ORIENTAÇÃO ONLINE: UMA ALTERNATIVA PARA INICIAÇÃO CIENTÍFICA NO ENSINO HÍBRIDO EMERGENCIAL

Autores

DOI:

https://doi.org/10.12957/redoc.2023.69436

Palavras-chave:

Iniciação Científica. Tecnologias Digitais Colaborativas. Ensino Híbrido Emergencial.

Resumo

A necessidade de distanciamento social e aulas adaptadas, suporte ao enfrentamento à pandemia de COVID-19, promoveu a busca de alternativas à condução do processo de ensino e de aprendizagem, visando garantir aos estudantes as melhores possibilidades para continuidade da vida escolar. Neste trabalho, procurou-se analisar uma alternativa para promover atividades envolvendo a iniciação científica, estimulando a participação discente em feiras científicas externas à escola. Para tanto, foi desenvolvido um projeto de pesquisa a partir de assuntos presentes no Plano de Estudo dos alunos regularmente matriculados no 6 Ano da EMEF Prefeito Edgar Fontoura, Rede Municipal de Canoas - RS no ano de 2021. Após estudarem os conceitos básicos relativos ao assunto, os estudantes investigaram a percepção corriqueira quanto ao conceito de automedicação, bem como seu emprego pela comunidade escolar. A apreciação quanto ao desenvolvimento do projeto se deu pelo acompanhamento das atividades dos estudantes via google forms, bem como caderno de campo produzido em arquivo de texto digital compartilhado pela turma. A partir dos registros obtidos ao longo do processo de pesquisa, foi possível elaborar um relatório coletivo e então proceder a inscrição do projeto na Feira Científica Municipal de Canoas. O projeto desenvolvido pelos estudantes recebeu menção de destaque, sendo premiado com indicação para a Mostra Internacional de Ciência e Tecnologia promovida pela Fundação Liberato Salzano Vieira da Cunha. Assim, ficou evidenciado que o uso de tecnologias digitais colaborativas foram eficientes como ferramentas para desenvolvimento de atividades de iniciação científica, atenuando as dificuldades produzidas pela situação de distanciamento imposta pela condição pandêmica.


Biografia do Autor

Evelise Ferreira Pereira, EMEF Prefeito Edgar Fontoura - Prefeitura Municipal de Canoas PPGECIM/ULBRA

Doutoranda em Ensino de Ciências e Matemática no PPGECIM - ULBRA. Possui Mestrado em Genética e Biologia Molecular pela Universidade Federal do Rio Grande do Sul. Atualmente é Professora de Ensino Básico - Fundamental II - Ciências da Prefeitura Municipal de Canoas, RS. Tem experiência na área de Ensino de Ciências, com ênfase em Ciências da Natureza, atuando principalmente nos seguintes temas: formação continuada, ensino de ciências por investigação e uso de tecnologias digitais no ensino de ciências.

Letícia Azambuja Lopes, Universidade Luterana do Brasil - ULBRA

Possuo graduação em Ciências Biológicas pela Universidade da Região da Campanha (URCAMP), mestrado em Zoologia pela Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul (PUCRS) e doutorado em Ciências pela Universidade de São Paulo (USP) e Pós Doutoramento com bolsa PNPD/CAPES no Programa de Pós Graduação em Ensino de Ciências da Universidade Luterna do Brasil (PPGECIM/ULBRA). Atualmente sou Professora Adjunta com Doutorado na Universidade Luterana do Brasil nos Cursos de Graduação: Licenciaturas: Física, Química, Ciências Biológicas, Matemática, Letras - Inglês, História, Geografia, Pedagogia, Engenharia Ambiental, Biomedicina e Professora Permanente no Programa de Pós-Graduação em Ensino de Ciências e Matemática na Universidade Luterana do Brasil (PPGECIM/ULBRA). Tenho experiência na área de Zoologia, com ênfase em Entomologia e Conservação de Espécies Animais e na área de Educação em duas linhas de pesquisa: Educação em Ciências e Matemática para o Desenvolvimento Sustentável e Tecnologias Digitais no Ensino de Ciências.

Referências

BRASIL. Ministério da Educação. Base Nacional Comum Curricular. Brasília, DF: MEC, 2018. Disponível em: A Base. Acesso em: 22 jan. 2022.

