NAVEGAR NAS ÁGUAS DA SOCIOEDUCAÇÃO: UM APROFUNDAMENTO SOBRE GÊNERO, SEXUALIDADES E MASCULINIDADES

Autores

  • Sandra Regina Oliveira Faustino Universidade Federal Rural do Rio de Janeiro

DOI:

https://doi.org/10.12957/riae.2019.39657

Palavras-chave:

Socioeducação, gênero, sexualidades, masculinidades.

Resumo

Resumo: O artigo examinou a relação entre educação em sexualidades, gênero e a construção/desconstrução social do estereótipo masculino em duas unidades socioeducativas do DEGASE de privação de liberdade no Rio de Janeiro/RJ. Tem sua importância na contribuição para os estudos de gênero e melhoria do diálogo acadêmico com os socioeducadores e socioeducandos sobre gênero, sexualidades e masculinidades. Foram úteis bibliografias, questionários, entrevistas e observações. A investigação apontou para o silenciamento dos temas, preconceito contra a comunidade LGBT, práticas sexistas e homo/transfóbicas, machismo e violência física, verbal e simbólica. É imprescindível o diálogo e práticas pedagógicas para desconstruir a visão naturalizada do masculino e melhorar as condições de igualdade nas relações humanas.

Palavras-chave: Socioeducação; Gênero; Sexualidades; Masculinidades.

Biografia do Autor

Sandra Regina Oliveira Faustino, Universidade Federal Rural do Rio de Janeiro

Sou Mestre em Educação Agrícola/UFRRJ, Pedagoga/UFRRJ, Doutoranda/UFRRJ no PPGEDUC, Professora do Município de Duque de Caxias/RJ, pesquisadora de Gênero, Sexualidades e Masculinidades em Instituições Socioeducativas e integrante do Laboratório de Genero E Sexualidades (LEGESEX) da UFRRJ.

Referências

ALMEIDA, Miguel Vale. Senhores de Si: uma ação antropológica da masculinidade. 2.ed. Lisboa: Fim de Século, 2000.

ALVES, José Cláudio Souza. Fórum Grita Baixada – Relatório de Violações dos Direitos Humanos. Disponível em: <http://www.forumgritabaixada.org.com>. Acesso em: 08 dez. 2018.

ANZALDÙA, Glória. Borderlands/La frontera: the new mestiza. In: LOPES, Paulo Victor Leite; LEITE, Fabiana (orgs). Atendimento a homens autores de violência doméstica: desafios à política pública. Rio de Janeiro: ISER, 2013, 164 p.

BAKHTIN, Mikhail M. Os gêneros do discurso (1952-1953). In: SOUZA, G. T. Introdução à teoria do enunciado concreto do círculo Bakhtin/Volochinov/Medvedev. 2ª ed. São Paulo: Humanitas, FFLCH, USP, 2002.

BENELLI, Silvio José. O internato escolar como instituição total: violência e subjetividade. Psicologia em Estudo, Maringá, v.2, n.7, p.19-29, 2002.

BORELLI, Andrea. Matei por Amor: as representações do masculino e do feminino nos crimes passionais. São Paulo: Celso Bastos, 1999.

BOURDIEU, Pierre. A Dominação Masculina. Rio de janeiro: Bertrand, 1997.

BRASIL. Constituição República Federativa do Brasil, de 5 de outubro de 1988. Diário Oficial [da República Federativa do Brasil, Poder Executivo], Brasília, DF, 06 out. 1988. Disponível em: <http://www.planalto.gov.br/ccivil_03/constituicao/constituicao.htm>. Acesso em: 07 dez. 2018.

_____. Lei 8069/90, de 13 de julho de 1990. Dispõe sobre o Estatuto da Criança e do Adolescente e dá outras providências. Diário Oficial [da República Federativa do Brasil, Poder Executivo], Brasília, DF, 16 jul. 1990. Disponível em: <http://www.planalto.gov.br/ccivil_03/leis/L8069.htm>. Acesso em: 05 dez. 2018.

_____. Parâmetros Curriculares Nacionais: terceiro e quarto ciclos do Ensino Fundamental – apresentação dos temas transversais. Brasília: MEC/SEF, 1998.

_____. Lei 12.594/12, de 18 de janeiro de 2012. Institui o Sistema Nacional de Atendimento Socioeducativo (SINASE), regulamenta a execução das medidas socioeducativas destinadas a adolescente que pratique ato infracional. Diário Oficial [da República Federativa do Brasil, Poder Executivo], Brasília, DF, 19 jan. 2012. Disponível em: <http://www.planalto.gov.br/ccivil_03/_ato20112014/2012/lei/l12594.htm>. Acesso em 12 dez. 2018.

_____. Portaria nº 1.082, de 23 de maio de 2014. Estabelece novas diretrizes para a Política Nacional de Atenção Integral à Saúde de Adolescentes em Conflito com a Lei, em Regime de Internação e Internação Provisória (PNAISARI), incluindo-se o cumprimento de medida socioeducativa em meio aberto e fechado; e estabelece novos critérios e fluxos para adesão e operacionalização da atenção integral à saúde de adolescentes em situação de privação de liberdade, em unidades de internação, de internação provisória e de semiliberdade. Diário Oficial [da República Federativa do Brasil, Poder Executivo], Brasília, DF, 26 mai. 2014. Disponível em: <http://bvsms.saude.gov.br/bvs/saudelegis/gm/2014/prt1082_23_05_2014.html>. Acesso em: 13 dez. 2018.

