TECNOLOGIA ASSISTIVA NO PROCESSO DE ENSINO E APRENDIZAGEM: COMUNICAÇÃO ALTERNATIVA NA EDUCAÇÃO INFANTIL PARA CRIANÇAS COM PARALISIA CEREBRAL

Autores

DOI:

https://doi.org/10.12957/riae.2022.69142

Palavras-chave:

Educação infantil, Inclusão, Tecnologia assistiva, Paralisia cerebral, Aprendizagem.

Resumo

Este estudo objetivou em analisar a utilização de tecnologia assistiva no processo de inclusão de um aluno com paralisia cerebral na educação infantil, em uma escola municipal da cidade de Japaraíba – Minas Gerais, como possibilidade viável de inclusão escolar, apresentando-se como tema relevante para o aprofundamento acadêmico e social. O percurso metodológico ocorreu a partir da pesquisa social de natureza qualitativa, compreendendo as possibilidades de obter novos conhecimentos e reflexões sobre um assunto e/ou temática, utilizando-se da observação pedagógica in loco. Dessa forma, pode-se destacar a urgência de romper com quaisquer barreiras que não vislumbre um acesso digno ao ambiente escolar a todas as crianças, respeitando-lhes suas singularidades, destacando o incentivo à formação inicial e continuada que possa motivar e capacitar os profissionais da educação a trabalhar com a educação especial e inclusiva, conhecendo novas metodologias e tecnologias assistivas.

Biografia do Autor

Marina Antunes dos Santos, Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia de Minas Gerais - Campus Avançado Arcos (IFMG - ARCOS)

Docente de Educação Infantil e Anos Iniciais , possui graduação em Pedagogia pela Universidade Estadual do Paraná - Campus União da Vitória (2015). E Magistério pela Escola de Educação Básica Professor Balduíno Cardoso - Porto União ( 2011). Pós graduada em Mídias na Educação pela UFPR (2018) Cursando pós graduação de Docência com ênfase em Educação Inclusiva no Instituto Federal Minas Gerais - Arcos. Atuação na Educação Básica na cidade de Porto União como professora em aceitação de caráter temporário (2015) , pedagoga no projeto de pesquisa sobre o ensino da língua no Ensino fundamental , primeiro e segundo ciclos na cidade de Paula Freitas (2017) , professora em aceitação de caráter temporário no Núcleo de Educação Infantil Criança Feliz e no Núcleo de Educação Infantil sonho de criança(2017). Professora em aceitação de caráter temporário no Berçário Luiza Maria Waldraff , no Nucleo de Educação Infantil Albertina Brauchner e no Núcleo de Educação Infantil Criança Feliz (2018). Professora em aceitação de caráter temporário no Núcleo de Educação Infantil Castelo Encantado ( 2019). Professora em aceitação de caráter temporário no Núcleo de Educação Infantil Comecinho da Vida (2020). Professora em aceitação de caráter temporário no Núcleo de Educação Infantil Lina Sander (2021). Professora em aceitação de caráter temporário no CEMEI Sagrada Família de Nazaré (2022)

Valdirene de Miranda, Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia de Minas Gerais - Campus Avançado Arcos (IFMG - ARCOS)

Professora regente de Educação Infantil na rede Municipal de Japaraíba, MG. Graduada em Licenciatura em Pedagogia pela Universidade Norte do Paraná  UNOPAR 2020. Cursando Bacharelado em Administração Pública na Universidade Federal de Ouro Preto UFOP 2021; Cursando Pós Graduação em Docência, com ênfase em Educação Básica no Instituto Federal de Minas Gerais IFMG Campus Avançado Arcos 2021; Cursando Pós Graduação em Educação Inclusiva no Instituto Federal do Sul de Minas IFSULDEMINAS, Campus Machado 2021; Cursando Pós Graduação em Docência, com ênfase em Educação Inclusiva no Instituto Federal de Minas Gerais IFMG, Campus Avançado Arcos 2022.

