de Educar, [S. l.], v. 9, n. 2, p. 286–304, 2023. DOI: 10.12957/riae.2023.73669. Disponível em: https://www.e-publicacoes.uerj.br/riae/article/view/73669. Acesso em: 21 maio. 2024.

Edição

Seção

DOSSIÊ - 20 ANOS DA LEI 10.639: CONVERSAS CURRICULARES ENTRE SABERES, PRÁTICAS E POLÍTICAS ANTIRRACISTAS