SOBRE TRAJETÓRIAS DE EDUCAR NA DIFERENÇA: CONVERSAS DIARIADAS (ENTRE) EXPERIÊNCIAS EM UMA SALA DE RECURSOS MULTIFUNCIONAIS

Autores

DOI:

https://doi.org/10.12957/riae.2023.66314

Palavras-chave:

Educação Especial, Sala de Recursos, Travessias

Resumo

Este texto expressa as travessias produzidas numa pesquisa a partir de encontros numa Sala de Recursos Multifuncionais. Narramos experiências suspeitantes dos discursos habituais encarnados pelas políticas inclusivas que normatizam trajetórias de pessoas chamadas com deficiência. Compondo caminhos outros para além dos cimentados por políticas regulares, tecemos entradas, práticas singulares por este espaço. Acompanhada de autores, como Certeau, pensamos a produção de espaços desprovidos de regras institucionais, mas abastadas de astúcias. Por fim, apostamos numa política de escrita enunciando os dilemas da experiência como possibilidade de dizer o que nos passa na educação atravessada pela conversa entre trajetórias, gestos que colocaram de pé uma pesquisa e que dá a pensar o desafio ético e sensível de caminhar por entre praticas outras; uma prática que não apequena os outros e não revela o que se deve fazer com os outros, mas que simplesmente afeta, nos deixando seus mistérios hibridizados às trajetórias de educar na diferença.

Biografia do Autor

Anelice Ribetto, Universidade do Estado do Rio de Janeiro (UERJ)

Anelice Ribetto é Doutora em Educação e Professora Associada da Universidade do Estado do Rio de Janeiro e pesquisadora procientista da mesma instituição. Lotada no Departamento de Educação da Faculdade do Formação de Professores (UERJ/FFP/DEDU) participa de projetos de ensino, pesquisa e extensão na Licenciatura em Pedagogia e atua como professora efetiva na Linha Políticas, Direitos e Desigualdades do Programa de Pós-Graduação em Educação - Processos formativos e desigualdades sociais do qual foi coordenadora desde 2016 até 2020. Faz parte do Coletivo "Diferenças e Alteridade na Educação" e do Grupo de Pesquisa Vozes da Educação (CNPq) Se interessa pelas políticas, poéticas e práticas na/da diferença, alteridade e experiência na educação, e na produção de políticas narrativas outras para contar a prática e a pesquisa em educação. É membro da Red Interuniversitaria Lationoamericana y de Caribe sobre Discapacidad y Derechos Humanos e coordina dois convenios internacionais com a UNER e a UPC/ Argentina.

Raquel Reis Monteiro, Universidade do Estado do Rio de Janeiro (UERJ)

Faculdade de Formação de Professores da Universidade do Estado do Rio de Janeiro (FFP/UERJ)

Referências

BRASIL, Ministério da Educação. Manual de Orientação: Programa de Implantação de Salas de Recursos Multifuncionais. 2010. Disponível em: http://portal.mec.gov.br/index.php?option=com_docman&view=download&alias=9936-manual-orientacao-programa-implantacao-salas-recursos- multifuncionais&Itemid=30192. Acesso 03/02/2020

BRASIL. Ministério da Educação. Política Nacional de Educação Especial na Perspectiva da Educação Inclusiva. 2008. Disponível em: http://portal.mec.gov.br/arquivos/pdf/politicaeducespecial.pdf. Acesso em 03/02/2020.

CLÍMACO, Júlia Campos. Discursos jurídicos e pedagógicos sobre a diferença na educação especial. Dissertação de Mestrado e Ciências Sociais: FLASCO – Facultad Latino americana de Ciencias Sociales – Sede Academica Argentina, 2010.174 f.

CONTRERAS, José Domingo. Lugares de experiência, espaços de formação: o saber e a experiência na formação inicial dos professores. In: FERRARI, Anderson Ferrari (org). A potencialidade do conceito de experiência para a educação. P.21-39. Juiz de Fora: Ed. UFJF. 2013

COSTA, Luciano Bendin da. Cartografia: uma outra forma de pesquisar. Revista Digital do LAV. Vol.7, nº2, p.66-77, maio/ agos.2014

CERTEAU, Michel de. A Invenção do cotidiano: 1. Artes de fazer. 3ºed. Petrópolis, RJ: Vozes. 1998

CERTEAU, Michel de. A Invenção do cotidiano: 1. Artes de fazer. Tradução de Ephraim Ferreira Alves, 22 ed. Petrópolis, RJ: Vozes. 2014

DIAS, Rosimeri de Oliveira. Fragmentos de diário de campo, escrita e devir texto. In: CALLAI, C. & RIBETTO, A, (Org.). Uma escrita acadêmica outra: ensaios, experiências e invenções. (p.111-12) Rio de Janeiro: Lamparina.