Ricael Spirandeli Rocha, Docente do Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia de Minas Gerais - Campus Avançado Arcos (IFMG - ARCOS)

Mestrando em Educação Tecnológica pelo Programa de Pós-Graduação em Educação Tecnológica do Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Triângulo Mineiro (PPGET-IFTM), na linha Tecnologias da Informação e Comunicação (TICs), Inovação Tecnologica e Mudanças Educacionais. ossui graduação em Licenciatura em Computação pelo Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Triângulo Mineiro (IFTM), graduação em Engenharia Elétrica pela Universidade de Uberaba (UNIUBE). Possui Especialização em: Produção de Materiais Didáticos Utilizando o Linux Educacional pela Universidade Federal de Lavras (UFLA); Gestão em Tecnologia da Informação pela Faculdade de Venda Nova do Imigrante; Educação Profissional e Tecnológica Inclusiva pelo Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Triângulo Mineiro (IFTM). Atualmente é professor de Educação Básica de cursos técnicos pela Secretaria Estadual de Minas Gerais (SEE/MG). Exerce função de Professor/ Tutor EaD no curso de Pós-graduação em Docência pelo Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia de Minas Gerais (IFMG) - campus Arcos. Participa do grupo de pesquisa "GPETEC - Grupo de Pesquisa em Educação, Tecnologia e Ciências" na linha de pesquisa "Desenvolvimento de aplicativos tecnológicos e softwares educacionais" do IFTM Campus Uberlândia-Centro. É Professor e líder no Grupo de Educadores Google (GEG) da cidade de Uberaba Trabalha como servidor efetivo da Companhia de Desenvolvimento de Informática de Uberaba - CODIUB, possui experiência na área tecnológica e educacional. 



Currículo Lattes
http://lattes.cnpq.br/1404009779475100

Referências

ABPC. Associação Brasileira De Paralisia Cerebral, 2015. Disponível em: https://paralisiacerebral.org.br. Acesso em: 13 de jun. 2022.

BERSCH, Rita. Tecnologia Assistiva. 2017. Disponível em: https://www.assistiva.com.br/Introducao_Tecnologia_Assistiva.pdf. Acesso em 08 jul. 2022.

BLECK, E. E. Orthopedic management in cerebral palsy. Oxford: Blackwell Scientific, 1987.

BRASIL. Emenda Constitucional n°53, de 19 de dezembro de 2006. Brasília. Dez. 2006. Disponível em: http://www.planalto.gov.br/ccivil_03/constituicao/Emendas/Emc/emc53.ht m#art1.Acesso em jul. 2021.

BRASIL. Lei n° 13.005, de 25 de junho de 2014. Aprova o Plano Nacional de Educação- PNE e dá outras providências. Brasília. Jun. 2014. Disponível em: http://www.planalto.go v.br/ccivil_03/_Ato2011-2014/2014/Lei/L13005.htm. Acesso em jul. 2021.

BRASIL. Lei n° 9.394, de 20 de dezembro de 1996. Estabelece as diretrizes e bases da educação nacional. Brasília, dez. 1996. Disponível em: http://www.planalto.gov.br/cciv il_03/Leis/L9394.htm. Acesso em: jul. 2021.

Brasil. Lei nº 13.146/2015, de 06 de julho de 2015. Diário Oficial da União, Poder Legislativo, Brasília, DF, 7 jul. 2015. P. 2. Institui a Lei Brasileira de Inclusão da Pessoa com Deficiência (Estatuto da Pessoa com Deficiência). Disponível em: http:// www.plan alto.gov.br/ccivil_03/_Ato2015-2018/2015/Lei/L13146.htm. Acesso em: 14 jul.2021.

BRASIL. Ministério da Educação. Base Nacional Comum Curricular. 2018. Disponível em: http://basenacionalcomum.mec.gov.br/. Acesso em: jul. 2021.

BRASIL. Presidência da República, Casa Civil, Subchefia para Assuntos Jurídicos. Constituição Da República Federativa Do Brasil. Brasília, DF, 1988. Disponível em: http://www.planalto.gov.br/ccivil_03/constituicao/constituicao.htm. Acesso em: 11 de jul. de 2022.

