NO CONTEXTO DE CIBERCULTURA, O QUE PODE A FOTOGRAFIA NO ENSINO DE GEOGRAFIA?

Autores

DOI:

https://doi.org/10.12957/redoc.2023.74551

Palavras-chave:

Geografia Escolar, Fotografia, Cibercultura, Cotidiano Escolar.

Resumo

O presente artigo objetiva pensar a fotografia como alternativa aos métodos convencionais no ensino de geografia, considerando-a uma linguagem criadora de conhecimentos e produtora de saberes que permite aos estudantes serem participantes do processo de criação, produção e pensamento sobre o espaço geográfico em que estão inseridos. Para tal finalidade, dialoga com autores que trabalham conceitos fundamentais para a disciplina de geografia bem como com autores que estudam fotografia e sua contribuição à educação. Utiliza, como aportes metodológicos, o levantamento bibliográfico e o uso de oficinas pedagógicas como ferramenta de produção coletiva e de registro de informações. O trabalho justifica-se pela ampliação do uso de artefatos tecnológicos em geral e, em particular, da fotografia na educação no contexto de cibercultura. Aposta no cotidiano escolar como lugar privilegiado para criações curriculares. E, assim, deriva deste trabalho a realização de uma oficina de fotografias com estudantes do 9º ano de uma escola pública de ensino fundamental. Como reverberações da oficina, os estudantes puderam repensar seus cotidianos e espaços de vivências dentro de múltiplos e contínuos mundos a partir das imagens fotográficas registradas por eles e ainda compreender conceitos geográficos. Conclui que diferentes linguagens, como a fotografia, têm grande potencial pedagógico no ensino de geografia.

Biografia do Autor

Nathan Moretto Guzzo Fernandes, UNIVERSIDADE FEDERAL DO ESPIRITO SANTO - UFES

Doutorando em Educação pelo PPGE/UFES.

Tiago Cardoso Melo, UFES

Graduando do curso Geografia da UFES. Interessado nas questões metodológicas da ciência em geral e com foco nos estudos espaciais sobre cultura e política

Referências

CABRAL, Gabriel Carvalho; LEMOS, Linovaldo Miranda. Imagem e Geografia: a produção fotográfica como instrumento metodológico na educação geográfica. In: X Fórum Nacional de Formação de Professores de Geografia. Anais do X NEPEG. 2020. p. 69-80.

CARVALHO, Janete Magalhães. O cotidiano escolar como comunidade de afetos. Petrópolis: DP et Alii, 2009.

______, Janete Magalhães. Macro/micropolítica, cotidiano escolar e constituição de um corpo coletivo em devir. ETD-Educação Temática Digital, v. 21, n. 1, p. 47-62, 2019.

CERTEAU, Michel de; Invenção do cotidiano, 1. Artes de fazer. Tradução de Ephraim Ferreira Alves, - Petrópolis, RJ: Vozes, 1994.

IBGE. Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios Contínua. Notas Técnicas. Versão 1.5. 4. ed. Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). Rio de Janeiro. 2019. Disponível em: https://biblioteca.ibge.gov.br/visualizacao/livros/liv101794_informativo.pdf. Acesso em: 29 mar. 2023.

JESUS, Quele Oliveira de. GOMES, Antenor Rita. O uso da fotografia no ensino de geografia: relato de experiência com alunos do ensino fundamental II. In: XIV Encontro Nacional de Prática de Ensino de Geografia. Anais do XIV NEPEG. 2019. p. 2197-2209.

KOSSOY, Boris. Os tempos da fotografia: o efêmero e o perpétuo. Ateliê Editorial, 2007.

LÉVY, Pierre. Cibercultura. São Paulo: Editora 34, 1999.

MASSEY, Doreen B. Pelo espaço: uma nova política da espacialidade. Tradução: Hilda Pareto Maciel, Rogério Haesbaert. 3. ed. Rio de Janeiro: Bertrand Brasil, 2012.

SANTOS, Milton. Metamorfoses do espaço habitado. 1. ed. São Paulo: Hucitec, 1988.

NUNES, Flaviana Gasparotti; SECCATTO, Ana Gláucia. A Educação pelas imagens: diálogos sobre as potencialidades da linguagem fotográfica. Espaço Plural, Marechal Cândido Rondon, v. 16, n. 32, p. 68-99, jan/jun. 2015.

NUNES, Flaviana Gasparotti. Linguagem fotográfica e ensino de Geografia: experiências desenvolvidas no PIBID/Geografia/UFGD. Revista PerCursos, Florianópolis, v. 17, n. 35, p. 28-48, set./dez. 2016. Disponível em: https://www.revistas.udesc.br/index.php/percursos/article/view/1984724617352016028/pdf. Acesso em: 29 mar. 2023

OLIVEIRA JUNIOR, Wenceslao Machado de. GIRARD, Gisele. Diferentes linguagens no ensino de geografia. In: XI Encontro Nacional de Prática de Ensino de Geografia. Goiânia, 2011. Anais do XI ENPEG, Goiânia, 2011, v.1, p. 1-9.

PEDROSA, Stella Maria Peixoto de Azevedo; COSTA, Ana Valéria de Figueiredo da. Fotografia e educação: possibilidades na produção de sentidos dos discursos visuais. Nuances: estudos sobre Educação, v. 28, n. 1, p. 78-94, 2017.

PIRES, Mateus M. Imagens e mediações simbólicas no ensino de Geografia: a fotografia na aprendizagem da paisagem urbana. 2020. 258 f. Tese (Doutorado em Geografia) - Universidade Federal de Goiás, Goiânia, 2020.

SAMAIN, Etienne (Ed.). Como pensam as imagens. Editora da UNICAMP, 2012.

SOTANG, Susan. Sobre fotografia. Tradução: Rubens Figueiredo. 1. ed. São Paulo: Companhia da Letras, 2004.

SOUZA, Angélica Silva de; OLIVEIRA, Guilherme Saramago de; ALVES, Laís Hilário. A pesquisa bibliográfica: princípios e fundamentos. Cadernos da Fucamp, Monte Carmelo, v. 20, n. 43, p. 64-83, fev/mar. 2021.

SOUZA, Sandra Cristina Morais de. Cibercultura e educação: uma revisão sistemática da literatura. Revista Teias, v. 23, n. 68, p. 237-249, 2022.

Downloads

Publicado

2024-04-19

Como Citar

FERNANDES, Nathan Moretto Guzzo; BORGES, Vilmar José; MARTINS, Rebeca Soterio; SOUSA, Shirlliney Virginio de; TIAGO CARDOSO MELO. NO CONTEXTO DE CIBERCULTURA, O QUE PODE A FOTOGRAFIA NO ENSINO DE GEOGRAFIA?. Revista Docência e Cibercultura, [S. l.], v. 8, n. 3, p. 01–23, 2024. DOI: 10.12957/redoc.2023.74551. Disponível em: https://www.e-publicacoes.uerj.br/re-doc/article/view/74551. Acesso em: 20 jul. 2024.