PESQUISAS SOBRE A LÍNGUA BRASILEIRA DE SINAIS (LIBRAS) E EDUCAÇÃO DE SURDOS NA ESCOLA: UMA REVISÃO DE LITERATURA

Autores

DOI:

https://doi.org/10.12957/riae.2022.68548

Palavras-chave:

Educação de surdos, Escola básica, Língua Brasileira de Sinais

Resumo

Este estudo tem como objetivo identificar os principais assuntos relacionadas a LIBRAS e a educação dos surdos nas escolas em artigos científicos das áreas de Educação e Ensino. Inicialmente, realizamos uma reflexão sobre a deficiência auditiva e a importância da LIBRAS na educação dos surdos tomando por base referenciais da área presentes na literatura. A metodologia utilizada contou com uma pesquisa exploratória em periódicos nas áreas de Educação e Ensino e análise dos resumos dos artigos pesquisados para fazer o levantamento do que se têm pesquisado sobre o tema abordado. Os resultados mostraram que as pesquisas recentes trataram abordam com mais frequência assuntos como a utilização de recursos didáticos, atuação do intérprete de LIBRAS, análise da legislação educacional de inclusão de surdos, acesso de alunos surdos ao ensino superior, inclusão de indígenas surdos em escolas, práticas pedagógicas com alunos surdos nas disciplinas do currículo, ensino bilíngue na educação infantil e parceria entre escola e o setor da saúde.

Biografia do Autor

Everaldo Nunes de Farias Filho, Colégio Agrícola dom Agostinho Ikas da UFRPE Universidade Federal Rural de Pernambuco

Doutor em Ensino das Ciências e Matemática pela UFRPE. Professor do Colégio Agrícola dom Agostinho Ikas da UFRPE

Referências

AMARAL, Maria Stella Arantes do; REIS, Ana Cláudia Mirândola Barbosa; MASSUDA, Eduardo Tanaka; HYPPOLITO, Miguel Angelo. Cochelear implant revision surgeries in children. Journal of. Otorhinolaryngology. [S I], Brasilian, v.3, n. 85, p. 290 – 296, 2019.

BARBOSA, Felipe Venâncio; A Clínica Fonoaudiológica Bilíngue e a Escola de Surdos na Identificação da Língua de Sinais Atípica. Educação & Realidade, Porto Alegre, v. 41, n. 3, p. 731-754, jul./set. 2016.

BRASIL. Lei nº 9.394, de 20 de dezembro de1996. Estabelece as diretrizes e bases da educação nacional. Diário Oficial da União, Brasília, DF, 23 de dez. 1996.

BRASIL. Lei nº 10.436, de 24 de abril de 2002. Dispõe sobre a Língua Brasileira de Sinais - Libras e dá outras providências. Diário Oficial da União, Brasília, DF, 25 de abr. 2002.

BRASIL. Decreto nº 5.626, de 22 de dezembro de 2005. Regulamenta a Lei nº 10.436, de 24 de abril de 2002, que dispõe sobre a Língua Brasileira de Sinais - Libras, e o art. 18 da Lei nº 10.098, de 19 de dezembro de 2000. Diário Oficial da União, Brasília, DF, 23 de dez.2005.

BRASIL. Saberes e práticas da inclusão: desenvolvendo competências para o atendimento às necessidades educacionais especiais de alunos surdos. 2ª edição, coordenação geral SEESP/MEC, Secretária de Educação Especial, Brasília (Série: Saberes e práticas), MEC, 116 p. 2006.

BRASIL. Ministério da Educação. Política Nacional de Educação Especial na perspectiva da Educação Inclusiva. MEC; SEEP; 2008.

BRUNO, Marilda Moraes Garcia; COELHO, Luciana Lopes. Discursos e Práticas na Inclusão de Índios Surdos em Escolas Diferenciadas Indígenas. Educação & Realidade, Porto Alegre, v. 41, n. 3, p. 681-693, jul./set. 2016.

BRUNO, Marilda Moraes Garcia; LIMA, Juliana Maria da Silva. As Formas de Comunicação e de Inclusão da Criança Kaiowá Surda na Família e na Escola: um Estudo Etnográfico. Rev. Bras. Ed. Esp., Marília, v. 21, n. 1, p. 127-142, jan./mar. 2015.

CARVALHO, Dariel de; MANZINI, Eduardo José. Aplicação de um Programa de Ensino de Palavras em Libras Utilizando Tecnologia de Realidade Aumentada. Rev. Bras. Ed. Esp., Marília, v.23, n.2, p. 215-232, abr./jun. 2017.

