FORMAÇÃO CONTINUADA EM SERVIÇO: AS CONTRIBUIÇÕES PARA A PRÁTICA DAS PROFESSORAS DE SALAS DE RECURSOS MULTIFUNCIONAIS DO RIO DE JANEIRO

Autores

DOI:

https://doi.org/10.12957/riae.2022.68445

Palavras-chave:

Formação de professores, Comunicação Alternativa e Ampliada, Educação Especial, Educação Inclusiva.

Resumo

A inclusão de alunos com deficiência no ensino regular ainda enfrenta barreiras importantes, sendo uma delas o déficit na formação docente. O presente trabalho tem como objetivo verificar como ocorreu uma formação continuada em serviço para um grupo de professoras de Salas de Recursos Multifuncionais (SRM) das escolas da rede pública do município do Rio de Janeiro e suas contribuições com relação à prática pedagógica desses profissionais. Para isso uma metodologia qualitativa do tipo descritiva foi adotada. Participaram dezoito professoras que atuavam em SRM, quatro professoras especializadas, duas pesquisadoras e três assistentes de pesquisa. Foram realizados sete encontros de formação, em uma sala da equipe da SME RJ ao longo de 2017. Foram utilizados roteiro de observação, diário de campo e filmagens. Todos os encontros foram filmados e transcritos. A análise de conteúdo dos vídeos revelou a discussão de quatro temas: acompanhamento de alunos durante a formação; Comunicação Alternativa e Ampliada (CAA); dificuldades enfrentadas e a continuidade da formação. O estudo revelou que o espaço construído pelas professoras de SRM possibilitou não só o aprofundamento teórico prático, mas também um espaço de escuta. Em relação ao acompanhamento de alunos durante a formação percebeu-se o grupo confortável em compartilhar as práticas desenvolvidas na SRM em sua maioria com alunos com necessidades complexas de comunicação. Conclui-se que a formação continuada foi importante para que as docentes pudessem ressignificar suas práticas e atuar de forma efetiva.

Biografia do Autor

Carolina Rizzotto Schirmer, Universidade do Estado do Rio de Janeiro

Professora Adjunta da Faculdade de Educação e do Programa de Pós-Graduação em Educação da Universidade do Estado do Rio de Janeiro. Pós Doutorado em Educação pela Universidade do Estado do Rio de Janeiro. Doutora em Educação pela Universidade do Estado do Rio de Janeiro, integrante do Grupo de Pesquisa Linguagem e Comunicação Alternativa e coordenadora do Laboratório de Tecnologia e Comunicação Alternativa vinculado ao Programa de Pós-Graduação em Educação (PROPEd) da UERJ. Membro da Sociedade Internacional em Comunicação Alternativa ISAAC. Membro da Associação Brasileira de Comunicação Alternativa - ISAAC Brasil.

Ana Caroline Henrique Rached, Universidade do Estado do Rio de Janeiro

Graduada em Pedagogia pela Universidade do Estado do Rio de Janeiro 

Leila Regina d’Oliveira de Paula Nunes, Universidade do Estado do Rio de Janeiro

Psicóloga, Pós-Doutora pela Vanderbilt University (USA). Professora Titular na Faculdade de Educação e no Programa de Pós-Graduação em Educação da Universidade do Estado do Rio de Janeiro (UERJ). Coordenadora do Laboratório de Tecnologia e Comunicação Alternativa vinculado ao Programa de Pós-Graduação em Educação (PROPEd) da UERJ. Membro da Sociedade Internacional em Comunicação Alternativa ISAAC. Membro da Associação Brasileira de Comunicação Alternativa - ISAAC Brasil.

Referências

AMARAL, F. V. S.; WALTER, C. C. F. Formação Inicial: a importância de práticas inclusivas no processo de aprendizagem. In: Anais do Congresso Brasileiro de Educação Especial, São Carlos, São Paulo, Brasil, 8, 2018. Disponível em: <https://proceedings.science/cbee/cbee-2018/papers/formacao-inicial--a-importancia-de-praticas-inclusivas-no-processo-de-aprendizagem>. Acesso em: 19 mar. 2019.

ANTUNES, K. C. V.; GLAT, R. Formação de professores na perspectiva da educação inclusiva: os Cursos de Pedagogia em foco. In: PLETSCH, M. D.; DAMASCENO, A. (Orgs.). Educação Especial e Inclusão Escolar: reflexões sobre o fazer pedagógico. Seropédica, RJ: Ed. da UFRRJ, p. 188-201, 2011.