BRASIL. Portaria No 343, de 17 de março de 2020. Dispõe sobre a substituição das aulas presenciais por aulas em meios digitais enquanto durar a situação de pandemia do Novo Coronavírus - COVID-19. D.O.U 18/03/2020. Disponível em: Inicial - DOU - Imprensa Nacional. Acesso em: 22 jan 2022.

Bacich, L. & Moran, J (org.). Metodologias ativas para uma Educação inovadora – Uma abordagem teórico prática. Editora Penso 2018.

CANOAS. Secretaria Municipal de Educação. Referencial Curricular de Canoas. Canoas, 2018. Disponível em: Arquivo Informativos - Prefeitura Municipal de Canoas. Acesso em: 22 jan 2022.

CARVALHO, A. M. P. D. O ensino de ciências e a proposição de sequências de ensino investigativas. Ensino de ciências por investigação: condições para implementação em sala de aula. São Paulo: Cengage Learning, 1, 1-19, 2013.

DIAS, Maria José Da Silva. Na contramão: reflexões sobre o ensino remoto emergencial e implicações na prática docente. Revista Docência e Cibercultura, v. 6, n. 1, p. 01-14, 2022.

ESCOLA PESQUISADORA. Escola Pesquisadora. 2022. Google.com. Disponível em: Escola Pesquisadora. Acesso em: 23 jan. 2022.

FREIRE, Paulo. Pedagogia da autonomia: saberes necessários à prática educativa. 68ª ed. Rio de Janeiro/São Paulo: Paz e Terra, 2021.

GALLON, M.; SILVA, J.; NASCIMENTO, S.; ROCHA FILHO, J. Feiras de Ciências: uma possibilidade à divulgação e comunicação científica no contexto da educação básica. Revista Insignare Scientia - RIS, v. 2, n. 4, p. 180-197, 19 dez. 2019.

GOOGLE. Visão geral do Google Workspace for Education | Google for Education. [s. l.], 2021. Disponível em: Visão geral do Google Workspace for Education . Acesso em: 25 jan. 2022.

HERNÁNDEZ, Fernando. Transgressão e mudança na educação: os projetos de trabalho. Artmed Editora, 2007.

LÉVY, P. Cibercultura. São Paulo: Editora 34, 1999.

PEREIRA, E.; Lopes, L. A. Cultura Digital, Aprendizagem Criativa e as Relações com o Ensino de Ciências. In: Kaiber, C.T. & Groenwald, C. L. (Org.). O Ensino e aprendizagem em ciências e matemática: referenciais, práticas e perspectivas. – Canoas: Ed. ULBRA, 2020. 119 p. : il.

PROENÇA, M. A. Prática docente. Panda Educação, 2016.

SANTOS JUNIOR, V. B. DOS; MONTEIRO, J. C. DA S. Educação e COVID-19: As Tecnologias Digitais Mediando a Aprendizagem em Tempos de Pandemia. Revista Encantar - Educação, Cultura e Sociedade, v. 2, p. 01-15, 15 mai 2020.

Sobre a Mostratec – Mostratec. 2022. Mostratec.com.br. Disponível em: Sobre a Mostratec . Acesso em: 25 jan. 2022.

SOUZA, D.I; MÜLLER, E.M.; FRACASSI, M.A.T.; ROMEIRO, S.B.B. Manual de Orientações para Projetos de Pesquisa. Fundação Liberato, 2011.70p.

Turmas 6A e 6B - EMEF Prefeito Edgar Fontoura. 6 Ano quer saber: como vai sua relação com remédios e medicamentos? 2021. Google Docs. Disponível em: https://forms.gle/MX65WfbFsvTA31DNA. Acesso em: 26 jan. 2022.

YIN, Robert K. Pesquisa qualitativa do início ao fim. Penso Editora, 2016.

Downloads

Publicado

2023-07-05

Como Citar

PEREIRA, Evelise Ferreira; LOPES, Letícia Azambuja. ORIENTAÇÃO ONLINE: UMA ALTERNATIVA PARA INICIAÇÃO CIENTÍFICA NO ENSINO HÍBRIDO EMERGENCIAL. Revista Docência e Cibercultura, [S. l.], v. 7, n. 1, p. 01–16, 2023. DOI: 10.12957/redoc.2023.69436. Disponível em: https://www.e-publicacoes.uerj.br/re-doc/article/view/69436. Acesso em: 13 abr. 2024.