VI SEMANA DE ARTE E CULTURA DO IFSC ARARANGUÁ: ARTE E CULTURA EM TEMPOS DE PANDEMIA

Autores

DOI:

https://doi.org/10.12957/redoc.2023.67542

Palavras-chave:

Arte, Cultura, Extensão, Pandemia

Resumo

Este relato de experiência trata sobre o evento de extensão Semana de Arte e Cultura (SAC) do IFSC Araranguá - SC, demonstrando, também, o projeto de extensão de mesmo nome. O objetivo do evento é promover experiência artístico-cultural, envolvendo estudantes, servidores e comunidade externa, através do incentivo a novas possibilidades educacionais por meio da cibercultura. O relato trata não apenas de ações didáticas apresentadas durante o desenvolvimento do projeto de extensão, mas também aborda atividades de preparação que culminam no momento principal do projeto de extensão, ou seja, o evento de extensão VI Semana de Arte e Cultura (SAC) do IFSC Araranguá.

 

 

Biografia do Autor

Nayara Nunes Salbego, Instituto Federal de Santa Catarina

Professora de Inglês no Instituto Federal de Santa Catarina (IFSC), câmpus Araranguá. Doutora em Inglês (UFSC - 2019). Mestra em Inglês (UFSC - 2014); Especialista em Tecnologias da Informação e da Comunicação aplicadas à Educação (UFSM - 2012); TESOL Specialist (Northern Virginia Community College, Woodbridge, VA, USA - 2017); Specialist in TESOL & Teaching Business English (Oxford Seminars, St. John College, New York - 2010); Graduada em Letras Inglês (UFSM - 2008). Dentre os temas de interesse, estão: ensino e aprendizagem de Inglês com recursos digitais, autonomia no ensino e aprendizagem de línguas, intercâmbio virtual para o ensino e aprendizagem de Inglês, educação à distância para o ensino e aprendizagem de línguas, Inglês no ensino médio técnico, Inglês para fins específicos, Inglês na Educação Profissional, Científica e Tecnológica (EPCT), Inglês na Educação de Jovens e Adultos (EJA).

William Moreno Boenavides, Instituto Federal de Santa Catarina

É professor do IFSC (Instituto Federal de Santa Catarina), campus Araranguá. Doutor em Literatura Brasileira na Universidade Federal do Rio Grande do Sul, instituição na qual realizou seu mestrado também em Literatura Brasileira (concluído em 2012/2). Ainda nessa instituição, licenciou-se em Letras Português-Espanhol, tendo concluído o curso em 2009/2. Possui especialização em Revisão e produção textual pela UniRitter, concluída em 2014/2. Atua em projetos de pesquisa na área de Literatura Brasileira estudando literatura brasileira do século XIX. (Texto informado pelo autor)

Emerson Cardoso Nascimento, Instituto Federal de Santa Catarina

Mestre em Teatro pela Universidade do Estado de Santa Catarina (UDESC, 2011), Especialista em Arte (Faculdades Integrada de Jacarepaguá - FIJ/RJ, 2009) e Licenciado em Educação Artística com Habilitação em Artes Cênicas (UDESC, 2005). Possui experiência na área de teatro e arte-educação. Foi professor na Rede Estadual de Educação de Florianópolis (2001-2005) e professor efetivo de Arte na Rede Municipal de Educação de Imbituba - SC (2006-2010). Fundou a Cia. Teatral Desmontagem Cênica de Imbituba (Teatro Usina) em 2005, encerrando sua participação em 2010. Atualmente é professor efetivo, com dedicação exclusiva, no Instituto Federal de Ciência e Tecnologia de Santa Cataria (IFSC Câmpus Araranguá), atuando na área teatro, história da arte e figurino.

Fabiana Santos Fernandes, Instituto Federal de Santa Catarina

Possui graduação em Letras -Português/ Inglês - pela Universidade do Extremo Sul Catarinense (2000). Nesse mesmo ano, concluiu especialização em Língua Portuguesa pela Faculdade Simonsen. Em 2018, concluiu mestrado em Tecnologia de Informação e Comunicação pela Universidade Federal de Santa Catarina. Atualmente é professor do Instituto Federal de Santa Catarina. Tem experiência na área de Letras, com ênfase em Língua Portuguesa, atuando principalmente nos seguintes temas: correção de redações de vestibular, produção textual e TICs.