BAHIA, E. C. B. Formação continuada: o que pensa a rede Municipal de São Gonçalo e os seus professores, participantes ativos desse processo.2009. (Trabalho de Conclusão de Curso – Graduação) - Faculdade de Formação de Professores, Universidade do Estado do Rio de Janeiro, São Gonçalo, RJ, Brasil, 2009.

BARDIN, L. Análise de conteúdo. São Paulo: Edições 70, 2011.

BISOL, C. A.; VALENTINI, C. B. Objeto virtual de aprendizagem incluir: recurso para a formação de professores visando à inclusão. Revista Brasileira de Educação Especial, Marília, 20(2), 223-234, 2014. Disponível em: <https://dx.doi.org/10.1590/S1413-65382014000200006>. Acesso em: 20 jun. 2022.

BONDY, A.; FROST, L. PECS: The Picture Exchange Communication System. Cherry Hill: Pyramid Educational Consultants Inc., 1994.

BRASIL. Comitê de Ajudas Técnicas. Secretaria Especial dos Direitos Humanos da Presidência da República (CORDE/SEDH/PR). (2007). Ata da Reunião VII, de dezembro de 2007. Recuperado em 27 de outubro de 2019 de Disponível em: < http://www.mj.gov.br/corde/arquivos/doc/Ata_VII_Reunião_do_Comite_de_Ajudas_Técnicas.doc >. Acesso em: 20 dez. 2021.

BRASIL. Ministério da Educação. (2009). Resolução n. 4, de 02 de outubro de 2009. Brasília: Secretaria da Educação Especial. Disponível em: <http://portal.mec.gov.br/dmdocuments/rceb004_09.pdf. >. Acesso em: 22 abr. 2019.

CALHEIROS, D. DOS S.; MENDES, E. G. L.; FERREIRA, G.; GONÇALVES, A. G.; MANZINI, M. G. Consultoria colaborativa a distância em tecnologia assistiva para professoras: planejamento, implementação e avaliação de um caso. Pro-Posições, Campinas, SP, 30, p.1-30, 2019. Disponível em:< http://dx. doi.org/10.1590/1980-6248-2016-0085>. Acesso em: 20 de jun. 2022.

CANDAU, V. M. Formação continuada de professores: tendências atuais. In: Candau, V. M. (Org.). Magistério: construção cotidiana. Petrópolis, RJ: Vozes, 1998.

CORTELAZZO, I. B. C. Formação de professores para uma educação inclusiva mediada pelas tecnologias. In: GIROTO, C. R. M.; POKER, R.B.; OMOTE, S. (Orgs). As tecnologias nas práticas pedagógicas inclusivas. São Paulo: Cultura Acadêmica, 2012, p.93 -120.

GIL, A. C. Como elaborar projetos de pesquisa. 4. ed. São Paulo: Atlas, 2008.

GIVIGI, R. C.N.; ALCÂNTARA, J. A universidade enquanto espaço de formação: Em tela a comunicação alternativa. In: CHUN, R.Y.S; REILY, L.; MOREIRA, E. (Orgs). Comunicação Alternativa: Ocupando territórios. São Carlos: Marquezine e Manzini: ABPEE, 2015.

GOLBART, J.; CATON. Communication and people with complex communication needs: what works and why this is essencial. Manchester: Mencap, 2010.

GUTHIERREZ, C.C. M. Programa de formação continuada de professores no uso da comunicação alternativa. 2022. 187f. Tese (Doutorado em Educação) – Faculdade de Educação, Universidade do Estado do Rio de Janeiro, Rio de Janeiro, 2022.

FARIA, P. M. F.; CAMARGO, D. As Emoções do Professor Frente ao Processo de Inclusão Escolar: uma Revisão Sistemática. Revista Brasileira de Educação Especial [online], v. 24, n. 2, p. 217-228, 2018. Disponível em: <https://doi.org/10.1590/S1413-6538241800020000>. Acesso em: 2 jun. 2022.

MASSARO, M.; DELIBERATO, D. Pesquisas em Comunicação Suplementar e Alternativa na Educação Infantil. Educação & Realidade, 42(4), p. 1479-1501, Ago. 07, 2017. Epub. Disponível em: <https://doi.org/10.1590/2175-623662640>. Acesso em: 2 jun. 2022.

AUTOR 3; AUTOR 1. A Formação Continuada de Professores das Salas de Recursos Multifuncionais do Rio de Janeiro em Tecnologia Assistiva. Projeto de Pesquisa aprovado pela FAPERJ, 2013

AUTOR 3; AUTOR 1. Salas abertas: formação de professores e práticas pedagógicas em comunicação alternativa e ampliada nas salas de recurso multifuncionais. Rio de Janeiro: EdUERJ, 2017. 344p.