BUTLER, Judith. Problema de Gênero: feminismo e subversão da identidade. Rio de Janeiro: Civilização Brasileira, 2017.

FAZENDA, Ivani. Metodologia da Pesquisa Educacional. São Paulo: Cortez, 2010.

FOUCAULT, Michel. Vigiar e Punir. (36ª Ed.). Petrópolis – RJ: Vozes, 2009.

GIL, Antonio C. Métodos e Técnicas de Pesquisa Social. São Paulo: Atlas, 2008.

Goffman, Erving. Manicômios, prisões e conventos. (D.M. Leite, Trad.) 2ª ed. São Paulo: Perspectiva, 1987.

KIMMEL, Michael. A Produção Simultânea de Masculinidades Hegemônicas e Subalternas. Horizontes Antropológicos – Corpo, Doença e Saúde. Porto Alegre. Programa de Pós-graduação em Antropologia Social da UFRGS, n. 9, pp. 103-117, 1998.

KUENZER, Acacia Zeneida. As políticas de formação: a constituição da identidade do professor sobrante. Educação e Sociedade, vol.20, n.68, pp.163-183, 1999. Disponível em: <http://www.scielo.br/pdf/es/v20n68/a09v2068.pdf>. Acesso em: 12 dez. 2018.

LOURO, Guacira Lopes. Gênero, sexualidade e educação: Uma perspectiva pós-estruturalista. 2ª ed. Petrópolis: Vozes, 1997.

_____. O corpo educado: pedagogias da sexualidade. Belo Horizonte: Autêntica, 2001.

_____. Gênero e sexualidade: pedagogias contemporâneas. Pro-Posições, v. 19, n. 2 (56), maio/ago. 2008. Disponível em: <http://www.scielo.br/pdf/pp/v19n2/a03v19n2>. Acesso em: 02 dez. 2018.

LUCCHESI, Dante. As Duas Grandes Vertentes da História Sociolinguística do Brasil (1500 –2000). DELTA 2001, vol. 17, n. 1, pp. 97-130. Disponível em: <http://www.scielo.br/pdf/delta/v17n1/a05v17n1.pdf>. Acesso em: 01 dez. 2018.

MADUREIRA, A. F. A.; BRANCO, A. M. Identidades sexuais não-hegemônicas: processos identitários e estratégias para lidar com o preconceito. Psicologia: Teoria e Pesquisa, v. 23, n. 1, p. 81-90, 2007.

PAIS, José Machado. A Construção Sociológica da Juventude – alguns atributos. Análise Social, vol. XXV (105-106), 1990 (1.°, 2.°), 139-165. Disponível em: <http://www.uff.br/observatoriojovem/materia/jos%C3%A9-machado-pais-textos-de-refer%C3%AAncia>. Acesso em: 07 dez. 2018.

SILVA JR., Jonas Alves. Rompendo a Mordaça: representações de professores do Ensino Médio sobre homossexualidade. 2010. 300f. Tese (Doutorado em Educação). Universidade de São Paulo (USP), São Paulo.

SOARES, Ana Maria Dantas. A política educacional e configurações dos currículos de formação de técnicos em agropecuária, nos anos 90: regulação ou emancipação? 2003. 242f. Tese (Instituto de Agronomia/CPDA). Universidade Federal Rural do Rio de Janeiro, Seropédica, Rio de Janeiro, 2003.

SPINK, Peter K. Pesquisa de campo em psicologia social: uma perspectiva pósconstrucionista. In: Psicologia e Sociedade, 15 (2): p. 18-42; jul./dez. 2003. Disponível em: <http://www.scielo.br/pdf/psoc/v15n2/a03v15n2.pdf>. Acesso em: 02 dez. 2018.

TRAVAGLIA, Luiz Carlos. Gramática e Interação: uma proposta para o ensino de gramática. 14ª ed. São Paulo: Cortez, 2009.

UZIEL, A. P. (2002). Família e Homossexualidade: velhas questões, novos problemas / Campinas. Tese de Doutorado, Instituto de Filosofia e Ciências Humanas. Disponível em: <http://www.repositorio.unicamp.br/handle/REPOSIP/280718>. Acesso em: 08 dez. 2018.

VAINFA S, R. Casamento, amor e desejo no ocidente cristão. São Paulo: Ática, 1992.

WACQUANT, Loic. Punir os Pobres – A Nova Gestão Penal da Miséria nos Estados Unidos. 3ª edição revista e ampliada (2007). Rio de Janeiro: REVAN, 2003.

WEEKS, J. O corpo e a sexualidade. In: LOURO, G. L.(Org.). O corpo educado: pedagogias da sexualidade.Belo Horizonte: Autêntica, 2001.

WELZER-LANG, Daniel. A construção do masculino: Dominação das mulheres e homofobia. Revista Estudos Feministas, 9(2), 460-482, 2001. Disponível em: <http://www.scielo.br/pdf/ref/v9n2/8635.pdf>. Acesso em: 10 dez. 2018.

Downloads

Publicado

22-05-2019

Como Citar

FAUSTINO, Sandra Regina Oliveira. NAVEGAR NAS ÁGUAS DA SOCIOEDUCAÇÃO: UM APROFUNDAMENTO SOBRE GÊNERO, SEXUALIDADES E MASCULINIDADES. Revista Interinstitucional Artes de Educar, [S. l.], v. 5, n. 1, p. 8–29, 2019. DOI: 10.12957/riae.2019.39657. Disponível em: https://www.e-publicacoes.uerj.br/riae/article/view/39657. Acesso em: 17 jul. 2024.