GARCIA, Regina Leite. (2000) Múltiplas linguagens na Escola. Rio de Janeiro: DP&A. 2016

GARCIA, Regina Leite. Múltiplas linguagens na Escola. Rio de Janeiro: DP&A. 2000.

LARROSA, Jorge. Notas sobre a experiência e o saber de experiência. (p.20-29.) Revista Brasileira de Educação, n.19. 2002

LARROSA, Jorge. A arte da conversa: Epílogo. In: Skliar, Carlos. Pedagogia (Improvável) da Diferença. E se o outro não estivesse aí?. Rio de Janeiro. DP&A p.211-216.2003

LARROSA, Jorge. A operação ensaio: sobre o ensaiar e o ensaiar-se no pensamento, na escrita e na vida. Educação e Realidade. V. 29, n. 1, p.27-43, jan/jun. 2004

LARROSA, Jorge. O ensaio e a escrita acadêmica. In: CALLAI, C. & RIBETTO, A. (Org.). Uma escrita acadêmica outra: ensaios, experiências e invenções. (p. 17-30) Rio de Janeiro: Lamparina, 2016.

NICASTRO, Sandra & GRECO, María Beatriz. Entre trayectorias: Escenas y pensamentos em espacios de formacion. 1 ed. 2 reimp- Rosario: Homo Spiens Ediciones, 2012

PASSOS, Eduardo & BARROS, Regina Benevides. A cartografia como método de pesquisa-intervenção. IN: KASTRUP, Virgínia; PASSOS, Eduardo; ESCÓSSIA, Liliana da (orgs). Pistas do método da cartografia: pesquisa-intervenção e produção de subjetividade. Porto Alegre: Sulina, 2015

PEREZ DE LARA, Nuria. Pensar muito além do que já é dado, pensar a mesmidade a partir do outro que está em mim. IN: SKLIAR, Carlos. Pedagogia (improvável) da diferença. E se o outro não estivesse aí? (p.11-15 )Rio de Janeiro, DP&A, 2003

RODRIGUES, Helio.Vertigens do vazio. Rio de Janeiro: Livre expressão.2011

SKLIAR, Carlos. Poner en tela de juicio la normalidad, no la anormalidad. Políticas y falta de políticas em relación com las diferencias em educación. Revista Educación y Pedagogía. Vol. XVII, nº. 41, 2005

SKLIAR, Carlos. Conversar e conviver com desconhecidos. In: FONTOURA, Helena Amaral da (org.) Politicas Públicas, movimentos sociais. Desafios a pós-graduação em educação em suas múltiplas dimensões. ANPED Sudeste. Livro3. Rio de Janeiro, 2011.

SKLIAR, Carlos. Provocações para pensar em uma educação outra: conversa com Carlos Skliar. Revista Teias. V. 13, n.30, p.265-283,set/dez. 2012

SKILAR, Carlos. O ensinar enquanto travessia: linguagens, leituras, escritas e alteridades para uma poética da educação. Prefácio: Roberto Sidnei Macedo, apresentação: Omar Barbosa Azevedo; tradutores: Adail Sobral... [et al]. Salvador: EDUFBA, 2014ª

SKLIAR, Carlos. Lo nônimo, lo efímero y lo mínimo: práticas educativas entre desconocidos. In:RIBETTO, Anelice (org). políticas, poéticas e práticas pedagógicas (com minúsculas). 1ºed. Rio de Janeiro: Lamparina, FAPERJ, 2014b

Downloads

Publicado

31-03-2023

Como Citar

RIBETTO, Anelice; REIS MONTEIRO, Raquel. SOBRE TRAJETÓRIAS DE EDUCAR NA DIFERENÇA: CONVERSAS DIARIADAS (ENTRE) EXPERIÊNCIAS EM UMA SALA DE RECURSOS MULTIFUNCIONAIS. Revista Interinstitucional Artes de Educar, [S. l.], v. 9, n. 1, p. 404–422, 2023. DOI: 10.12957/riae.2023.66314. Disponível em: https://www.e-publicacoes.uerj.br/riae/article/view/66314. Acesso em: 3 dez. 2023.