AUTOR 3; AUTOR 1; PINTO, L. M. F.; PONTES, L. E. V. L. Salas Abertas: estratégias de funcionamento das salas de recursos multifuncionais de referência. In: AUTOR 3; AUTOR 1 (Orgs.). Salas abertas: formação de professores e práticas pedagógicas em comunicação alternativa nas salas de recursos multifuncionais. Rio de Janeiro/RJ: EdUERJ, 2017, p.273-292.

AUTOR 3; SILVA, S.; AUTOR 1. Salas de recursos multifuncionais de referência no Rio de Janeiro: análise de conteúdo das reuniões de pesquisa -2013- 2016. In: L. R. Autor 3 & Autor 1 (Orgs.), Salas abertas: formação de professores e práticas pedagógicas em comunicação alternativa nas salas de recursos multifuncionais. Rio de Janeiro, RJ: EdUERJ, 2017, p.29-62.

PINTO, G. U.; AMARAL, M. H. Formação docente continuada e práticas de ensino no atendimento educacional especializado. Pro-Posições, 30, e20180032, dezembro 2, 2019. Disponível em: <https://doi.org/10.1590/1980-6248-2018-0032>. Acesso em: 2 jun. 2022.

PLACCO, V. M. N. S. Formação em Serviço. In: OLIVEIRA, D. A.; DUARTE, A. C.; VIEIRA, L. F. (Orgs.), Dicionário trabalho, profissão e condição docente. Belo Horizonte, MG: UFMG, 2010. CDROM.

PLETSCH, M. D. Deficiência múltipla: formação de professores e processos de ensino-aprendizagem. Cadernos de Pesquisa, 45(155), p.12-29, 2015. Disponível em: < https://dx.doi.org/10.1590/198053142862>. Acesso em: 2 jun. 2022.

PLETSCH, M. Repensando a Inclusão escolar de pessoas com deficiência mental: diretrizes políticas, currículo e praticas pedagógicas (Tese de Doutorado). Fundação Carlos Chagas Filho de Amparo a Pesq. do Estado do Rio de Janeiro, Universidade do Estado do Rio de Janeiro, Rio de Janeiro, 2009.

PLETSCH, M. A formação de professores para a educação inclusiva: legislação, diretrizes políticas e resultados de pesquisas. Educ. rev., Curitiba, 33, p.143-156, 2009.

SADALLA, A. M. F. A.; LAROCCA, P. Autoscopia: um procedimento de pesquisa e de formação. Educação e Pesquisa, São Paulo, v. 30, n. 3, p. 419-433, set./dez. 2004. DOI: https://doi.org/10.1590/S1517-97022004000300003. Disponível em: <https://www.scielo.br/j/ep/a/TxHKj8Wc4dyNCxxzQsFnMzy/?format=pdf&lang=pt>. Acesso em:7 jun. 2022.

SAVIANI, D. Formação de professores: aspectos históricos e teóricos do problema no contexto brasileiro. Revista Brasileira de Educação, Rio de Janeiro, 14(40), p.143-155, 2009. Disponível em: <https://dx.doi.org/10.1590/S1413-24782009000100012. >. Acesso em: 2 jun. 2022.

SILVA, L. G. S. Formação inicial e continuada em Educação Especial - da graduação à pós-graduação. IN: NUNES, D.; ROLDAN, F.V.; SILVA, K. S.; GONÇALVES, M.J. (Org.). Educação Inclusiva: conjuntura, síntese e perspectivas. 1ed.Marilia: ABPEE, v. 1, 2021, p. 47-64.

SILVA, T. M. A autoscopia como ferramenta para a formação continuada de professores de sala de recursos multifuncionais. 2016. Dissertação (Mestrado em Educação) – Faculdade de Educação, Universidade do Estado do Rio de Janeiro, Rio de Janeiro, 2016. Disponível em: Disponível em: <https://www.bdtd.uerj.br:8443/bitstream/1/10

/1/Dissert_Thatyana%20Machado%20Silva.pdf >. Acesso em: 8 jun. 2022.

SILVA, T. M. Desenho Universal na Aprendizagem e autoscopia: formação continuada docente para a inclusão escolar de alunos com TEA. 2022. 184 f. Tese (Doutorado em Educação) – Faculdade de Educação, Universidade do Estado do Rio de Janeiro, Rio de Janeiro, 2022.