DAVID, Lilian. CAPELLINI, Vera Lúcia Messias Fialho. O ensino colaborativo como facilitador da inclusão da criança com deficiência na educação infantil. Nuances: estudos sobre educação. Presidente Prudente- SP. V. 25, n. 2. P. 189 a 209, maio/ago. 2014.

FRANCO, Marco Antônio Melo; GUERRA, Leonor Bezerra. O ensino e a aprendizagem da criança com paralisia cerebral: ações pedagógicas possíveis no processo de alfabetização. Revista Educação Especial, vol. 28, núm. 52, maio-agosto, 2015, pp. 311-323 Universidade Federal de Santa Maria Santa Maria, Brasil.

GERHARDT, Tatiana Engel; SILVEIRA, Denise Tolfo. Métodos de pesquisa. Porto Alegre: Editora da UFRGS, 2009.

GIL, Antônio Carlos. Como elaborar projetos de pesquisa. São Paulo: Atlas, 2002.

GIROTTO, Paula. O que é Paralisia Cerebral. 2017 Disponível em: https://drapaulagirotto.com.b r/o-que-e-paralisia-cerebral/. Acesso em jul. de 2021.

HERTHER, Daiana Seffri; GERZSON, Laís Rodrigues; ALMEIDA, Carla Skilhan de. Fase da lesão cerebral e o diagnóstico cinético- funcional de sujeitos com paralisia cerebral. ConScientiae Saúde, vol. 18, núm. 3, pp. 352-365, 2019.

LINO, Thaís Breternitz; MARTINEZ, Luciana Bolzan Agnelli; BOUERI, Iasmin Zanchi and LOURENCO, Gerusa Ferreira. Effects of the Use of Assistive Technology Devices to Promote Independence in Daily Life Activities for a Child with Cerebral Palsy. Rev. bras. educ. espec. [online]. 2020, vol.26, n.1, pp.35-50. Epub Feb 21, 2020.

MANTOAN, M, T, E. Inclusão: Escolar o que é? Por quê? Como fazer? Disponível em:https://www.google.com/search?q=maria+teresa+egler+mantoan+inclus%C3%A3o+escolar&oq=maria+teresa+egler+&aqs=chrome.2.69i57j46j0l2.12015j0j4&client=ms-android-lge-rvo3&sourceid=chrome-mobile&ie=UTF-8. Acesso em jul. de 2021.

PIRES, Nídia. Paralisia Infantil. 2020. Disponível em: https://www.dranidiapires.com.br/#: ~:text=A%20espasticidade%20%C3%A9%20uma%20manifesta%C3%A7%C3%A3o, %C3%A9%20uma%20causa%20da%20espasticidade. Acesso em 08 jul. 2022.

RIBEIRO, Dilson Ferreira. Alunos com paralisia cerebral podem aprender matemática: uma reflexão que desmistifica o paralisado cerebral como deficiente intelectual. Disponível em: chrome-extension://efaidnbmnnnibpcajpcglclefindmkaj/http://funes.uniandes. edu.co/19230/1/Ferreira2017Alunos.pdf. Acesso em 08 jul. 2022.

UNESCO. Declaração de Salamanca Sobre Princípios, Política e Práticas na Área das Necessidades Educativas Especiais. 2018. Disponível em: https://www.mpap.mp.br/promot orias/criminais/6-criminal-2?view=article&id=6828:declaracao-salamanca-necessidades-espe ciais&catid=16. Acesso em 08 jul. 2022.

Downloads

Publicado

07-12-2022

Como Citar

SANTOS, Marina Antunes dos; MIRANDA, Valdirene de; ROCHA, Ricael Spirandeli. TECNOLOGIA ASSISTIVA NO PROCESSO DE ENSINO E APRENDIZAGEM: COMUNICAÇÃO ALTERNATIVA NA EDUCAÇÃO INFANTIL PARA CRIANÇAS COM PARALISIA CEREBRAL. Revista Interinstitucional Artes de Educar, [S. l.], v. 8, n. 3, p. 813–825, 2022. DOI: 10.12957/riae.2022.69142. Disponível em: https://www.e-publicacoes.uerj.br/riae/article/view/69142. Acesso em: 13 jun. 2024.