Karla Goularte da Silva Gründler, Instituto Federal de Santa Catarina

Possui graduação em Letras Português/Inglês pela Universidade do Extremo Sul Catarinense (2004) com Especialização em Literatura Brasileira e Construção de Texto (2006) pela Faculdade Padre João Bagozzi. Mestrado em Educação pela Universidade do Extremo Sul Catarinense (2010) e curso de aperfeiçoamento em Inglês na Inglaterra (Liverpool - LILA School-2014). Atualmente é professora do Instituto Federal de Santa Catarina (IFSC/ Araranguá) e atua nas áreas de Língua Portuguesa (Ensino Médio Integrado), Língua Inglesa(Ensino Médio Integrado) e Metodologia Científica no curso técnico em vestuário. Tem experiência na área de Educação, com ênfase em literatura brasileira, literatura infantil e produção textual. 

Referências

ALCÂNTARA, Samuel ; LIMA, Maria Celina P. SCIAS Edu., Com., Tec., Belo Horizonte, v.1, n.1, p. 2-23, ago./dez. 2019.

BRASIL. Base Nacional Comum Curricular. Brasília: MEC, 2017. Disponível em: http://basenacionalcomum.mec.gov.br/images/BNC C_20dez_site.pdf. Acesso em: 13 de abril de 2022.

BRASIL, Ministério da Educação. Parâmetros Curriculares Nacionais: Arte. Brasília: MEC/SEF, 2000. Disponível em: http://portal.mec.gov.br/seb/arquivos/pdf/arte.pdf. Acesso em: 04 de novembro de 2022.

CASOLI, Rosemary et. al. A arte como contexto do dia-a-dia: processos de fortalecimento intrafamiliar em momentos de isolamento social. In: CIRILO, José; BELO, Marcela; GRANDO, Ângela (Orgs). Arte em tempos de pandemia: Anais do X seminário Ibero-americano sobre o processo de criação nas artes. Vitória: Edufes, 2020. Disponível em: https://leena.ufes.br/sites/leena.ufes.br/files/field/anexo/2_caderno_de_resumos_-_poeticas_2020.pdf Acesso em 29/03/2022.

D’ELY, Raquel; FARIAS, Priscila; SILVA, Leonardo da. Doing Critical English Language Teaching: Designing critical tasks to promote critical media literacy. Revista A Cor das Letras, v. 18, número especial, p. 99-121, outubro-dezembro/2017. Disponível em: http://periodicos.uefs.br/index.php/acordasletras/article/view/2030 Acesso em: 07/11/2022.

IFSC. Ministério da Educação. Plano de Desenvolvimento Institucional 2020 - 2024. Disponível em: https://www.ifsc.edu.br/pdi-2020-2024. Acesso em: 23 de abril de 2022.

KRESS, Gunther. Visual and verbal modes of representation in electronically mediated communication: the potentials of new forms of text. In: SNYDER, I. Taking literacy into the electronic era. Sydney: Allen & Unwin, 1998.

LÉVY, Pierre. Cibercultura. São Paulo: 34 Editora, 1999.

RIBEIRO, ANA ELISA. Escrever, hoje: palavra, imagem e tecnologias digitais na educação. São Paulo: Ed. Parábola, 2018.

RODRIGUES, Andréia Lilian Lima; PRATA, Michelle Santana; BATALHA, Taila Beatriz Silva; COSTA, Carmen Lúcia Neves do Amaral; PASSOS NETO, Irazano de Figueiredo. Contribuições da extensão universitária na sociedade. Cadernos de Graduação: Ciências Humanas e Sociais, v. 1, n. 16, p. 141-148, mar. 2013.

ROJO, R. Multiletramentos na escola. São Paulo: Ed. Parábola, 2012.

TUMOLO, Celso. Histórias Digitais como recurso para Ensino/Aprendizagem de Inglês. Estudos Anglo Americanos, nº 43 - 2015, p. 101-117.

Downloads

Publicado

2023-07-05

Como Citar

SALBEGO, Nayara Nunes; BOENAVIDES, William Moreno; NASCIMENTO, Emerson Cardoso; FERNANDES, Fabiana Santos; GRÜNDLER, Karla Goularte da Silva. VI SEMANA DE ARTE E CULTURA DO IFSC ARARANGUÁ: ARTE E CULTURA EM TEMPOS DE PANDEMIA. Revista Docência e Cibercultura, [S. l.], v. 7, n. 1, p. 01–18, 2023. DOI: 10.12957/redoc.2023.67542. Disponível em: https://www.e-publicacoes.uerj.br/re-doc/article/view/67542. Acesso em: 17 abr. 2024.

Artigos Semelhantes

Você também pode iniciar uma pesquisa avançada por similaridade para este artigo.