Governamentalidade didático-filosófica como prática de governo dos alunos: a leitura de textos filosóficos em sala de aula

Autores

DOI:

https://doi.org/10.12957/riae.2021.63458

Palavras-chave:

texto filosófico, Foucault, governamentalidade, governo

Resumo

O presente artigo busca promover uma reflexão sobre a didática do ensino de filosofia a partir de um relato de experiência com o uso de textos filosóficos no ensino médio. Analisa a didática aplicada nessa experiência à luz do aparato teórico metodológico do filósofo Michel Foucault (1926 - 1984). Este trabalho é uma tentativa e um convite a utilização de conceitos foucaultianos, em especial “governo” e “governamentalidade” como ferramentas para repensar a relação entre aluno e professor. Pensar o processo educacional como forma de governo e autogoverno, ou seja, como condução das condutas, significa levar em conta as práticas, estratégias e objetivos pelos quais os indivíduos, em sua liberdade, tentam governar os outros e a si mesmos.

Referências

BELTRÃO, Ierecê Rego. Corpos dóceis, mentes vazias, corações frios. Didática: o discurso científico do disciplinamento. São Paulo: Imaginário, 2000.

DALBOSCO, C. A. Pragmatismo, teoria crítica e educação: ação pedagógica como mediação de significados. Campinas, SP: Autores Associados, 2010.

DELEUZE, Gilles. Um retrato de Foucault. In: conversações, 1992.

DREYFUS, Hubert L.; RABINOW, Paul. Michel Foucault: uma trajetória Filosófica. Para além do estruturalismo e da hermenêutica. Rio de Janeiro: Forense Universitária, 1995.

HELLER, Agnes. O Cotidiano e a História.4.ed. São Paulo: Paz e Terra, 1992.

FAVACHO, André. A docência como experiência ética: aproximações entre os estudos foucaultianos e a prática docente. Disponível em: https://revistahorizontes.usf.edu.br/horizontes/article/view/764.Acesso em 05/05/2020

FERRARI, Anderson. A modernidade como nossa herança educacional. Instrumento: revista de estudo e pesquisa em educação/Universidade Federal de Juiz de Fora, Colégio de Aplicação João XXIII. v. 5, n. 1, Juiz de Fora, p. 11-27, 2003.

FOUCAULT, Michel. A ética do cuidado de si como prática da liberdade. In: Ditos e escritos V. 2.ed. Rio de Janeiro: Forense, 2006. p. 264-287.

__________ Em defesa da sociedade. Trad. Maria Ermantina Galvão. São Paulo, Martins fontes, 2002.

__________ Verdade e subjectividade. In: Revista de Comunicação e linguagem. Lisboa: ed. 19, 1993.

__________ Vigiar e Punir: nascimento da prisão. Petrópolis: Vozes, ed.40, 2014.

GALLO, Silvio. Cuidar de si e cuidar do outro. In W. O. Kohan, & J. Gondra. Foucault 80 anos (pp.177-190). Belo Horizonte: Autêntica, 2006.

__________ Filosofia: experiência do pensamento. São Paulo: Scipione, 2015.

__________ Para enfrentar os desafios de ensinar filosofia na educação média brasileira. – In. RODRIGO, Lídia Maria. Filosofia em sala de aula: teoria e prática para o ensino médio. Campinas, SP: Autores associados, 2009.

PAGNI, P. A. O cuidado de si em Foucault e as suas possibilidades na educação: algumas considerações. In L. A. Souza, T. T. Sabatine, & B. R. Magalhães (Orgs.). Michel Foucault: sexualidade, corpo e direito. (pp. 19-46). Marília: Oficina Universitária; São Paulo: Cultura Acadêmica, 2011.

RODRIGO, Lídia Maria. Filosofia em sala de aula: teoria e prática para o ensino médio. Campinas, SP: Autores associados, 2009.

SEVERINO, Antonio Joaquim. A Importância do Ler e do Escrever no Ensino Superior. In: CASTANHO, Sérgio; CASTANHO, Maria Eugênia. Temas e Textos em Metodologia do Ensino Superior. Campinas/SP: Papirus, 2001.

SENELLART, Michel. Situação dos cursos. In: FOUCAULT, M. Segurança, território, população. 1ª ed. São Paulo: Martins Fontes, 2008.

Downloads

Publicado

17-11-2021

Como Citar

BARROS, Igor Corrêa de. Governamentalidade didático-filosófica como prática de governo dos alunos: a leitura de textos filosóficos em sala de aula. Revista Interinstitucional Artes de Educar, [S. l.], v. 7, n. 2, p. 1148–1166, 2021. DOI: 10.12957/riae.2021.63458. Disponível em: https://www.e-publicacoes.uerj.br/riae/article/view/63458. Acesso em: 20 abr. 2024.