CARVALHO, Jaciara de Sá; BRITO, Rita Cassia Martins Costa. Da “janelinha” para o “janelão”: a relevância de conteúdos qualificados para a educação permanente pelos surdos e sua inclusão transformadora. Rev. Diálogo Educ., Curitiba, v. 18, n. 58, p. 818-838, jul./set. 2018.

CORREA, Vanessa de Paula; GÓES, Anderson Roges Teixeira; GÓES, Heliza Colaço. Desafios enfrentados por tradutores e intérpretes de libras nas aulas de matemática. Revista Educação Especial, Santa Maria, v. 31, n. 61, p. 285-298, abr./jun, 2018.

CORREIA Patrícia Carla da Hora; NEVES, Bárbara Coelho. A escuta visual: a Educação de Surdos e a utilização de recurso visual imagético na prática pedagógica. Revista Educação Especial, Santa Maria, v. 32, p. 1-19, 2019.

FREIRE, Paulo. Pedagogia da autonomia: saberes necessários à prática educativa. São Paulo: Paz e Terra, 1996.

GALASSO, Bruno José Betti; LOPEZ, Monica Raquel de Souza ; SEVERINO, Rafael da Mata; LIMA, Roberto Gomes de; TEIXEIRA Dirceu Esdras. Processo de Produção de Materiais Didáticos Bilíngues do Instituto Nacional de Educação de Surdos. Rev. Bras. Ed. Esp., Marília, v.24, n.1, p.59-72, jan./mar., 2018.

GESSER, Audrei. LIBRAS? Que língua é essa?: crenças e preconceitos em torno da língua de sinais e da realidade surda. São Paulo: Parábola Editorial, 2009.

GUTIERREZ, Ericler Oliveira. Audiovisual produzido por jovens surdos: um roteiro de inclusão e acessibilidade. Revista Educação Especial, Santa Maria, v. 32, p.1-17, 2019.

IACHINSKI, Luci Teixeira; BERBERIAN, Ana Paula; PEREIRA, Adriano de Souza; GUARINELLO, Ana Cristina. A inclusão da disciplina de libras nos cursos de licenciatura: visão do futuro docente. Audiology Communication Research, São Paulo, v. 24, p. 1 – 7, 2019.

JUNIOR, Luiz Antonio Zancanaro; ZANCANARO, Tatiane Maria Lui. A atuação dos intérpretes de libras com educandos surdos no ensino fundamental. Revista Educação Especial, Santa Maria, v. 29, n. 54, p. 83-94, jan./abr. 2016.

JUNQUEIRA, Rogério Diniz; LACERDA, Cristina Broglia Feitosa de. Avaliação de estudantes surdos e deficientes auditivos sob um novo paradigma: Enem em Libras. Revista Educação Especial, Santa Maria, v. 32, p. 1-17. 2019.

KIPPER, Daiane; OLIVEIRA, José Claudio de; THOMA, Adriana da Silva. As frações e a escala: possibilidades para o visual no currículo escolar para alunos surdos. Revista e-Curriculum, São Paulo, v.14, n.04, p. 1310 – 1331 out./dez. 2016.

LACERDA, Cristina Broglia Feitosa de. A Inclusão Escolar de Alunos Surdos: O que dizem alunos, professores e Interpretes sobre esta experiência. Cadernos Cedes, Campinas, v. 26, p.163-184, 2006.

LIEBER, Sofia Nery; FREIRE, Regina Maria Ayres de Camargo. O processo de constituição subjetiva de uma criança surda: relato de caso. Revista CEFAC, São Paulo, v. 21, n. 2, p. 1-12, abril, 2019.

MARTINS, Vanessa Regina de Oliveira; ALBERES, Neiva de Aquino; SOUSA, Wilma Pastor de Andrade. Contribuições da educação infantil e do brincar na aquisição de linguagem por crianças surdas. Pro-Posições, São Paulo, v. 26, n. 3 (78), p. 103-124, set./dez, 2015.

MENEZES, Ronny Diogenes. LIBRAS: uma reflexão a respeito do histórico de uso do termo. Educação, Artes e Inclusão, Florianópolis, v.15, n. 2, p.120-144, abr./jun. 2019.