AUTOR 1. Metodologia problematizadora na formação de graduandos de Pedagogia em Comunicação Alternativa. (Tese de Doutorado). Faculdade de Educação, Universidade do Estado do Rio de Janeiro, Rio de Janeiro, RJ, Brasil, 2012.

AUTOR 1; AUTOR 3. Efeitos da formação inicial de professores em Tecnologia Assistiva através de metodologia problematizadora. Revista Educação Especial, [S. l.], v. 33, p. e74/1–22, 2020.

PREICHARDT DUEK, V.; SCARLATI DOMINGUES, I. M. C.; MIZUKAMI, M. da G. N.; MARTINS, L. de A. R. Formação continuada de professores para educação inclusiva: uma experiência com casos de ensino. Revista Ibero-Americana de Estudos em Educação, Araraquara, v. 15, n. esp.1, p. 916–931, 2020. DOI: 10.21723/riaee.v15iesp.1.13508. Disponível em: < https://periodicos.fclar.unesp.br/iberoamericana/article/view/13508>. Acesso em: 8 jun. 2022.

SILVA, A. M.; OLIVEIRA, M. R. F. A relevância da formação continuada do (a) professor (a) de educação infantil para uma prática reflexiva. Anais Jornada de Didática, Londrina, Paraná, Brasil, 3, 2014. Disponível em: <http://www.uel.br/eventos/jornadadidatica/pages/2014---anais-da-iii-jornada-de-didatica-desafios-para-a-docencia-e-ii-seminario-de-pesquisa-do-cemad.php >. Acesso em: 19 mar. 2022.

SILVA, R. L. M. DA; SILVA, S. S. DA C.; PONTES, F. A. R.; OLIVEIRA, A. I. A. DE; DELIBERATO, D. Efeitos da comunicação alternativa na interação professor-aluno com paralisia cerebral não-falante. Revista Brasileira de Educação Especial, Marília, 19 (1), p. 25-42, 2013. Disponível em: < https://dx.doi.org/10.1590/S1413-65382013000100003>. Acesso em: 7 jun. 2022.

TOGASHI, C.M.; WALTER, C.C.F. As Contribuições do Uso da Comunicação Alternativa no Processo de Inclusão Escolar de um aluno com Transtorno do Espectro do Autismo. Rev. Bras. Ed. Esp., Marília, v. 22, n. 3, p. 351-366, jul.-set., 2016.

TOGASHI, C.M.; WALTER, C.C.F. Formação continuada para professores do AEE: contribuições do Currículo Funcional Natural para alunos com TEA. In: Anais do Congresso Brasileiro de Educação Especial, São Carlos, São Paulo, Brasil, 8, 2018. Disponível em: <https://proceedings.science/cbee/cbee-2018/papers/formacao-continuada-para-professores-do-aee---contribuicoes-do-curriculo-funcional-natural-para-alunos-com-tea >. Acesso em: 05 fev. 2021.

TRASEL, B. B.; UGGERI, M. D. M. Professor de AEE: possibilitando a formação continuada do professor de sala do ensino regular. In: Anais do Salão do Conhecimento, Ijuí, Rio Grande do Sul, Brasil, 2014. Disponível em: <https://www.publicacoeseventos.unijui.edu.br/index.php/salaoconhecimento/article/view/3753>. Acesso em: 2 jun. 2022.

VAZ, K. O professor de educação especial nas políticas de perspectiva inclusiva no Brasil: concepções em disputa. 2013. Dissertação (Mestrado em Educação) – Centro de Ciências da Educação, Universidade Federal de Santa Catarina, Florianópolis, SC, Brasil, 2013.

WALTER, C. C. Os efeitos da adaptação do PECS associada ao curriculum funcional em pessoas com autismo infantil.2000. Dissertação (Mestrado em Educação) – Universidade Federal de São Carlos, São Carlos, 2000.

Downloads

Publicado

07-12-2022

Como Citar

SCHIRMER, Carolina Rizzotto; RACHED, Ana Caroline Henrique; NUNES, Leila Regina d’Oliveira de Paula. FORMAÇÃO CONTINUADA EM SERVIÇO: AS CONTRIBUIÇÕES PARA A PRÁTICA DAS PROFESSORAS DE SALAS DE RECURSOS MULTIFUNCIONAIS DO RIO DE JANEIRO. Revista Interinstitucional Artes de Educar, [S. l.], v. 8, n. 3, p. 649–666, 2022. DOI: 10.12957/riae.2022.68445. Disponível em: https://www.e-publicacoes.uerj.br/riae/article/view/68445. Acesso em: 13 jun. 2024.