MOURA, Adelso Fidelis de; LEITE, Lúcia Pereira; MARTINS, Sandra Eli Sartoreto de Oliveira. O. Universidade acessível: com a voz os estudantes surdos do ensino médio. Revista Brasileira de Educação Especial, Marília, v. 23, n. 4, p.531-546, out./dez. 2017

OLIVEIRA, Luciana Figueiredo de; LIMA, Ivonaldo Leidson Barbosa. As concepções da surdez na voz dos intérpretes de libras. Revista Educação Especial, Santa Maria, v. 32, p. 1-21, 2019.

PRADO, Rosana; COSTA, Valdelúcia Alves da; Políticas de Inclusão Escolar e Práticas Pedagógicas na Educação Bilíngue de Alunos Surdos: Desafios do Atendimento Educacional Especializado. Educação e Cultura Contemporânea, Rio de Janeiro, v. 14, n. 35, p. 282-312, abr./jun, 2017.

ROCHA, Luiz Renato Martins; MORETTI, Alexandra Renata.; COSTA, Priscila Caroza Frasson; COSTA, Fabiano Gonçalves. Educação de Surdos: relato de uma experiência inclusiva para o ensino de ciências e biologia. Revista Educação Especial, Santa Maria, v. 28, n. 52, p. 377-392, mai./ago. 2015.

ROMÁRIO, Lucas; DORZIAT, Ana; CARVALHO, Maria Eulina Pessoa de; ANDRADE, Fernando Cézar Bezerra de. “Desafios para a formação educacional de surdos no Brasil” sob a ótica de participantes do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem 2017). Revista Brasileira de Estudos Pedagógicos, Brasília, v. 99, n. 253, p. 501-519, set-dez. 2018.

SALVADOR, Samara de Jesus Lima ; LODI, Ana Claudia Balieiro. Resoluções do Estado de São Paulo e o Professor Interlocutor: Implicações para a Educação dos Surdos. Revista Brasileira de Educação Especial, Marília, v.24, n.2, p.277-292 abr./jun. 2018.

SANTOS, Alane Santana; PORTES, Arlindo José Freire. Percepções de sujeitos surdos sobre a comunicação na atenção primária à saúde. Revista Latina Americana de Enfermagem, Ribeirão Preto, v. 27, p. 1 – 9, 2019.

SILVA, Rubia Carla Donda da; MARTINS, Sandra Eli Sartoreto Oliveira. O ensino em e da Libras: perfis profissionais para oferta da educação bilíngue no Brasil. Revista Educação Especial, v. 32, p. 1-32, 2019.

SILVA, Danilo da; FERNANDES, Sueli de Fátima. O tradutor intérprete de língua de sinais (TILS) e a política nacional de educação inclusiva em contextos bilíngues para surdos: um estudo da realidade da rede pública estadual paranaense. Revista Educação Especial, Santa Maria, v. 31, n. 40, p. 35-50, jan./mar, 2018.

TENOR, Ana Claudia; DELIBERATO, Débora. Estratégias de mediação para o conto e reconto de histórias para alunos surdos. Revista Educação Especial, Santa Maria, v. 29, n. 56, p. 681-694, set./dez. 2016.

THOMA Adriana da Silva; Educação Bilíngue nas Políticas Educacionais e Linguísticas para Surdos: discursos e estratégias de governamento. Educação & Realidade, Porto Alegre, v. 41, n. 3, p. 755-775, jul./set. 2016.

VIGOTSKY, Lev Semenovich. A Construção do Pensamento e da Linguagem. São Paulo: Martins Fontes, 2001.

VYGOTSKY, Lev Semenovich; LURIA, Alexander Romanovich; LEONTIEV, Alexei Nikolaevich. Linguagem, Desenvolvimento e Aprendizagem. Trad. Mª da Pena Villalobos. 11 ed. São Paulo: Ícone, 2010.

Downloads

Publicado

07-12-2022

Como Citar

DA SILVA FARIAS, Rosângela Maria; NUNES DE FARIAS FILHO, Everaldo. PESQUISAS SOBRE A LÍNGUA BRASILEIRA DE SINAIS (LIBRAS) E EDUCAÇÃO DE SURDOS NA ESCOLA: UMA REVISÃO DE LITERATURA. Revista Interinstitucional Artes de Educar, [S. l.], v. 8, n. 3, p. 899–914, 2022. DOI: 10.12957/riae.2022.68548. Disponível em: https://www.e-publicacoes.uerj.br/riae/article/view/68548. Acesso em: 13 jun. 2024.